• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Samarco conclui 1ª fase de sistema para filtrar rejeitos em Mariana

Samarco conclui 1ª fase de sistema para filtrar rejeitos em Mariana

Instalação completa do sistema permitirá à mineradora reiniciar atividades de extração mineral na região. Trabalhos não irão mais utilizar barragem

Texto: Yuri Soares

Instalação completa do sistema permitirá à mineradora reiniciar atividades de extração mineral na região. Trabalhos não irão mais utilizar barragem


Após a instalação completa do sistema de filtragem de rejeitos, a mineradora deverá, ainda, obter a Licença Operacional Corretiva (LOC) para reiniciar suas operações na região (Créditos: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

11/06/2019 | 09:29 - A mineradora Samarco anunciou a conclusão da primeira fase da implantação de um sistema de disposição e tratamento de rejeitos no Complexo Germano em Mariana (MG), o que permitirá o retorno das atividades de extração mineral no local. As operações estão paralisadas desde o rompimento da Barragem de Fundão, em novembro de 2015, que deixou 19 pessoas mortas, além de danos ambientais na bacia do Rio Doce.

Os trabalhos finalizados correspondem à etapa de preparação da Cava de Alegria do Sul, estrutura feita do próprio processo de lavra da mina, que permite o armazenamento dos rejeitos de mineração. A obras, iniciadas em outubro do ano passado, estão sendo acompanhadas por auditoria independente contratada pela Samarco conforme acordo firmado com o Ministério Público Federal (MPF).

A segunda etapa das atividades compreende a montagem eletromecânica de um sistema de bombeamento de lama, rejeito e água. Após a instalação completa do sistema de filtragem de rejeitos, a mineradora deverá, ainda, obter a Licença Operacional Corretiva (LOC) para reiniciar suas operações na região. O objetivo da Samarco é obter a licença nos próximos meses.

Conforme o planejamento da empresa, a retomada da extração de minérios irá acontecer de maneira gradual. Inicialmente, as operações irão ocorrer com 26% da capacidade produtiva e apenas um dos três concentradores reativados. As atividades não irão mais utilizar barragem.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro