• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Menos papel na construção civil

Menos papel na construção civil

Por Dennys Figueira Gomez, gerente de sustentabilidade da Bild Desenvolvimento Imobiliário

A construção civil é responsável por 30% da emissão de gases do efeito estufa; de 25% a 40% da energia total produzida é destinada às obras, além de ser um dos setores que mais consomem matéria virgem (cerca de 3 milhões de toneladas por ano). É um dos campos mais importantes para a economia, mas que traz alguns impactos para o meio ambiente.

Por isso, o desenvolvimento de ações sustentáveis, em pleno século XXI, não é mais um diferencial nas empresas ou um item de luxo nos sistemas construtivos, cada vez mais modernos. A preocupação em reduzir os impactos ambientais durante a obra é uma necessidade urgente, além de trazer eficiência operacional com a economia de recursos e mudança de alguns hábitos que, há algum tempo, parecia impossível.

Um desses novos hábitos é a redução do uso do papel na construção civil a partir da digitalização da gestão de documentos e projetos, com o investimento em tecnologias que otimizam esse processo. Parece difícil abandonar a boa e velha impressora e ter sempre à mão uma folha de papel na mão? Garantimos: não é, pois o mundo está cada vez mais digital.

Mas como eliminar o uso de papel diariamente? Existem, atualmente no mercado, plataformas de inteligência que são integradas às obras e que oferecem a gestão das plantas de forma automatizada, com atualizações dos projetos em tempo real por meio de etiquetas QR, inclusive nos canteiros de obras. Esse tipo de inovação, com o uso de um sistema inteligente, traz praticidade e elimina os retrabalhos causados por plantas desatualizadas.

No entanto, mesmo com a inteligência tecnológica, um dos maiores desafios nas empresas ainda é com a equipe que, em alguns casos, sofre com a resistência de novas ideias e pontos de melhoria para a evolução. A dica aqui é a persistência e os investimentos em treinamentos constantes, principalmente com profissionais dos canteiros de obras que acabam não tendo tanto acesso às tecnologias.

As vantagens de trabalhar com um sistema integrado e digitalizado são imensas, principalmente nos processos de revisões de obras, proporcionando ganho de tempo, acessibilidade, redução das falhas na revisão de projetos e, ainda, maior controle de todas as atualizações. E, claro, na economia e na redução do uso do papel, que chega a ser de 90%.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro