Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Assentamento de pisos intertravados pede boa preparação

Assentamento de pisos intertravados pede boa preparação

Material pode ser usado sobre laje de concreto, solo arenoso e solo argiloso

Redação AECweb / e-Construmarket

base-para-assentar-piso-intertravado

O assentamento de pisos intertravados de concreto – usado na pavimentação de áreas externas, como calçada e estacionamento – pode parecer simples, mas exige conhecimento, principalmente na preparação das bases. O processo de travamento reduz custo com materiais e mão de obra, além de diminuir o tempo de assentamento e dispensar rejunte

DETALHES DO ASSENTAMENTO

Com vida útil de até 20 anos, de acordo com a ABNT NBR 15.575 – Norma de Desempenho Parte 1, os pavers, como esses pisos também são chamados, podem ser assentados sobre laje de concreto, solo arenoso e solo argiloso. Segundo o arquiteto Carlos Alberto Tauil, diretor técnico e sócio da Métrica Consultoria, em laje de concreto basta uma camada de areia de 2 a 3 cm.

Já no solo arenoso, a areia deve ser adensada e nivelada para receber uma camada de areia média de 3 a 4 cm. O solo argiloso, por sua vez, deve ser compactado, receber uma camada de bica corrida de 10 a 15 cm de espessura e uma nova compactação. Em seguida, lança-se a camada de areia de assentamento de 4 a 5 cm.

“Nos três casos, após a colocação dos pisos intertravados, lança-se uma camada de areia fina para preencher os vazios entre eles. A compactação final é feita com uma vibro compactadora, varrendo-se a areia e compactando o piso para o perfeito preenchimento dos vazios entre as peças, conferindo o intertravamento”, ensina Tauil, que também é consultor da BlocoBrasil – Associação Brasileira da Indústria de Blocos de Concreto.

Todo pavimento deve ter sempre especificação de um projeto da base de sustentação e paginação dos pavers de acordo com o projeto paisagístico
Carlos Alberto Tauil

INSTALAÇÃO

Vários aspectos devem ser observados no momento da instalação, a começar pela área de assentamento, que deve estar sempre confinada, seja por guias, sarjetas ou sarjetões. Cada camada de base deve estar muito bem nivelada e com o caimento estabelecido em projeto para o escoamento das águas de chuva. A camada de bica corrida deve ser dimensionada em função do CBR (índice de suporte) do solo compactado estabelecido em projeto.

“Na instalação dos pavers em ruas com tráfego de veículos pesados e solo mole, deve-se abrir uma caixa de 60 a 100 cm, lançar pedra rachão e, em seguida, uma camada de pedra 3 e 4 compactada com rolo. O processo é finalizado com bica corrida, que também deverá ser compactada com rolo vibrador. Só então são assentadas as peças intertravadas sobre uma camada de areia média de 4 a 5 cm, para posterior compactação”, explica o arquiteto.

VANTAGENS

Uma das vantagens mais interessantes dos pisos intertravados de concreto é a possibilidade de retirada temporária das peças para a execução de serviços, como o de tubulação enterrada. No reassentamento das peças, é preciso observar as etapas referentes às camadas da sub-base, base e camada de areia, sempre compactando muito bem para que a superfície final fique novamente nivelada, evitando formar bolsão.

“Todo pavimento deve ter sempre especificação de um projeto da base de sustentação e paginação dos pavers de acordo com o projeto paisagístico”, aconselha Tauil.

Colaborou para esta matéria

Carlos Alberto Tauil – Arquiteto pela Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU-USP), com curso de extensão universitária no Bouwcentrum, Holanda, e pesquisa com o grupo SAR da Universidade de Eindhoven, também na Holanda, sobre metodologia de projetos, utilizando coordenação modular. Foi coordenador de projetos em diversas construtoras de São Paulo; diretor técnico comercial da Reago (Grupo Camargo Correa); e diretor técnico comercial da empresa Glasser Indústria de Piso e Blocos de Concreto. Presidiu a Associação BlocoBrasil (2008-2009). É diretor técnico e sócio da Métrica Consultoria e Assessoria em Arquitetura e Construção Civil desde 2009 e consultor técnico da BlocoBrasil desde 2010.
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro