Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Espaçadores garantem o correto posicionamento de armaduras

Espaçadores garantem o correto posicionamento de armaduras

O dispositivo também colabora para que as barras e fios de aço sejam completamente revestidos durante a concretagem, evitando oxidação ou corrosão

Redação AECweb / e-Construmarket

Na execução de estruturas em concreto armado ou protendido, o uso de espaçadores é importante para garantir o correto posicionamento da armadura. “A principal função do material é fixar a distância adequada entre as armaduras e as fôrmas, conforme o que foi especificado em projeto”, afirma o engenheiro Eduardo Barros Millen, sócio-diretor da Zamarion e Millen Consultores. O elemento colabora para que as barras e fios de aço sejam completamente revestidos durante a concretagem, evitando futuros problemas com oxidação ou corrosão. “A solução pode ainda tampar furos ou estabilizar fôrmas paralelas”, complementa.

espacadores-em-armadura
Barras de aço e espaçadores de concreto (Aisyaqilumaranas/ Shutterstock.com)

MATERIAIS E MODELOS

O mercado oferece espaçadores fabricados a partir de diferentes matérias-primas, como concreto, aço, madeira ou plástico. Os produtos também estão disponíveis em formatos variados, que vão desde os circulares e cones até aqueles em perfil, tipo cadeirinha, ‘U’ invertido, ‘X’, tampão, entre outros. Cada modelo é indicado para um determinado objetivo. "Os circulares, por exemplo, devem ser usados com armaduras verticais e para centralizar as ferragens. O tipo cadeirinha e similares garantem o recobrimento total das ferragens horizontais. Já os cones fecham e estabilizam as fôrmas, bloqueando a entrada indesejada de concreto. E o tampão auxilia na vedação de furos”, explica o profissional. A escolha do modelo adequado passa ainda pela análise do peso da armadura que será contida e do cálculo da força gerada no lançamento do concreto.

A principal função do material é fixar a distância adequada entre as armaduras e as fôrmas, conforme o que foi especificado em projeto
Eduardo Barros Millen

O material usado na produção dos espaçadores também influencia no seu desempenho. Os de plástico são os mais aproveitados atualmente, pois necessitam de investimentos menores e chegam prontos ao canteiro, podendo ser usados a qualquer momento. Quando o mercado não disponibiliza o produto ideal, há possibilidade de moldar os dispositivos na própria obra. Normalmente, os produtos são comercializados em grandes quantidades – centenas ou milhares – e, no momento da compra, é necessário informar qual será a espessura do recobrimento de concreto, pois essa medida interfere no tamanho dos espaçadores.

ESPECIFICAÇÃO E INSTALAÇÃO

Embora estejam presentes na execução de qualquer tipo de estrutura, os marcadores não costumam ser previstos desde as fases iniciais do projeto. “O planejamento prévio acontece somente em cenários bastante específicos, como nas armaduras negativas e em balanço. Nesses casos, a posição da armadura é fundamental, e os espaçadores não podem deformar, quebrar ou torcer”, ressalta.

É recomendado, também, que em elementos do tipo marquises seja especificado o dobro de espaçadores, em comparação com a quantidade empregada em estruturas convencionais. “Isto evita que, no momento de concretar a laje, a movimentação dos operadores sobre a estrutura não destrua os dispositivos e cause o rebaixamento negativo da armadura. Esse cenário tem ocorrido em muitos casos”, observa Millen.

O planejamento prévio acontece somente em cenários bastante específicos, como nas armaduras negativas e em balanço. Nesses casos, a posição da armadura é fundamental, e os espaçadores não podem deformar, quebrar ou torcer
Eduardo Barros Millen

O procedimento de uso precisa ser planejado e cuidadosamente realizado. A quantidade do produto dependerá da qualidade da armadura – quanto mais rígido for o aço, menor será o número de dispositivos necessários. Sua colocação é feita pelos próprios profissionais responsáveis pela armadura. “A distância entre cada um deve ser calculada de modo a evitar a deformação do aço”, diz o engenheiro. Os espaçadores precisam ser posicionados sempre no cruzamento das barras, assim evitam o movimento dos elementos metálicos.

A instalação inadequada ou o uso de uma quantidade menor do que a necessária pode causar o esmagamento dos dispositivos, provocado pela sobrecarga de forças atuantes. Com isso, a armadura pode se deslocar e comprometer a qualidade da estrutura. Outro problema comum é o surgimento de marcas dos espaçadores na superfície de concreto, o que se deve à qualidade inadequada da argamassa, comprometendo o acabamento.

QUALIDADE

Ainda não existem normas técnicas específicas para os espaçadores, entretanto os elementos são mencionados na ABNT NBR 6118 - Projeto de Estruturas de Concreto - Procedimento - e na ABNT NBR 14931 - Execução de Estruturas de Concreto - Procedimento.

Leia também:
Cobrimento de armaduras determina durabilidade de estruturas de concreto

Colaboração técnica

Eduardo Barros Millen – Formado em engenharia civil pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (POLI-USP). Tem pós-graduação em Estruturas Especiais de Concreto Armado e Protendido pela mesma instituição. É ex-presidente da Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural (ABECE), na gestão 2010-2012. Atualmente é membro do Conselho Deliberativo e Diretor da Regional São Paulo da associação. Também ocupa o cargo de Diretor de Publicações no Instituto Brasileiro do Concreto (IBRACON). É sócio-diretor da Zamarion e Millen Consultores.
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco