• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Porcelanato, pedra, quartzo...escolha o revestimento de piso certo

Porcelanato, pedra, quartzo...escolha o revestimento de piso certo

Conhecer as características dos revestimentos disponíveis – como estética, praticidade e durabilidade – ajuda a localizar a solução ideal para varandas, salas e dormitórios

Redação AECweb / e-Construmarket

piso-idela-para-cada-ambiente
Tacos ou réguas de madeira podem revestir salas e dormitórios (Lilyana Vynogradova/shutterstock.com)

As palavras de ordem na hora de escolher o piso sob medida para determinada superfície são: funcionalidade, praticidade, investimento, desempenho e estética. “Ao especificar materiais para compor os revestimentos dos vários ambientes de uma residência, é fundamental observar as características técnicas e o estilo estético que será adotado no projeto, além da durabilidade e do investimento que o cliente almeja, e do quanto ele quer gastar”, ensina a designer de interiores Bianka Mugnatto, conselheira da Associação Brasileira de Designers de Interiores (ABD). É imprescindível, ainda, cumprir as exigências da norma de desempenho ABNT NBR 15575.

PISOS PARA VARANDAS

De maneira geral, os pisos de varandas descobertas e abertas devem ser antideslizantes ou antiderrapantes. “Fazem parte desse universo algumas cerâmicas, placas cimentícias e as pedras naturais, como ouro verde, mineira e pirinópolis”, sugere a profissional. No caso dos pisos cerâmicos, é preciso atentar para as especificações técnicas do fornecedor, garantindo a adequação a esse uso.

PISOS PARA SALAS E DORMITÓRIOS

Dormitórios e salas também podem receber as pedras, porém, é recomendável a aplicação de impermeabilizante, que torna a superfície mais uniforme, facilitando a manutenção. “De toda forma, esses espaços não são úmidos, nem possuem áreas molháveis, por isso podem receber materiais quentes, como tacos ou réguas de madeira. Especialmente para aquelas pessoas que têm sensibilidade ao frio ou que são alérgicas a carpetes”, observa.

PORCELANATO É VERSÁTIL

A versatilidade dos porcelanatos tem conquistado a maioria dos projetos de interiores, por oferecerem uma ótima relação custo-benefício, além de serem de limpeza e manutenção mais fáceis. Daí estarem presentes em praticamente todos os ambientes, das cozinhas e salas às áreas de circulação, varandas fechadas e cobertas.

Associada a equipamentos de corte, a alternativa dos porcelanatos 3D tem criado maravilhas
Bianka Mugnatto

“Hoje, há porcelanatos slim (fininhos) de grandes dimensões tanto para piso, como também para parede. São revestimentos de grandes formatos, adotados pelo mercado de imóveis de alto padrão graças ao seu resultado estético, à sua durabilidade e ao excelente valor”, conta Bianka Mugnatto.

Conta pontos para o porcelanato o seu preço cada vez mais acessível, fato que tem atraído atenção dos consumidores. A escolha por essa solução em salas e dormitórios de residências de médio padrão se justifica ainda pela grande variedade de cores e padrões disponíveis no mercado, além de diferentes formatos, praticidade de manutenção e baixa permeabilidade. “Essas características transformam o porcelanato no grande carro-chefe nas vendas de revestimentos”, destaca a especialista.

O porcelanato tem espaço, ainda, na cozinha, um ambiente onde os riscos de manchas no piso são mais elevados. Existem produtos específicos no mercado que são aplicados na limpeza do porcelanato, entretanto, é aconselhável sempre buscar informações junto ao fabricante para saber quais materiais são indicados para a correta higienização do piso.

Os porcelanatos disputam espaço com os tradicionais mármores e granitos, materiais nobres e de alto valor agregado, com capacidade de recuperação durante anos. A regra é analisar e observar as características técnicas do produto, para saber se irá atender à função do espaço, e também avaliar a facilidade de sua manutenção.

Outra novidade do mercado é a tecnologia de porcelanatos 3D. “Associada a equipamentos de corte, a alternativa tem criado maravilhas”, diz. A evolução do segmento não resulta somente em novas opções de produtos, mas também em materiais com melhor qualidade e vida útil.

PRODUTOS COM QUARTZO ALIAM SUSTENTABILIDADE E TECNOLOGIA

Entre os revestimentos que mais evoluíram nos últimos anos, a profissional destaca os produtos sintéticos de quartzo. Associados à tecnologia, eles oferecem design e cores diversificadas. Os novos equipamentos usados pela indústria de revestimentos sintéticos de quartzo permitem o reaproveitamento de materiais ou subprodutos de grandes empresas para fabricação do material, o que torna a solução ambientalmente interessante.

Atualmente, o responsável pela especificação dos revestimentos deve ter domínio e conhecimento do que está propondo. É necessário conhecer tudo sobre o desempenho do revestimento escolhido
Bianka Mugnatto

“Atualmente, o responsável pela especificação dos revestimentos deve ter domínio e conhecimento do que está propondo. É necessário conhecer tudo sobre o desempenho do revestimento escolhido”, fala a especialista, lembrando que a ABNT NBR 15575 aborda esse tema e que, se o profissional não estiver atento aos requisitos, poderá ter problemas jurídicos por especificar algo que não atende à necessidade do cliente. Cabe a ele indicar quais os sistemas de limpeza que devem ser adotados; as formas de manutenção para que o tempo de vida útil do produto atinja as expectativas; e o período de garantia oferecido pelo fabricante.

CUSTO

O preço dos revestimentos também precisa ser levado em consideração, afinal, a maioria dos produtos de qualidade apresenta custo à altura. “Há uma ilusão de que tudo é a mesma coisa e que o preço é que varia”, alerta a designer de interiores.

A tecnologia e os produtos de boa qualidade apresentam preços que justificam a pesquisa pela opção que garanta a melhor relação custo-benefício. “Há produtos de baixa qualidade, mas com o mesmo valor e aparência similar àqueles com desempenho superior. É preciso ficar bem atento e sempre contar com a ajuda de um profissional técnico, como um designer de interiores ou um arquiteto, que possa orientar para que a escolha seja acertada”, aconselha Bianka Mugnatto.

Leia também:
Pisos para hospitais: um tipo para cada ambiente
Pisos para quadras variam conforme a modalidade esportiva

Colaboração técnica

Bianka Mugnatto – Graduada em artes e em design de interiores pela Universidade Federal de Uberlândia (UFU). Comanda o escritório Interart Interiores, criado em 1988. É conselheira da ABD – Associação Brasileira de Designers de Interiores. Com centenas de projetos residenciais e comerciais dentro e fora do Brasil, o Interart se tornou o primeiro escritório do segmento a receber a reconhecida chancela do ISO 9001. Atua nas áreas de design de interiores, reforma e retrofit e oferece consultoria em planejamento de espaços comerciais, residenciais e hoteleiros. O trabalho do escritório vai da elaboração do projeto, passando pelo acompanhamento da obra, até a entrega completa do trabalho ao cliente. Tem participado de importantes mostras de decoração, como Casa Cor São Paulo, e recebeu reconhecidas premiações.
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro