• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > Veja quais são as soluções que podem agilizar suas obras

Veja quais são as soluções que podem agilizar suas obras

Pré-fabricados de concreto, estruturas metálicas e tilt-up são alguns dos sistemas construtivos industrializados que colaboram para o cumprimento de prazos apertados

Texto: Graziela Silva


Divulgação ArcellorMital Perfilor

PrÉ-fabricados de concreto

Para Íria Doniak, presidente-executiva da Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto (Abcic), a utilização de pré-fabricados de concreto pode resultar em redução de até 40% no tempo de execução da obra, em comparação com os processos convencionais. A maior eficiência da solução é explicada pela fabricação da estrutura em paralelo à execução das fundações, a menor necessidade de formas e escoramentos e o fato da montagem não ser afetada pela ocorrência de chuvas.

Os fabricantes do setor oferecem tanto elementos estruturais como componentes isolados. No primeiro grupo estão soluções que utilizam a tecnologia do concreto armado, além de estruturas leves destinadas a vencer vão menores e estruturas pesadas, usualmente protendidas, a exemplo das vigas. No segundo grupo, os exemplos são as estacas pré-fabricadas para fundações profundas e os painéis de vedação.

À eficiência na execução somam-se outros benefícios, informa a presidente da Abcic. Entre as vantagens, ela cita resistência, durabilidade, precisão dimensional, canteiro mais organizado, menor geração de entulho, e também maior previsibilidade de custos, devido à montagem racionalizada e por não apresentar variação de preços do momento da contratação à entrega da obra.

Especificação

É recomendado que as empresas de pré-fabricados deixem informações referentes ao projeto e à produção disponíveis aos profissionais envolvidos, de modo a fornecer diretrizes unificadas, que assegurarão que todas as partes conheçam os métodos adotados em todas as fases

O emprego mais difundido para os pré-fabricados no Brasil é em obras de infraestrutura, empreendimentos industriais, de varejo, como shopping centers e supermercados, e de centros de distribuição e logística. “Outra tendência que vem ganhado espaço é o uso em edifícios comerciais e residenciais. Segundo vários projetistas, isso se deve ao avanço das chamadas estruturas híbridas, especialmente quando se combina aço e pré-fabricado de concreto”, revela Íria Doniak.

Para o melhor aproveitamento das vantagens dos pré-fabricados, a profissional aconselha definição prévia das rotinas de projeto pelas equipes. “É recomendado, também, que as empresas de pré-fabricados deixem informações referentes ao projeto e à produção disponíveis aos profissionais envolvidos, de modo a fornecer diretrizes unificadas, que assegurarão que todas as partes conheçam os métodos adotados em todas as fases. Itens como modulação, padronização, tolerâncias dimensionais e instalações prediais devem ser avaliados”, afirma.

Os requisitos exigíveis para o projeto, execução e controle de estruturas pré-moldadas de concreto armado ou pretendido estão descritos na NBR 9062:2006. Para as lajes alveolares, os requisitos e procedimentos encontram-se na NBR 14861:2011. Uma referência para a contratação da empresa fornecedora de pré-fabricados de concreto é o programa de certificação do setor. Para saber quais aderiram ao selo da Abcic, acesse www.abcic.org.br/selo_excelencia.asp.

Estruturas metÁlicas


Divulgação SH

Quando é necessário colocar a edificação em operação em curto prazo, as estruturas metálicas são uma opção consagrada. Não à toa, a aplicação dos elementos estruturais de aço – entre eles, perfis formados a frio, soldados, laminados e tubulares – se dá principalmente em construções comerciais e industriais, como shoppings centers, centros de distribuição, galpões e unidades produtivas dos setores siderúrgico, de óleo, gás e mineração.

A solução proporciona rápida execução, uma vez que as estruturas são projetadas para serem produzidas em fábrica e de forma seriada, sendo levadas ao canteiro no momento da montagem. Além do atendimento a prazos rígidos, o sistema apresenta outras vantagens. O engenheiro Humberto Della Mea, gerente comercial da SH Estruturas Metálicas, destaca a organização do canteiro de obra e a facilidade para vencer grandes vãos, em função da resistência do aço, inclusive em situações com limitações dimensionais. “No caso de uma ampliação, o reforço é realizado facilmente. É possível, ainda, desmontar e reaproveitar a estrutura”, acrescenta.

Especificação

A NBR 8800:2008 traz os critérios para o projeto de estruturas de aço em edifícios. Outras normas que servem de referência aos projetistas são a NBR 14323:1999 (Dimensionamento de Estruturas de Aço de Edifícios em Situação de Incêndio) e a NBR 14762:2010 (Dimensionamento de Estruturas de Aço Constituídas por Perfis Formados). Atualmente encontra-se em consulta a norma específica para estruturas de aço com perfis tubulares.
Della Mea, da SH Estruturas Metálicas, elenca entre os itens que devem ser levados em conta pelos projetistas, as dimensões dos vãos a serem vencidos e a escolha dos revestimentos baseada no uso que se dará à edificação, de forma a garantir menor necessidade de manutenção durante a vida útil. O engenheiro ressalta que a especificação de materiais metálicos pouco usuais, ou que a indústria não fornece de forma comercial, implica em ampliação de prazos e custos. A execução é outro ponto crítico. O planejamento adequado da montagem e a interação com a Construção Civil são necessários para os benefícios de eficiência proporcionados pelo sistema.

Laje steel deck

“É um sistema de forma colaborante, no qual o perfil metálico atua como forma da laje na primeira etapa da construção e como armadura positiva após a cura do concreto”, conceitua Bianca Barros, especialista em Produtos Estruturais da ArcelorMittal Perfilor. A redução do tempo de execução advém da eliminação da montagem das formas e dos escoramentos, e da possibilidade de dar continuidade aos demais serviços em paralelo à execução da laje.

A profissional explica que por ser um material autoportante, a laje steel deck funciona como plataforma de trabalho mesmo antes da concretagem da laje, liberando a área do pavimento inferior. Outras vantagens são a economia no consumo de concreto em relação às lajes convencionais, o que resulta em menor peso da estrutura. A leveza do material facilita o manuseio na obra.

Especificação

A laje steel deck pode ser utilizada em qualquer tipo de construção, mas mostra-se especialmente interessante para edifícios de múltiplos andares, mezaninos, ampliações além de obras com restrições de espaço no canteiro, garante Bianca, da ArcelorMittal Perfilor.

Para melhor desempenho, é recomendado que o sistema seja considerado desde a concepção da edificação. A modulação da estrutura deve prever apoios para o steel deck a cada 2,80 metros, de forma a dispensar completamente os escoramentos, destaca a profissional. “Dependendo do uso da construção a laje pode ficar aparente”. Pode-se, ainda, optar pelo uso do steel deck pré-pintado ou com aplicação de forros.
O sistema ainda não é normalizado pela ABNT, entretanto é recomendada a consulta às seguintes normas: NBR 6118:2007 (Projeto de Estrutura de Concreto - Procedimento), NBR 8800:2008, NBR 10735:1989 (Chapas de Aço de Alta Resistência Mecânica Zincadas), NBR 14323:1999 (Dimensionamento de Estruturas de Aço de edifícios em Situação de Incêndio).

Tilt-up


Divulgação Yes Tilt Up

Ou ‘inclinar para cima’. A tradução para o português ajuda a entender o conceito desse sistema construtivo pré-moldado. Nele, as paredes de concreto armado são executadas sobre o piso, previamente nivelado a laser, em formas na posição horizontal. Uma vez que o concreto atinge a resistência necessária, as peças são içadas com guindastes e escoradas até a completa execução da laje e da cobertura, que serão responsáveis pelo travamento do conjunto. Segundo Manoel Paulo, diretor da construtora Yes Tilt-up, o término dessa fase equivale a aproximadamente 60% do volume financeiro da obra.

Além da velocidade na construção, o método construtivo proporciona segurança no canteiro, uma vez que a necessidade de trabalhos em altura é reduzida. Como é realizado in loco, dispensando o transporte da estrutura, é uma opção interessante para locais mais distantes ou de difícil acesso. Também conta pontos a possibilidade de personalização da face externa.

Especificação

O método do tilt-up é indicado para a construção de pavilhões para indústria, logística, transporte ou comércio, além de prédios multipavimentos com altura aproximada de até 20 metros. No projeto, informa Manoel Paulo, é essencial paginar os painéis de maneira a gerar repetitividade e cuidar para que o peso total do painel não implique na necessidade de guindaste muito oneroso. É preciso, ainda, avaliar a topografia do terreno existente e a dos vizinhos para propor a solução com melhor custo-benefício. O design diferenciado da fachada pode garantir bom retorno financeiro.

Por ser ainda pouco difundido no país, o tilt-up não conta com normas brasileiras. As normas norte-americanas da Tilt-up Concrete Association (TCA) são as principais referências dos calculistas.


COLABORARAM PARA ESTA MATÉRIA

Bianca Barros: Engenheira Civil formada pela Universidade Mackenzie com Pós-graduação em Administração pela FAAP. Atua no segmento de coberturas, fechamentos metálicos e steel deck há 12 anos na Perfilor, empresa do grupo ArcelorMittal dedicada à este segmento no Brasil.

Humberto Della Mea: Gerente Comercial da SH Estruturas Metálicas Ltda. Graduado em Engenharia Civil na Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Pós-graduação em Marketing pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Atuação comercial em empresas como Gerdau, Açotubo e Prada/CSN.

Manoel Paulo: Administrador e diretor da Yes Til-tup. Trabalhou durante os 25 anos em empresas fornecedores de pré-fabricados, indo do projeto à área de vendas.

Íoniria Dak: Presidente Executiva da ABCIC – Associação Brasileira da Construção Industrializada de Concreto

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro