• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > Ações locatícias na capital paulista caem 16,6% em janeiro

Ações locatícias na capital paulista caem 16,6% em janeiro

Pesquisa feita pelo Secovi-SP apontou que 918 ações foram protocoladas neste mês, contra 1.101 ações em dezembro do ano passado

Texto: Yuri Soares

Pesquisa feita pelo Secovi-SP apontou que 918 ações foram protocoladas neste mês, contra 1.101 ações em dezembro do ano passado


Do total de ações registradas, 89,9% foram por falta de pagamento de aluguel (Créditos: gary yim/ Shutterstock)

13/03/2019 | 15:31 - Segundo pesquisa feita pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP), no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em janeiro, o número de ações locatícias na capital paulista caiu 16,6%, em relação ao mês anterior. O levantamento apurou que 918 ações foram protocoladas neste mês, contra 1.101 ações em dezembro do ano passado.

Em comparação com janeiro de 2018, quando foram contabilizadas 806 ações, houve aumento de 13,9%. No acumulado de 12 meses, foram registrados 16.162 processos, resultado 7,8% menor que o mesmo período anterior (17.529 ações).

Em janeiro deste ano, 89,9% dos protocolos foram por falta de pagamento de aluguel (825 ações). Logo em seguida, estão as ações renovatórias, com 46 processos (5%), as ordinárias, com 44 processos (4,8%), e as consignatórias, com 3 ações (0,3%).

Segundo Jaques Bushatsky, diretor de Legislação do Inquilinato do Secovi-SP, “os números de ações locatícias têm se mantido relativamente estáveis em São Paulo. Isso mostra que locatários e locadores continuam preferindo a via da negociação em vez da judicialização”.

Para saber mais sobre as últimas notícias do mercado imobiliário, acesse:

Vendas de imóveis novos no Brasil crescem 19,2% em 2018, diz CBIC

Valor médio de aluguel cresce 0,41 em janeiro, diz FipeZap

Vendas de imóveis residenciais em SP crescem 26,7% em 2018

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro