• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Aluguel residencial em SP tem 13ª queda consecutiva em 12 meses

Aluguel residencial em SP tem 13ª queda consecutiva em 12 meses

Segundo pesquisa do Secovi-SP, no acumulado de 12 meses houve retração de 0,21%, resultado abaixo do IGP-M no mesmo período (6,74%)

Texto: Yuri Soares

Segundo pesquisa do Secovi-SP, no acumulado de 12 meses houve retração de 0,21%, resultado abaixo do IGP-M no mesmo período (6,74%)


De acordo com o vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP, apesar do resultado o valor do aluguel tende a entrar em trajetória de alta, devido a recuperação da economia (Créditos: Dado Photos/ Shutterstock)

14/03/2019 | 10:18 - Segundo a Pesquisa Mensal de Locação Residencial, realizada pelo Sindicato da Habitação do Estado de São Paulo (Secovi-SP), em janeiro, o preço médio do aluguel de residências na capital paulista teve alta de 0,10%, frente ao mês anterior. No acumulado de 12 meses, no entanto, houve variação negativa em 0,21%, ficando abaixo do IGP-M (Índice Geral de Preços – Mercado), da Fundação Getúlio Vargas, que registrou variação de 6,74% no mesmo período. Esta é a 13ª vez consecutiva que o aluguel residencial recua no período de 12 meses.

Em janeiro, o levantamento também registrou variações mensais positivas nos valores dos aluguéis de todos os tipos de unidades residenciais: as de dois dormitórios, com variação de 0,35%, as de um dormitório, que cresceram 0,20%, e as de três dormitórios, com aumento de 0,10%.

O fiador foi o tipo de garantia mais utilizada pelos inquilinos nos contratos de locação, respondendo por 45,5% do total. Em seguida, está o depósito de três meses de aluguel, representando 37,5%. O seguro-fiança correspondeu por 17% dos contratos.

De acordo com análise de Rolando Mifano, vice-presidente de Gestão Patrimonial e Locação do Secovi-SP, apesar da variação negativa de 0,21%, no período de 12 meses, o valor médio do aluguel tende a entrar em trajetória de alta, devido a recuperação da economia. Segundo ele, os números indicam que os locatários ainda têm em mãos boas chances para negociar o valor do aluguel. “Além disso, os proprietários, mais abertos a negociação, têm preferido manter os bons inquilinos”, complementa.

Para ver a Pesquisa Mensal de Locação Residencial na íntegra, acesse o site do Secovi-SP.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro