• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Após greve, produção de cimento deve se normalizar em três semanas

Após greve, produção de cimento deve se normalizar em três semanas

Distribuição do produto também foi afetada pela paralisação de caminhoneiros, com apenas 5% da produção de cimento entregue nos destinos no auge da manifestação

Texto: Nathalia Lopes

Distribuição do produto também foi afetada pela paralisação de caminhoneiros, com apenas 5% da produção de cimento entregue nos destinos no auge da manifestação


Paralisação também pode ter reflexos na contratação e manutenção de empregos da construção (Crédito: sa4ek/shutterstock)

30/05/2018 | 14:00 – O Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC) estima que a produção nas fábricas cimenteiras leve pelo menos três semanas para voltar ao funcionamento normal após o fim da greve dos caminhoneiros.

Segundo a entidade, o estoque de matérias-primas apresentou baixas e há risco das que estão nos caminhões não poderem ser mais utilizadas, uma vez que necessitam de condições especiais de armazenagem.

A distribuição do produto também foi fortemente afetada pela paralisação nos últimos dias. Segundo o SNIC, somente 5% da produção chegou ao seu destino no auge da manifestação. Cerca de 200 mil toneladas de cimento são distribuídas por dia e cerca de 96% da entrega é feita por transporte rodoviário.

Além dos impactos nas cimenteiras, a instituição alertou para os desdobramentos da paralisação no setor da construção civil, diretamente a manutenção dos empregos da indústria da construção.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro