• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Custo da construção civil paulista registra alta de 0,63% em junho

Custo da construção civil paulista registra alta de 0,63% em junho

Custo Unitário Básico (CUB) calculado pelo SindusCon-SP fecha o mês em R$ 1.356,94/m². Índice acumula crescimento de 2,08% em 2018 e avança 3,03% em 12 meses

Texto: Yuri Soares

Custo Unitário Básico (CUB) calculado pelo SindusCon-SP fecha o mês em R$ 1.356,94/m². Índice acumula crescimento de 2,08% em 2018 e avança 3,03% em 12 meses


Materiais de grande relevância para o CUB, como o cimento, o concreto e o aço, registraram as maiores altas (créditos: Shutterstock/sommthink)

10/07/2018 | 15:01 - O Custo Unitário Básico (CUB) da construção civil do Estado de São Paulo registrou alta de 0,63% entre maio e junho e encerrou o mês em R$ 1.356,94 por metro quadrado.

Nos últimos 12 meses, o indicador cresceu 3,03% (somente em março não houve aumento). Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP), entidade responsável pelo levantamento, em seis meses a inflação no setor chegou a 2,08%.

O CUB é calculado pela SindusCon-SP e pela Fundação Getulio Vargas (FGV) a partir da variação mensal dos custos das construtoras. O indicador é usado em reajustes dos contratos de obras.

Na composição do índice, os custos médios com mão de obra responderam por 61,28%, os materiais por 35,51% e as despesas administrativas por 3,21%. Em junho, dos itens que compõem o CUB apenas o cimento CPE-32 saco 50 kg registrou elevação superior que à do IGP-M (1,87%), aumentando 3,15%. Entre os materiais de maior relevância para o cálculo do CUB, tiveram alta o concreto fck=25 MPa, com índice de 0,91%, e o aço CA-50 Ø 10 mm, 0,77%.

Nas obras incluídas na desoneração da folha de pagamentos houve alta também de 0,63% em junho, em relação ao mês de maio, totalizando R$ 1.257,65 por metro quadrado. Em 12 meses, o crescimento acumulado é de 3,12%. Com a mesma base de comparação, custos com mão de obra participaram de 58,22%, materiais, 38,32% e despesas administrativas 3,46%.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro