O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta CimaFornecedores
  • Seta CimaProdutos
  • Seta CimaArquitetura
  • Seta CimaEquipamentos
  • Seta CimaRevista Digital
  • Seta CimaWeb Seminários
  • Seta CimaConexão AEC
  • Seta CimaBlog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > IBGE prevê safra de grãos 21,8% maior que a de 2016

IBGE prevê safra de grãos 21,8% maior que a de 2016

Em 2016, a safra foi de 184 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida é de 60,3 milhões de hectares, apresentando acréscimo de 5,7% frente à área colhida em 2016

Em 2016, a safra foi de 184 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida é de 60,3 milhões de hectares, apresentando acréscimo de 5,7% frente à área colhida em 2016

09 de março de 2017 - A safra brasileira de grãos deve avançar 21,8% este ano em relação a 2016, para 224,2 milhões de toneladas, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados nesta quinta-feira (9), na segunda estimava para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas.

Em 2016, a safra foi de 184 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida é de 60,3 milhões de hectares, apresentando acréscimo de 5,7% frente à área colhida em 2016 (57,1 milhões de hectares). Em comparação com os dados de janeiro, a produção variou positivamente 1,3% e a área 0,8%. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos deste grupo, que, somados, representaram 93,0% da estimativa da produção e responderam por 87,1% da área a ser colhida.

Em relação ao ano anterior, houve acréscimo de 2,1% na área da soja, de 11,1% na área do milho e de 2,0% na área de arroz. No que se refere à produção, houve acréscimos de 13,2% para a soja, de 11,1% para o arroz e de 39,6% para o milho.

Nessa avaliação para 2017, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 24,3%, seguido pelo Paraná (18,7%) e Rio Grande do Sul (14,8%), que, somados, representaram 60,3% do total nacional previsto. Outros estados importantes na produção de grãos foram Goiás (10,1%), Mato Grosso do Sul (7,7%), Minas Gerais (5,9%), Bahia (3,6%), São Paulo (3,6%), Santa Catarina (2,9%) e Maranhão (2,0%) que integram também o grupo dos dez maiores produtores do país.

Fonte: G1
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro