• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > IPT dá apoio técnico a restauro de monumento histórico em Itu (SP)

IPT dá apoio técnico a restauro de monumento histórico em Itu (SP)

Construído em 1795, o Monumento Cruzeiro Franciscano passou por mapeamento detalhado de sua composição para viabilizar restauro com características originais

Texto: Yuri Soares

Construído em 1795, o Monumento Cruzeiro Franciscano passou por mapeamento detalhado de sua composição para viabilizar restauro com características originais


Localizada na Praça Dom Pedro I e construída pelo Mestre Tebas, a obra é um dos principais atrativos turísticos históricos do município (crédito: Prefeitura da Estância Turística de Itu)

10/07/2018 | 17:29 - A prefeitura de Itu (SP) contratou o Instituto de Pesquisas Tecnológicas (IPT) para realizar uma análise da composição do Monumento Cruzeiro Franciscano, importante patrimônio histórico do município. O estudo tem como objetivo auxiliar o restauro ou preservação da escultura, mantendo as características originais da mesma.

O Cruzeiro passou por um mapeamento detalhado de sua composição, incluindo diagnósticos de deterioração e obturações. De acordo com a equipe do IPT, a principal dificuldade encontrada durante o processo foi avaliar qual é o material original da estrutura, já que, com o passar dos anos, o monumento recebeu muitas restaurações que substituíram trechos degradados de suas rochas originais por outros substratos.

A investigação constatou que os braços horizontais do Cruzeiro são de varvito, uma rocha sedimentar muito utilizada em algumas casas e calçadas de Itu. Segundo os responsáveis pelo estudo, esta descoberta é importante para que o restauro ocorra com critério e qualidade, priorizando os materiais adequados.

Além disso, foi realizada uma análise geofísica por radar de penetração no solo (GPR) abaixo do monumento e no terreno ao redor, onde foram observados parafusos que compõem o Cruzeiro e algumas anomalias enterradas, que podem ser latas ou restos antigos de calçamento da praça.

Localizada na Praça Dom Pedro I e construído, em 1975, pelo Mestre Tebas (escravo liberto Joaquim Pinto de Oliveira), segundo documentos históricos, a obra tem 9 m de altura e é um dos principais atrativos turísticos da história urbana do Município.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro