O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta CimaFornecedores
  • Seta CimaProdutos
  • Seta CimaArquitetura
  • Seta CimaEquipamentos
  • Seta CimaRevista Digital
  • Seta CimaWeb Seminários
  • Seta CimaConexão AEC
  • Seta CimaBlog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Primeiros geradores eólicos de São Paulo entram em operação

Primeiros geradores eólicos de São Paulo entram em operação

Projeto foi desenvolvido pela Companhia Enérgica de São Paulo com o objetivo de estudar a energia eólica como complemento à produção hidrelétrica

Texto: Nathalia Lopes

Projeto foi desenvolvido pela Companhia Enérgica de São Paulo com o objetivo de estudar a energia eólica como complemento à produção hidrelétrica


Os dois primeiros geradores de energia eólica do Estado de São Paulo foram instalados na usina Porto Primavera, no município de Rosana. (crédito: Secretaria de Energia e Mineração/ divulgação)

13/06/2017 | 17:35 –  Os dois primeiros geradores de energia eólica do Estado de São Paulo entraram em operação na Usina de Porto Primavera, no munícipio de Rosana, na região de Presidente Prudente. Até o final do mês, os equipamentos estarão em fase de testes para realizar avaliações mecânicas e elétricas.

Cada torre tem uma altura 30 m de altura e pás giratórias com comprimento de 10 metros. Juntas, elas são capazes de gerar 100 quilowatts (kW), energia utilizada para o consumo interno da Usina Porto Primavera - que já possui fontes de energia fotovoltaica e hídrica.

O escopo de geração de energia eólica foi desenvolvido pela Companhia Enérgica de São Paulo (Cesp) em parceria com a Secretaria Estadual de Energia e Mineração e fazem parte de um amplo programa de pesquisa da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).

O projeto deve durar 54 meses, com previsão de término para agosto de 2018, e tem o objetivo de estudar a complementaridade da energia eólica à solar e hidrelétrica. O investimento inicial é de R$ 31 milhões, sendo R$ 8,3 milhões apenas para o projeto eólico.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco