• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Setor produtivo está mais otimista em julho, diz Abramat

Setor produtivo está mais otimista em julho, diz Abramat

Cerca de 19% das empresas associadas da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção se disseram otimistas quanto às ações do governo para os próximos meses

Texto: Yuri Soares

Cerca de 19% das empresas associadas da Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção se disseram otimistas quanto às ações do governo para os próximos meses


Conforme outra pesquisa feita pela Abramat, o faturamento da indústria de materiais de construção registrou queda de 1% em maio na comparação com o mês de abril (Créditos: divulgação/ Procon-JP)

11/07/2019 | 09:19 - Segundo pesquisa feita pela Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção (Abramat), houve uma melhora nas expectativas do setor produtivo em relação às ações do governo para os próximos meses. Das empresas associadas à entidade, 19% se disseram otimistas quanto a nova administração, uma alta de 11 pontos percentuais face ao mês anterior (8%). Ainda assim, 59% das associadas demonstraram indiferença e outros 22% relataram pessimismo.

De acordo com o presidente da Abramat, Rodrigo Navarro, a elevação no grau de otimismo é resultado de avanços como a melhora da interlocução entre o setor e o Governo Federal, após a criação da mesa executiva da construção civil. Navarro também considera que o governo deve avançar com projetos de importância ao setor, como o de incremento do saneamento básico, além das grandes reformas.

Ainda conforme o levantamento, 37% das 40 empresas associadas consideram que o resultado do desempenho em vendas no mês de junho foi “bom” ou “muito bom”, resultado 4 pontos percentuais maior na comparação com maio.

Com relação ao faturamento no mês de julho, 37% das empresas esperam um desempenho muito bom ou bom, enquanto 41% têm expectativa de um mês regular e 22% projetam um faturamento ruim.

Os números também impactaram positivamente nas intenções de investimento no setor. Conforme o levantamento, 70% dos empresários relataram pretensão de investir nos próximos 12 meses. Em junho, a utilização da capacidade instalada no setor se manteve em 69%.

Faturamento

Outra pesquisa feita Abramat mostrou que o faturamento da indústria de materiais de construção registrou queda de 1% em maio na comparação com o mês de abril. Entretanto, frente ao mesmo mês do ano passado, houve alta de 11,5%. No acumulado de 12 meses, o crescimento foi de 1,8%.

Com relação ao emprego no setor, em maio, o número de vagas manteve-se estável em relação a abril e aumentou 0,6% na comparação com maio de 2018. Já no acumulado do ano, o crescimento também é de 0,6%, e nos últimos 12 meses, de 1,6%.

Segundo a Abramat, os resultados positivos do faturamento em 2019 se devem às vendas ao varejo, impulsionadas por pequenas reformas residenciais e comerciais.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro