O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta CimaFornecedores
  • Seta CimaProdutos
  • Seta CimaArquitetura
  • Seta CimaEquipamentos
  • Seta CimaRevista Digital
  • Seta CimaWeb Seminários
  • Seta CimaConexão AEC
  • Seta CimaBlog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Sindicatos anunciam acordo salarial para construção em São Paulo

Sindicatos anunciam acordo salarial para construção em São Paulo

Convenção coletiva prevê reajustes salariais para todas as classes de trabalhadores da construção civil da capital e de mais 12 municípios; resolução é válida a partir de 1º de maio

Nathalia Lopes

Convenção coletiva prevê reajustes salariais para todas as classes de trabalhadores da construção civil da capital e de mais 12 municípios; resolução é válida a partir de 1º de maio


Valores valem desde o dia 1º de maio para a capital paulista e mais doze municípios (Crédito: Chanwoot_Boonsuya/ Shutterstock)

18/05/2017 – O Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo (SindusCon-SP) e o Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil de São Paulo (Sintracon-SP) assinaram nessa semana a Convenção Coletiva de Trabalho relativa à data-base de 1° de maio. O acordo prevê reajustes salariais para os profissionais da categoria.

A resolução, válida a partir do dia 1° de maio, prevê os valores a seguir:

• Trabalhadores qualificados: armadores, pedreiros, carpinteiros, gesseiros e outros profissionais qualificados deverão receber R$ 7,83 por hora, para 220 horas mensais ou R$ 1.723,67 por mês.
• Trabalhadores qualificados que atual em obras de montagem de instalações industriais: R$ 9,39 por hora, para 220 horas mensais ou R$ 2.065,48 por mês.
• Trabalhadores não qualificados: tais como serventes, vigias, auxiliares e outras funções em que não seja necessária formação profissional: R$ 6,44 por hora, para 220 horas mensais ou R$ 1.416,92
• Trabalhadores com salário mensal de até R$ 6.000: reajuste de 3,99%
• Trabalhadores com salário mensal a partir de R$ 6.000: será acrescido o valor fixo de R$ 239,40 (as empresas também poderão complementar o reajuste de acordo com sua política salarial)
Alimentação: O valor do tíquete-refeição deve ser de R$ 20,80 e o vale-supermercado mensal para R$ 286,00

As decisões da convenção passam a valer nas cidades de São Paulo, Mairiporã, Itapecerica da Serra, Taboão da Serra, Embu, Embu Guaçu, Mairiporã, Itapecerica da Serra, Juquitiba, Caieiras, Franco da Rocha, São Lourenço da Serra e Francisco Morato.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco