• Busque fornecedores, produtos e matérias
O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta CimaFornecedores
  • Seta CimaProdutos
  • Seta CimaArquitetura
  • Seta CimaEquipamentos
  • Seta CimaRevista Digital
  • Seta CimaWeb Seminários
  • Seta CimaConexão AEC
  • Seta CimaBlog
  • cotar produto
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Vendas de cimento registram retração de 8,9% de janeiro a maio

Vendas de cimento registram retração de 8,9% de janeiro a maio

Volume de produto comercializado nos 12 meses encerrados no mês passado também foi menor que o do período anterior

Nathalia Lopes

Volume de produto comercializado nos 12 meses encerrados no mês passado também foi menor que o do período anterior


Apesar dos números negativos, sindicato que reúne fabricantes de cimento veem desaceleração na queda das vendas (crédito: Dream2551/ shutterstock)

16/06/2017 | 15:40 – As vendas de cimento em maio registraram queda de 5,5% em comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo dados do Sindicato Nacional da Indústria do Cimento (SNIC). No acumulado dos últimos 12 meses, as vendas totalizaram 55,3 milhões de toneladas, 10,1% menor do que nos 12 meses anteriores, encerrados em maio de 2016.

Outro parâmetro divulgado pela entidade foi o comparativo entre as vendas acumuladas entre janeiro e maio. Mesmo com a venda de 21,6 milhões de toneladas em 2017, o volume apresentou queda de 8,9% em comparação com o ano passado.

Na comparação por dia útil – considerada um dos indicadores mais exatos na indústria, pois avalia o número de dias trabalhados – as vendas de maio apresentaram redução de 3,5% em relação a abril e 9,4% sobre maio de 2016.

No último mês, o consumo aparente do cimento – índice composto das vendas do mercado interno somadas às importações – atingiu 4,6 milhões de toneladas, uma retração de 5,3% em relação ao ano anterior. No acumulado dos últimos 12 meses, o indicador também encolheu 10% sobre o período anterior.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro