• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > Arena Pernambuco recebe Estruturas Espaciais pré-montadas para cobertura

Lanik do Brasil

Lanik do Brasil - Lanik do Brasil Engenharia Ltda

Lanik do Brasil

Lanik do Brasil Engenharia Ltda

Fabricante
Rua Otávio Tarquinio de Souza, 613Campo BeloSão Paulo-SP-Brasil
Telefone:(11) 5041-6724
Empresa associada à:
  • AsBEA - Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura

Arena Pernambuco recebe Estruturas Espaciais pré-montadas para cobertura

Lanik fornece 62 pilares, tirantes e 22 mil m² de malhas espaciais para estádio da Copa do Mundo FIFA de 2014

A Arena Pernambuco será palco de cinco jogos da Copa do Mundo FIFA de 2014. O grande cartão postal de um projeto ainda maior: a Cidade da Copa. À frente estão a construtora Odebrecht e o escritório Fernandes Arquitetos Associados.

Construído no município de São Lourenço da Mata, Recife, o estádio tem capacidade para 46 mil torcedores. São 102 camarotes e 4,7 mil vagas de estacionamento. Um complexo multiuso para receber jogos de futebol e outras competições esportivas, além de convenções, feiras e shows.

Ao redor do monumento, segue a criação da primeira smart city da América Latina que pretende deixar um legado para a região a partir da implantação de campus universitário, parques, shoppings, hotéis, escritórios, residências e mais.

Desafio

Pela primeira vez no Brasil uma construção apostou no uso de estrutura espacial atirantada para cobertura. Papel fundamental, considerando a missão de atender os requisitos de conforto térmico e acústico para os torcedores e profissionais nas áreas de transmissão, imprensa e setores VIP.

A grande preocupação para a execução do material estava no processo de içamento dos trechos da malha espacial junto aos fechamentos, além da sua correta aplicação e posterior instalação dos tirantes.

O prazo para a aplicação da estrutura era de seis meses, já que a Arena Pernambuco precisava estar pronta para receber três jogos da Copa das Confederações FIFA de 2013.

Solução

Neste projeto a Lanik ficou responsável pelo projeto de cálculo e detalhamento; fabricação e montagem das Estruturas Espaciais. Foram 62 pilares com, aproximadamente, 15 toneladas cada um; tirantes; e 22 mil m² de malhas espaciais. A empresa também cuidou dos fechamentos superiores da cobertura, feitos em TPO e vidro na parte interior, e forro com chapa perfurada.

Estibaliz Bengoetxea, responsável pela área de desenvolvimento de negócios da Lanik, explica como foi o processo de montagem das Estruturas Espaciais.

Todo o processo de fabricação dos produtos fornecidos para o estádio foi automatizado a partir de máquinas de CNC

“Enquanto os pilares metálicos eram içados, pré-montávamos a estrutura espacial no chão junto com os fechamentos e o forro interior, formando trechos de 1 mil m². Esses trechos, por sua vez, foram erguidos com guindaste e apoiados no meio do pilar, sendo ligados por tirantes. As peças que foram montadas depois, contavam com barras comuns entre si, denominadas ‘barras de acoplamento’. Elas foram encaixadas em altura, ‘costurando’ as diferentes peças entre si, até configurar a estrutura final”.

Os trabalhos de montagem da estrutura começaram em agosto de 2012 e foram finalizados em janeiro de 2013 – um tempo recorde, considerando o grau de complexidade da obra.

“Todo o processo de fabricação dos produtos fornecidos para o estádio foi automatizado a partir de máquinas de CNC. Assim, conseguimos que a estrutura fabricada fosse a mais próxima possível do projeto teórico”, conta Estibaliz.

Montagem - Fechamento

“Tenho que destacar a capacidade de engenharia da Lanik, que atendeu com exatidão a obra. Todo o processo de fabricação dos produtos fornecidos para o estádio foi automatizado a partir de máquinas de CNC. Assim, conseguimos que a estrutura fabricada fosse a mais próxima possível do projeto teórico”, conta Estibaliz.

No que diz respeito às necessidades térmicas e acústicas, o sistema TPO aplicado na cobertura é uma membrana impermeável que, junto com chapas corrugadas e um elemento isolante, cria uma cobertura totalmente estanque às ações das intempéries, resistente à ação dos ventos e com características termoisolantes. Além disso, no interior do material foram instalados forros perfurados que permitem um melhor desempenho acústico.

“Nessa obra, todos os materiais chegaram prontos, garantindo uma obra mais limpa e diminuindo o índice de resíduos”, destaca.

Descrição do Produto

Estruturas Espaciais desenvolvidas com estrutura ORTZ. Trata-se de uma construção de malhas espaciais à base de nós esféricos e barras tubulares aparafusadas. Ideais para coberturas com grandes vãos e outros tipos de estrutura como fachadas. O sistema de união é uma solução para a conexão entre barras e nós, de forma que a estrutura constitui uma grade espacial. Nesse caso, as barras trabalham exclusivamente sob solicitações axiais de tração e/ou compressão. Consequentemente, os nós e a união de cada extremidade da barra têm a capacidade correta de transmissão de esforços axiais. As Estruturas Espaciais da Lanik se destacam pela leveza, pelo desenho de fabricação que possibilita esferas que atendem várias geometrias e pela flexibilidade dos pontos de apoio. Mais do que isso, garantem uma instalação simples, rápida e segura, já que chegam à obra pré-fabricadas.

Descrição da Obra
Escritório: Fernandes Arquitetos Associados
Proprietário da obra: Consórcio Arena Pernambuco (Odebrecht Participações e Investimentos e a Odebrecht Infraestrutura)
Contratante: Consórcio Arena Pernambuco (Odebrecht Participações e Investimentos e a Odebrecht Infraestrutura)
Local da obra: São Lourenço da Mata, Recife (PE)
Data da obra (Instalação): Início: Agosto de 2012 / Término: Janeiro de 2013
Fornecedor: Lanik do Brasil
Nome do Produto: Estruturas Espaciais
Clique para obter catálogo e outras informações deste produto Veja mais produtos deste fornecedor disponíveis no Portal AECweb

Veja também outros destaques da Lanik do Brasilno Portal AECweb

Complete seu cadastro