Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > Fábrica de celulose movimenta a economia e a infraestrutura no Paraná

SH

SH - SH Fôrmas Andaimes e Escoramentos Ltda.

SH

SH Fôrmas Andaimes e Escoramentos Ltda.

Fabricante
Rua Visconde de Pirajá, 595/14º andar - Grupo 1401IpanemaRio de Janeiro-RJ-Brasil
Telefone:(41) 3587-5500
Empresa associada à:
  • ABECE - Associação Brasileira de Engenharia e Consultoria Estrutural
  • ABRASFE - Associação Brasileira de Fôrmas, Escoramentos e Acesso

Fábrica de celulose movimenta a economia e a infraestrutura no Paraná

Com previsão de entrega para 2016, a Puma-Klabin será responsável pela produção de 1,5 milhão de toneladas de celulose por ano

As obras do Projeto Puma, fábrica de celulose que a Klabin constrói em Ortigueira, na região dos Campos Gerais (PR), começaram em 2013. A estimativa é que a fábrica deva produzir, por ano, cerca de 1,5 milhão de toneladas de celulose.

A nova fábrica irá contribuir muito com o desenvolvimento da região. Serão realizadas obras de infraestrutura gerando aumento de renda, qualificação profissional e incremento na arrecadação de impostos. A previsão é que já nas obras, 8,5 mil pessoas estejam empregadas. Após o início da operação em 2016, a expectativa é que o projeto renda 1,4 mil novos empregos nos setores fabril e florestal. Estima-se que o investimento financeiro total até o fim das obras seja de 5,8 bilhões de reais.

Desafio

Com 830 hectares, a obra da Puma-Klabin foi dividida em vários trechos, que ficaram sob a responsabilidade de diferentes construtoras. Em todas, os desafios eram os mesmos: executar concreto aparente com excelente qualidade, e oferecer a segurança que um obra industrial desse porte exige.

Solução

Contratada por sete construtoras, a equipe técnica da SH estudou detalhadamente as estruturas do projeto, com o objetivo de definir qual seria o sistema mais adequado para a execução de cada trecho.

No trecho da subestação, realizada pela Fasttel Engenharia, onde o fator crítico era o curto cronograma, foi utilizada a forma para lajes Topec SH. Composta por painéis de alumínio forrados por compensando plastificado, pesa menos de 14 kg/m2, e alcança uma produtividade de até 0,30 hh/m2.

As estruturas construídas em uma fábrica de celulose são muito específicas e diferenciadas, ao contrário do que ocorre em uma obra de edificação por exemplo

Já nos trechos do preparo de Madeira, executado pela Hochtief, da Kemira, Central de Controle e Laboratório, executados pela Afonso França, e da Torre de Resfriamento, executada pela Cesbe, foram utilizadas as fôrma Tekko SH e Concreform SH. Ambas são compostas por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, que garantem um perfeito acabamento do concreto. Enquanto a Concreform SH suporta cargas de até 60kN/m2 e é conectada com apenas três grampos que os unem e alinham simultaneamente, a forma Tekko SH suporta cargas de até 40 kN/m2 e é acoplada com clips e alinhada com perfis ou tubos metálicos. Tanta praticidade permite a redução de até 70% da mão-de-obra necessária para montagem e desmontagem das fôrmas.

A fôrma Tekko SH também foram utilizadas pela Confab na base dos tanques circulares da Planta de Evaporação, e pela Construtora Toda do Brasil para a execução das vigas baldrame da Sala Elétrica, onde também foi utilizada a torre de carga LTT para o escoramento da laje.

“As estruturas construídas em uma fábrica de celulose são muito específicas e diferenciadas, ao contrário do que ocorre em uma obra de edificação por exemplo. Em celulose, elas necessitam de projetos e soluções especiais e principalmente do acompanhamento da assistência técnica. Como estávamos constantemente na obra, à montagem dos equipamentos ocorreram dentro das conformidades”, explica o Supervisor de Contratos da SH, Andre Rosa.

Além de 15 contratos de fornecimento de formas para concreto e escoramentos metálicos por toda a obra, a SH também participa da construção de uma ferrovia, que fará o escoamento de parte da produção até o porto de Paranaguá, no estado do Paraná.

Descrição do Produto

Modex® SH: composto por torres com travessas e diagonais unidas por rosetas e modulação a cada 50cm, o Modex® SH pode ser montado em qualquer dimensão e duas travessas fixadas em qualquer direção. Sua versatilidade permite a montagem da torre em formas circulares e poligonais e sua utilização em qualquer modulação facilita a distribuição de carga. O sistema de encaixes das travessas e diagonais confere ao conjunto estabilidade e absoluta segurança. Aplicado em escoramentos, andaimes de fachadas, arquibancadas.

Concreform SH®: sistema composto por painéis em chassis de aço galvanizado forrados com compensado plastificado, conectados com apenas três grampos que os unem e alinham simultaneamente, dispensando perfis extras. Leve e ao mesmo tempo rígido, pode ser movimentado manualmente ou com auxílio de grua. Extremamente fácil de manusear, o Concreform SH® permite a redução de até 70% da mão-de-obra necessária para montagem e desmontagem da fôrma.

Torres de Carga LTT: é utilizada em obras industriais, comerciais, residenciais, de pontes e de viadutos. Já a LTT Extra é mais voltada para infraestrutura. O LTT suporta 3,00 toneladas por poste São compostos por Cruzeta, Base Regulável, Corneta, Forcado Regulável e Quadro. O acoplamento entre esses cinco componentes permite a montagem de torres modulares.

Tekko SH®: é uma fôrma aplicada em obras residenciais, comerciais, industriais, saneamento, canais, barragens, reservatórios e outros. Seu sistema é composto por painéis em chassis de aço forrados com compensado plastificado, que são acoplados com clipps e alinhados com perfis ou tubos metálicos. Suporta cargas de 40 kN por m². O compensando tem 12 mm. O equipamento está disponível em três tamanhos: 60 x 120 metros; 90 x 120 metros e 60 x 150 metros.

Topec SH®: é uma fôrma para execução de lajes em concreto armado, composta por painéis de alumínio forrados com compensado plastificado. Pode ser aplicada nos mais variados tipos de projetos, como lajes planas, protendidas e nervuradas, sem necessidade de cortes, pregos e emendas. Cada painel pesa 14 kg por m². O equipamento tem uma produtividade de 0,30 hh/m². Na prática, uma laje com 200 m² pode ser concluída em um dia com uma equipe de 8 homens.
 
 
 
Descrição da Obra
Proprietários das obras:Puma-Klabin
Locais das obras:Ortigueira (PR)
Data das obras: 2013
Fornecedor:SH
Nome do Produto: Modex® SH, Concreform SH®, Torres de Carga LTT, Tekko SH®, Topec SH®
Clique para obter catálogo e outras informações desde produto Veja mais produtos da SH disponíveis no Portal dos Equipamentos

Veja também outros destaques da SHno Portal AECweb

Complete seu cadastro