O portal da Arquitetura,
Engenharia e Construção
Receba Boletins e Informativos. Saiba mais
Fechar


  • Home

  • Seta CimaFornecedores
  • Seta CimaProdutos
  • Seta CimaArquitetura
  • Seta CimaEquipamentos
  • Seta CimaRevista Digital
  • Seta CimaWeb Seminários
  • Seta CimaConexão AEC
  • Seta CimaBlog
Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > > Anapre registra evolução do setor de pisos e revestimentos de alto desempenho

ANAPRE

ANAPRE - Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto Desempenho

ANAPRE

Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto Desempenho

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:3231-0067

Anapre registra evolução do setor de pisos e revestimentos de alto desempenho

Estádios da Copa, obras industriais e de centros logísticos impulsionam o crescimento do setor que, embora tenha bons resultados e perspectivas, ainda sofre com normas técnicas desatualizadas

Entrevista: Ariovaldo Paes Júnior, presidente da Anapre

Foto
A Copa do Mundo, sem dúvida, trouxe muitas oportunidades à cadeia de suprimentos dos pisos industriais, do concreto ao RAD, criando grandes demandas para cumprir os protocolos de atendimento ao evento, da infraestrutura de acessibilidade até os estádios, passando pelos demais itens necessários à realização de um evento dessa magnitude

Redação AECweb / e-Construmarket

Impulsionado pelo crescimento das obras industriais e de centros logísticos, o setor de pisos de concreto e de revestimentos de alto desempenho (RAD) comemora também o grande volume empregado nas obras de estádios e infraestrutura voltadas para a Copa do Mundo, no país. “No caso específico dos estádios, é considerável a extensão da aplicação de pavimentos industriais e de RAD em diferentes locais”, ressalta o engenheiro Ariovaldo Paes Junior, presidente da Anapre - Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto Desempenho. A boa performance se estende ao desenvolvimento tecnológico dos pisos, deixando para trás as resinas epoxídicas e avançando na melhoria das técnicas de controle de qualidade, aplicação e acabamento. Em entrevista ao AECweb, Ariovaldo lamenta a defasagem das normas técnicas que regem os produtos e aproveita para relatar o investimento da associação em pesquisas que traçam um perfil apurado do mercado.

AECweb - Dos projetistas aos instaladores, passando pelos fabricantes de revestimentos de alto desempenho, qual o tamanho do mercado vinculado à Anapre?
Ariovaldo Paes Junior - Dentre as inúmeras atividades da Anapre, uma delas tem sido a de buscar informações sobre o potencial do mercado de pisos industriais. Em 2012, a associação realizou uma extensa pesquisa sobre os pisos em concreto que resultou no documento “O Mercado de Pisos Industriais no Brasil – Cenário e Perspectivas do Segmento” que está disponível para os interessados na sede da entidade, em São Paulo. Em 2013, iniciamos pesquisa para obter dados mercadológicos e das oportunidades de negócios na área de Revestimentos de Alto Desempenho (RAD). Trata-se de uma pesquisa nacional que procura traçar o perfil das demandas dos diferentes tipos de revestimento e suas especificidades de aplicação, principalmente na indústria e comércio. Em breve, ela estará concluída e disponível.

AECweb - Houve crescimento do setor em 2013? E quais as perspectivas da associação para o setor até o final de 2014?
Ariovaldo - Com as informações atuais disponíveis não se pode mensurar ou mesmo concluir como foi esse desempenho. Essa falta de informação é que incentivou a Anapre a realizar a pesquisa de mercado. Embora ainda não tenhamos concluído o estudo, as perspectivas de crescimento do setor de 2013 para 2014 são muito alentadoras.

AECweb - Este é um ano de Copa do Mundo e eleições. Como está se comportando o mercado da construção civil diante desses dois grandes fatos?
Ariovaldo - Não podemos falar sobre o mercado da construção civil, mas ele é um indicador importante enquanto puxa pela demanda por pisos de concreto e revestimentos como item de acabamento. Neste cenário, a Copa do Mundo, sem dúvida, trouxe muitas oportunidades à cadeia de suprimentos dos pisos industriais, do concreto ao RAD, criando grandes demandas para cumprir os protocolos de atendimento ao evento, da infraestrutura de acessibilidade até os estádios, passando pelos demais itens necessários à realização de um evento dessa magnitude. No caso específico dos estádios, é considerável a extensão da aplicação de pavimentos industriais e de RAD em diferentes locais.

AECweb - O crescimento do número de empreendimentos logísticos, nos últimos anos, colabora para a melhor performance do setor?
Ariovaldo - Os empreendimentos logísticos, antes restritos às regiões de São Paulo e Rio de Janeiro, hoje proliferam ao redor de outros centros e têm sido responsáveis pelo aumento da demanda de pisos de concreto, alavancando o desempenho do setor. O RAD, em geral, participa em aplicações específicas como, por exemplo, para proteção do piso nas salas de recarga de baterias utilizadas nos veículos de movimentação. Também são utilizados nas áreas de escritórios desses empreendimentos e, em condições especiais a depender da natureza da operação e por questões estéticas, também são empregados nas áreas de armazenagem e expedição, contribuindo para a melhora da performance desse setor.

AECweb - Em quais regiões do país o setor apresenta melhor performance?
Ariovaldo - A procura pela descentralização dos empreendimentos logísticos e mesmo da indústria, que vem acontecendo já há algum tempo, tem sido responsável pelo crescimento do segmento de pisos industriais em outras regiões do país além do Sudeste, que ainda concentra grande parte da demanda. No Nordeste, Pernambuco por sua localização e pela expansão do Porto de Suape, tem tido um papel relevante, absorvendo novos empreendimentos – o que deve contribuir para a melhora do desempenho do setor nessa região. A pesquisa em desenvolvimento pela Anapre abordará o desempenho do RAD em cada região do país.

Os empreendimentos logísticos, antes restritos às regiões de São Paulo e Rio de Janeiro, hoje proliferam ao redor de outros centros e têm sido responsáveis pelo aumento da demanda de pisos de concreto, alavancando o desempenho do setor

AECweb - A tecnologia dos revestimentos de pisos de concreto tem evoluído? Quais os principais avanços?

Ariovaldo - Sim, nos últimos anos temos visto a introdução no mercado de novos produtos e a melhoria das técnicas de controle de qualidade, aplicação e acabamento. Anteriormente restritas a praticamente só as resinas epoxídicas e suas variantes, hoje dispomos de um leque bem maior, como as uretânicas cimentícias, as poliuretânicas, MetilMetacrilatos (MMA), a poliuréia, as resinas poliuretânicas de base vegetal e as resinas poliaspárticas.

AECweb - As normas técnicas para os RADs estão atualizadas?
Ariovaldo - As poucas normas brasileiras existentes relativas aos materiais e sistemas estão defasadas - por exemplo, a norma mais relevante em uso no setor é a NBR 14050, que data de 1998. Em contrapartida, o mercado e seus produtos evoluem muito rápido. Em geral, tem-se usado normas americanas e algumas europeias para suprir a falta de normas locais. Para orientar o mercado de RAD, a Anapre tem disponibilizado recomendações técnicas de boas práticas de engenharia, desde a especificação dos revestimentos até a sua aplicação. Essas recomendações estão disponíveis no site da ANAPRE para consulta www.anapre.org.br.

AECweb - Quais são os principais desafios das empresas reunidas na Anapre?
Ariovaldo - Capacitação profissional contínua em todos os níveis de utilização do RAD, valorização da engenharia da especificação à aplicação. Por sua vez, o comprador e o usuário devem ver os fornecedores de RAD como provedores de soluções e que o processo de escolha leve em consideração os aspectos técnicos e com visão de longo prazo, para definir o custo total do revestimento, ou seja, ensinar o cliente a comprar adequadamente para que receba exatamente aquilo que necessita.

AECweb - Quais as principais conquistas e novas demandas conduzidas pela associação?
Ariovaldo - Ao longo dos dez anos de existência da Anapre, muito já foi feito para organizar e capacitar o setor através da promoção de cursos, palestras e seminários não só para os associados, mas abertos para os profissionais da área ou não; realização da pesquisa sobre o mercado de pisos industriais em concreto; instituição do Prêmio Anapre de Planicidade e Nivelamento, que reconhece anualmente o executante que construiu o piso industrial com o melhor acabamento superficial avaliado no Brasil; publicação das recomendações técnicas desenvolvidas pelos comitês internos da associação; criação das recomendações técnicas da boa engenharia, entre outras realizações. Somos uma entidade nova e há muito por fazer. Novas demandas nos chegam rotineiramente e podemos citar a pesquisa em desenvolvimento sobre o mercado de RAD, a criação de novos cursos e palestras, a aproximação com entidades internacionais do mesmo setor, o objetivo de informar os novos e futuros profissionais através de palestras nas universidades; a criação de novos comitês de estudos, como o de inovação, e muitas outras ações que estão por vir.

 

Colaborou para esta matéria

Foto
Ariovaldo Paes Júnior - Engenheiro Químico, Bacharel em Química, pós-graduado em Administração de Empresas, Engenharia de Segurança, Análise de Empreendimentos Químicos. Participou de diversos cursos e seminários técnicos nos EUA e na Europa nas áreas de Movimentação e Armazenagem de Materiais, Pisos Industriais e Tecnologias de Produção Farmacêuticas. Certificado pela Face Consultants para medição e avaliação de planicidade e nivelamento (Números F) de pisos industriais. Carreira desenvolvida em grandes empresas multinacionais e nacionais, e sólida formação em processos industriais da indústria cosmética e farmacêutica. Atualmente, é consultor associado da Interware na área comercial e na área de aplicação de Tecnologias Avançadas de Movimentação e Armazenagem de Materiais e de tratamento e recuperação de Pisos Industriais, além de ser presidente da Anapre – Associação Nacional de Pisos e Revestimentos de Alto Desempenho.

Notícias

Complete seu cadastro