• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

ABRAVIDRO

ABRAVIDRO - Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos

ABRAVIDRO

Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3873-9908

Conheça 7 dicas para fazer a instalação de pisos de vidro

A Abravidro separou algumas dicas de instalação de pisos de vidro para que os usuários possam ter maior conforto

A Abravidro separou algumas dicas de instalação de pisos de vidro para que os usuários possam ter maior conforto


(Divulgação: Abravidro)

Pisos de vidro são estruturas que vão muito além da beleza: são extremamente resistentes e seguros, capazes de suportar grandes cargas e ainda proporcionar a integração entre ambientes, o aproveitamento maior da iluminação natural e a visibilidade do que se encontra abaixo.

Para isso, eles precisam ser instalados com muita atenção. Confira as nossas dicas:

1 - Utilize o vidro certo!
Embora não haja uma norma específica no Brasil para pisos de vidro, a NBR 7199 — Vidros na construção civil — Projeto, execução e aplicações determina que somente vidros laminados (formados por pelo menos duas placas de vidro) podem ser usados nesse tipo de aplicação. Além disso, especialistas do setor recomendam o uso de interlayers (camada intermediária) estruturais nesses laminados, para maior adesão entre as placas e para impedir que a quebra de uma cause a queda do piso;

2 - Só faça se for especialista!
A instalação de pisos de vidro deve ser feitas apenas por empresas especializadas em estruturas de vidro;

3 - Capriche na matemática!
O cálculo da capacidade de carga e da espessura que o vidro deve ter, se feito de forma errada, causa impactos na resistência do conjunto. As dimensões das peças e a quantidade de apoios precisam ser levados em conta, bem como eventualidades como a queda de um objeto pesado. Em caso de quebra de uma das placas de vidro, as demais peças da composição devem suportar a carga pelo tempo necessário para evacuamento e isolamento do local e substituição do vidro;

4 - Evite atritos!
Use sempre calços de borracha, na lateral e no fundo do apoio, para evitar o contato direto entre as bordas dos vidros e materiais rígidos, que podem levar à sua quebra. Os apoios das bordas dos pisos devem ter, no mínimo, uma vez e meia a espessura total do vidro;

5 - Os temperados também podem ser usados!
Caso os apoios para o piso exijam a furação dos vidros, eles devem ser sempre laminados temperados;

6 - Prevenir é melhor que remediar!
Faça vistorias pelo menos uma vez por ano nas interligações do sistema e em suas vedações e oriente seu cliente quanto à limpeza e manutenção adequada: jamais use produtos químicos! Lembre-se que o vidro laminado não pode ter contato direto e permanente com água ou umidade.

7 - Atenção aos escorregões!
Em áreas abertas, com risco de chuvas, é recomendável que a face externa do laminado seja uma placa de vidro impresso ou receba um revestimento antiderrapante.

Para conhecer mais sobre pisos de vidro, confira as reportagens nas edições nº 464 e nº 506 de O Vidroplano!

Fonte: Abravidro

Notícias

Complete seu cadastro