• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > > CONSIC defende aprovação da reforma da previdência por novos governantes

SINAPROCIM/SINPROCIM

SINAPROCIM/SINPROCIM - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

SINAPROCIM/SINPROCIM

Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3149-4040

CONSIC defende aprovação da reforma da previdência por novos governantes

Presidente do CONSIC, diz em reunião que é preciso sugerir propostas para sair da crise e manter o crescimento econômico

Presidente do CONSIC diz em reunião que é preciso sugerir propostas para sair da crise e manter o crescimento econômico


Divulgação Sinaprocim/Sinprocim

José Carlos de Oliveira Lima, presidente do CONSIC, vice-presidente da FIESP e presidente dos conselhos deliberativos do Sinaprocim/Sinprocim, apontou que é preciso sugerir propostas para sair da crise e manter o crescimento econômico.

Representantes da cadeia produtiva da construção voltaram a defender a urgência da aprovação da reforma da Previdência durante reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção da Fiesp (CONSIC) na terça-feira (12/06). “Estamos vivendo um período institucional muito difícil, com erros do governo passado. Qualquer candidato que for eleito terá de fazer a reforma da Previdência para alavancar a recuperação econômica, que deve acontecer antes de 2023”, avalia Antônio Carlos Teixeira Álvares, diretor titular adjunto do Departamento de Economia, Competitividade e Tecnologia da Fiesp.

“Vamos continuar lutando, apresentando propostas para o governo”, disse o presidente do CONSIC, José Carlos de Oliveira Lima.

Segundo Manuel Carlos de Lima Rossitto, vice-presidente do CONSIC, a retomada da economia tem que passar pelo setor da construção. “Estamos estruturando propostas do setor para apresentar aos candidatos à Presidência da República e ao governo do Estado de São Paulo. Queremos uma agenda de propostas de mudanças institucionais para aumentar a competitividade da cadeia produtiva da construção, além da responsabilidade com os investimentos”.

 

Fonte: Sinaprocim/Sinprocim

Notícias

Complete seu cadastro