Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

SINAPROCIM/SINPROCIM

SINAPROCIM/SINPROCIM - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

SINAPROCIM/SINPROCIM

Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3149-4040

Construbusiness 2016 debate o desenvolvimento do setor

CONSIC define estratégias do próximo congresso brasileiro da construção

CONSIC define estratégias do próximo congresso brasileiro da construção

Sinaprocim

Presidido por José Carlos de Oliveira Lima, Vice-Presidente da FIESP e também Presidente dos Conselhos Deliberativos do Sinaprocim/Sinprocim, o Conselho Superior da Indústria da Construção da Fiesp (Consic) realizou, em 09 de agosto, reunião mensal para debater o próximo Congresso Brasileiro da Indústria da Construção – Contrubusiness, o desenvolvimento do setor, colher sugestões dos membros do conselho e apresentar novos conselheiros. Também participou como convidado o Sr. Carlos Henrique Jorge Gantois, 1º vice-presidente da Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e conselheiro do Sinaprocim/Sinprocim.

Oliveira Lima lembrou que a Fiesp tem feito um excelente trabalho em prol do país, mas que “nós da construção precisamos fazer o nosso trabalho e apresentar propostas de desenvolvimento do setor para o governo desde já. O Construbusiness, em conjunto com as demais entidades, tem esse desafio e é a grande oportunidade para apresentarmos o nosso trabalho e as propostas para retomada do crescimento”.

Passada a palavra ao Diretor Titular do Departamento da Construção – Deconcic/Fiesp, o Sr. Carlos Auricchio apresentou dados do setor da construção, atualizados a partir de estudos do Deconcic sobre o cenário econômico atual. Destacou possível crescimento do déficit habitacional a partir de 2016 se não houver a retomada de um novo ciclo de obras. Em seguida foi colocado à deliberação a definição da data do próximo Construbusiness, que poderá ocorrer entre outubro e novembro deste ano.

Carlos Henrique Jorge Gantois, 1º vice-presidente da Federação das Indústrias da Bahia (Fieb) e conselheiro do Sinaprocim/Sinprocim, com a palavra se pronunciou: “Vivemos uma crise econômica grave aliada a uma crise política que gera desconforto social. Isso atingiu fortemente a indústria da construção, com perda de 530 mil empregos em todo o Brasil, de 2014 para 2016. Na Bahia, houve redução de 45 mil postos de trabalho no setor”, disse. O vice-presidente também alertou que o quadro atual pode tornar-se mais gravoso, caso o governo federal busque fazer ajuste fiscal à custa do setor produtivo.

No entanto, Gantois afirmou não perder as esperanças. “Temos que lutar sempre em prol da indústria, que é estratégica para o desenvolvimento do Brasil, principalmente no Nordeste, que é responsável por 13% do PIB do país. Espero que o novo governo, assim que efetivado, possa ser firme e promover as reformas que se fazem necessárias, como a trabalhista, previdenciária e tributária, e não podemos permitir que isso recaia no aumento de tributos, ele tem que cortar primeiro na carne”, ressaltou. Gantois endossou que a importância de todas as federações fazerem um trabalho interativo e harmônico “para o governo perceber a força que o setor produtivo tem”.

Para Oliveira Lima, o trabalho junto ao governo é de extrema importância. “O Brasil tem que renascer, chegamos no fundo do poço e estamos andando nele, depende de nós ajudar o governo para termos a retomada de crescimento”, afirmou.

Leia mais.

Fonte: Sinaprocim/Sinprocim

Notícias

Complete seu cadastro