• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

APeMEC

APeMEC - Associação de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil de SP

APeMEC

Associação de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil de SP

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:11-5080-9557 ramal: 9557

Diminui o pessimismo no setor da construção, de acordo com a CNI

Na mesma comparação, o indicador de número de empregados subiu de 33,8 pontos para 35,5 pontos

Na mesma comparação, o indicador de número de empregados subiu de 33,8 pontos para 35,5 pontos

A atividade da indústria da construção reduziu o ritmo de queda em fevereiro, informou a Confederação Nacional da Indústria (CNI). O indicador passou de 33,6 pontos em janeiro para 35,2 pontos no mês passado. Na mesma comparação, o indicador de número de empregados subiu de 33,8 pontos para 35,5 pontos.

Os índices de evolução do nível de atividade e do número de empregados variam de zero a 100 pontos. Valores abaixo dos 50 pontos indicam expectativa de queda. Quanto menor o índice, mais intenso e disseminado é o pessimismo, segundo a CNI. O indicador de atividade efetiva em relação ao usual, entretanto, foi nadireção contrária e atingiu o menor nível da série histórica, 25,3 pontos, queda de 1,2 ponto em relação ao observado em janeiro. O reduzido nível de atividade também pode ser verificado pela baixa utilização da capacidade de operação (UCO), diz a CNI. Na passagem de janeiro para fevereiro, a UCO manteve­se estável em 56%. Mesmo assim, o número representa 4 pontos percentuais abaixo do obtido em fevereiro de 2015 e 10 pontos abaixo da média histórica.

Os indicadores de expectativa apresentaram, pelo segundo mês consecutivo, redução do pessimismo. Os valores foram os maiores desde agosto de 2015. A exceção foi o indicador de expectativa de novos empreendimentos e serviços, que se manteve em 38,1 pontos. A CNI ouviu 593 empresas.

Fonte: APeMEC

Notícias

Complete seu cadastro