• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > > Em outubro Vice-Presidente da FIESP discutiu sobre o setor da construção

SINAPROCIM/SINPROCIM

SINAPROCIM/SINPROCIM - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

SINAPROCIM/SINPROCIM

Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3149-4040

Em outubro Vice-Presidente da FIESP discutiu sobre o setor da construção

Oliveira Lima discute, junto ao CONSIC, investimentos e conflitos no setor da construção

Oliveira Lima discute, junto ao CONSIC, investimentos e conflitos no setor da construção


Divulgação Sinaprocim/Sinprocim

A reunião do Conselho Superior da Indústria da Construção da Fiesp (Consic) teve pauta extensa, que incluiu a discussão de alternativas para a retomada de investimentos no setor, a análise da necessidade de recursos para adequação da infraestrutura brasileira, formas de proteger investidores e o uso de mediação e arbitragem para resolver conflitos. José Carlos de Oliveira Lima, Vice-Presidente da FIESP, Presidente do Conselho Superior da Indústria da Construção – Consic e Presidente dos Conselhos Deliberativos do Sinaprocim/Sinprocim, relatou reunião em 12 de setembro com o ministro Dyogo Oliveira (Planejamento) de que participou junto como o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, em que foi discutida a necessidade de investimentos na construção. Houve encontro posterior, na Fiesp, em 29 de setembro, para avançar na discussão. Newton Cavalieri, diretor titular adjunto do Departamento da Indústria da Construção da Fiesp (Deconcic), encarregado do relato da nova reunião, disse que já foi formado grupo de trabalho para tratar do assunto.Entre os temas tratados na reunião na Fiesp estava o distrato, que Oliveira Lima classificou de questão de sobrevivência. Outro tópico foram as obras paralisadas, das quais é difícil até fazer o mapeamento. O ministro determinou o levantamento das prioritárias, para que sejam retomadas, explicou Cavalieri.

Também foi discutido o problema da morosidade na formulação de projetos de licitação de rodovias e ferrovias, para o que foi montado grupo de trabalho integrado por Deconcic e Sinduscon.

O funding foi o quarto assunto, com a busca de alternativas para que a Caixa volte a financiar. Outro problema debatido, a classificação de risco do Estado de São Paulo, C-, que o impede de tomar empréstimos, será resolvido com a mudança da metodologia de cálculo, a ser feito a partir da capacidade de pagamento, no lugar do endividamento.

Oliveira Lima ressaltou que a retomada do emprego começa pelo setor da construção, comentando a liberação de R$ 9,8 bilhões para obras anunciada pelo governo federal.

Leia mais.

Fonte: Sinaprocim/Sinprocim

Notícias

Complete seu cadastro