• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > > Governador inaugura central online do SUS operada pelo Seconci-SP

SECONCI

SECONCI - Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo

SECONCI

Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3664-5050

Governador inaugura central online do SUS operada pelo Seconci-SP

Governador inaugura central online do SUS operada pelo Seconci-SP

Novo serviço reforça o acerto da parceria entre governo e iniciativa privada na gestão da saúde pública

08 de maio de 2014 - O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o secretário de Estado de Saúde, David Uip, inauguraram em 5 de maio a Central de Regulação da Oferta de Serviços de Saúde (Cross), uma organização social de saúde operada pelo Seconci-SP (Serviço Social da Construção Civil do Estado de São Paulo). A central online é inédita no país e vai oferecer dois serviços exclusivos: mapeamento de vagas de internação disponíveis no Sistema Único de Saúde (SUS) e atendimento médico à distância.

Acompanhando o governador, Sergio Porto, presidente do Seconci-SP, destacou que “a inauguração dos serviços, ao agilizar o atendimento hospitalar e viabilizar diversos programas da Secretaria da Saúde, reforça o acerto da parceria entre a iniciativa privada e o Estado na gestão da saúde pública em São Paulo”. O Seconci-SP é a entidade de responsabilidade social do setor que oferece serviços de saúde e segurança do trabalho aos 900 mil empregados da construção e seus familiares.

Operados pela equipe do Seconci-SP, os serviços auxiliarão as unidades de saúde que atendem casos de baixa e média complexidades e são geridas pelo Estado, municípios e instituições filantrópicas. Com investimento de R$ 3,2 milhões pelo governo do Estado, a central online oferecerá maior agilidade na transferência de pacientes entre unidades hospitalares, além de mapear leitos de internação disponíveis no SUS em todo o Estado de São Paulo. A prioridade será para os pacientes em tratamento de câncer, cardiopatias congênitas, dependentes químicos e pessoas que precisam ser transferidos para leitos em enfermarias.

Já o serviço de telemedicina vai auxiliar no esclarecimento de diagnósticos, na conduta do tratamento médico e na avaliação da necessidade ou não de remoção de pacientes para unidades de maior complexidade hospitalar. Em tempo real, equipes médicas da Cross e dos serviços hospitalares discutirão os quadros clínicos de pacientes, por meio de uma videoconferência (sistema de comunicação com transmissão de áudio e vídeo via internet). Os casos mais complexos serão analisados por equipes médicas de três hospitais universitários: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, Santa Casa de Misericórdia de São Paulo e o Hospital São Paulo (ligado à Unifesp).

Fonte: Seconci - SP

 

Notícias

Complete seu cadastro