• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > > Preço do imóvel novo sobe menos que a inflação, e as vendas despencam

APeMEC

APeMEC - Associação de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil de SP

APeMEC

Associação de Pequenas e Médias Empresas de Construção Civil de SP

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:11-5080-9557 ramal: 9557

Preço do imóvel novo sobe menos que a inflação, e as vendas despencam

O mercado de imóveis na cidade de São Paulo fechou o mês de abril com 1.182 unidades residenciais vendidas, 1.003 imóveis a menos do que as vendidas em abril de 2015

O mercado de imóveis na cidade de São Paulo fechou o mês de abril com 1.182 unidades residenciais vendidas, 1.003 imóveis a menos do que as vendidas em abril de 2015

O valor global de vendas, em abril. ficou em R$ 535,5 milhões. Em abril do ano passado, estava em R$ 948,6 milhões, valor atualizado pelo INCC-DI (Índice Nacional da Construção Civil - Disponibilidade Interna). Na média, o valor do imóvel novo vendido passou de R$ 434,1 mil para R$ 453 mil, alta de 4,5%, contra uma inflação de 9,28%, pelo IPCA.

Com o mercado tão pouco aquecido, o volume de lançamentos caiu. Em abril, foram lançadas 695 unidades residenciais, enquanto em abril de 2015 os lançamentos chegaram a 3.269 unidades. Em 12 meses, houve uma queda de 78,7% nos lançamentos.

Os lançamentos ficaram concentrados em imóveis de dois dormitórios, demonstrando que os empreendedores estão optando por produtos mais tradicionais e baratos, por causa do razoável desempenho de vendas.

Emilio Kallas, vice-presidente de Incorporação e Terrenos Urbanos do Secovi, acredita que haverá uma tênue recuperação da economia no segundo semestre, com diminuição da tendência de queda, e início de ligeiro crescimento em 2017. "Com isto, o setor imobiliário poderá iniciar a superação de sua pior crise da história, com uma recuperação lenta e longa", diz.

Preços

Entre abril e maio, o Índice FipeZap, que acompanha o preço de imóveis em 20 cidades brasileiras, apresentou alta de 0,07%. Nos últimos 12 meses, o índice teve alta de 0,11%. O valor médio do metro quadrado ficou em R$ 7.639.

No acumulado do ano, em 2016, seis das 20 cidades pesquisadas apresentaram redução no preço médio do metro quadrado: Rio de Janeiro - 1,42% (R$ 10.282), Distrito Federal -0,12% (R$ 8.586), Fortaleza -0,87% (R$ 5.864), Recife -1,11% (R$ 6.018), Niterói -1,6% (R$ 7.447) e Santos -0,9% (R$ 5.063).

Na cidade de São Paulo, o preço médio é de R$ 8.633, desde de janeiro, a alta foi de 0,32%. A cidade com a maior valorização no preço do imóvel em 2016 foi Florianópolis, com aumento de 2,7% no preço (R$ 6.468).

Fonte: APeMEC

Notícias

Complete seu cadastro