• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > > Presidente Executivo do Sinaprocim participa da reunião plenária do Deconcic

SINAPROCIM/SINPROCIM

SINAPROCIM/SINPROCIM - Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

SINAPROCIM/SINPROCIM

Sindicato Nacional da Indústria de Produtos de Cimento

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3149-4040

Presidente Executivo do Sinaprocim participa da reunião plenária do Deconcic

Caderno com projeções atualizadas pode ser lançado ainda este ano

Caderno com projeções atualizadas pode ser lançado ainda este ano

Sinaprocim

No início da semana passada Roberto Petrini, Presidente Executivo do Sinaprocim/Sinprocim e diretor titular adjunto do Departamento da Indústria da Construção da Fiesp (Deconcic), participou da plenária realizada pelo departamento, na sede da Fiesp, e debateu entre outros assuntos, a realização da 12º edição do ConstruBusiness, sem data prevista.

Fernando Garcia, consultor do departamento, explicou que o principal desafio da publicação é fazer a contextualização do novo cenário macroeconômico. “Além disso, também teremos atualização dos indicadores de atividades da cadeia produtiva da construção (investimento, produção, PIB, emprego, renda e arrecadação de impostos), atualização das projeções do ConstruBusiness 2015 para os períodos 2016-2018 e 2018-2022 nas áreas de habitação e infraestrutura, rediscussão dos conteúdos dos capítulos de Responsabilidade com o Investimento e do Programa Compete Brasil, redação do relatório e discussão com entidades”.

Garcia também analisou a atuação do setor em 2015. “As crises econômicas e política redesenharam o entorno macroeconômico e os vetores de força no país. Em 2015, o investimento também ficou aquém do necessário, somando R$ 617,4 bilhões, valor 9,1% menor que o das necessidades (R$ 679 bilhões por ano em obras e serviços da construção). Tivemos fechamento de 461 mil postos de trabalho em 2015 e queda real de 7,7% do PIB da cadeia produtiva da construção em relação a 2014. Todos os elos da cadeia perderam emprego e renda, com desempenho pior das indústrias de máquinas e equipamentos para a construção (queda de 29,5%) e de materiais (queda de 10,3%)”, afirmou.

Sobre o comportamento neste ano, Garcia disse que o setor continua registrando quedas. “No primeiro trimestre deste ano tivemos uma queda de 17,5% em produção de materiais e queda de 14,8% em comércio de materiais. Houve também retração de 9,3% no número de empregados com carteira assinada na cadeia produtiva da construção em março deste ano frente a março de 2015. Sobre os investimentos do BNDES, também tivemos queda de 54,9% nos desembolsos do banco no primeiro trimestre deste ano”, concluiu.

Fonte: Sinaprocim/Sinprocim

Notícias

Complete seu cadastro