Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

ABRAVIDRO

ABRAVIDRO - Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos

ABRAVIDRO

Associação Brasileira de Distribuidores e Processadores de Vidros Planos

EntidadeSão Paulo, SP
Telefone:(11) 3873-9908

Veja quais são as normas na hora de colocar a barra antipânico

O Brasil tem uma norma própria para determinar as condições para a fabricação

O Brasil tem uma norma própria para determinar as condições para a fabricação


(Divulgação Abravidro)

Barras antipânico permitem a abertura de portas de saídas de emergência de forma simples: em vez de girar alavancas ou maçanetas, basta jogar seu peso nessas barras para abri-las no mesmo instante. Alguns desses produtos já são desenvolvidos especialmente para aplicação em portas de vidro.

O Brasil tem uma norma própria para determinar as condições para a fabricação, segurança e funcionamento das barras antipânico: a NBR 11785 — Barra antipânico – requisitos.

– Os materiais que compõem a barra antipânico devem ser metálicos;
– Além disso, o ponto de solidus (o momento em que a substância começa a passar do estado sólido para o líquido) dos componentes da barra não pode ser inferior à temperatura de 500 ºC.

Já a obrigatoriedade do uso desses dispositivos depende das determinações do órgão fiscalizador em cada região. Em São Paulo, por exemplo, o Corpo de Bombeiros da Polícia Militar do Estado de São Paulo (CBPMESP) aplica a Instrução Técnica nº 11

— Saídas de emergência. Esse documento exige a instalação de barras antipânico em:

– Portas das saídas de emergência das salas;
– Rotas de fuga;
– Portas de comunicação com os acessos às escadas e descargas;
– Ocupações de locais de reunião de público com capacidade de lotação acima de cem pessoas.

Qualquer projeto sempre deve colocar a segurança em primeiro lugar. Por isso, nunca deixe de checar se a instalação de uma barra antipânico é necessária para a porta de vidro e, em caso afirmativo, avisar seu cliente. Por falar em normas e segurança, sempre vale a pena também reler as outras reportagens da seção “O que a norma diz?”:

Fonte: Abravidro

Notícias

Complete seu cadastro