Seta Direita

Busca por Fornecedor ou Produto Utilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > Estrutura de madeira é opção para vencer grandes vãos

Estrutura de madeira é opção para vencer grandes vãos

Material alia estética e sustentabilidade, mas requer estudos para sua correta especificação

Redação AECweb / e-Construmarket

madeira
Residência em São Francisco Xavier projetada pelo escritório Nitsche Arquitetos. Foto: Nelson Kon

Alternativa ecológica, a madeira pode ser utilizada em diferentes tipos de construções. “O importante é saber onde não se deve usar o material, como nos projetos onde a estrutura fica exposta às intempéries sem a proteção de fechamentos, cobertura e beirais, ou em contato com o solo. Nestes casos, deve-se evitar a matéria-prima ou então optar por tratamentos químicos mais eficientes, como o CCB”, explica o engenheiro Daniel Salvatore, sócio no escritório Ita Construtora. “Há alguns anos a grande restrição da madeira era vencer grandes vãos. Porém, essa dificuldade foi superada com a viga laminada colada, que é alternativa para grandes construções”, complementa Luiz Zanchet, diretor da empresa Zanchet Madeiras.

Para atingir o resultado esperado, o projeto deve ser concebido para ser executado com o uso da madeira, o que implica em proteções contra intempéries como fechamentos, coberturas e beirais generosos, além dos detalhes de encontros e conexões que mantenham a madeira protegida do contato com o solo e umidade. “Significa, também, liberdade maior para projetar grandes vãos com peças muito esbeltas, formas diversas e beleza incomparável”, destaca Salvatore, indicando que a madeira precisa receber proteção contra fungos e cupins, além do tratamento hidrofugante (stain). Atenção também é necessária dependendo do ambiente em que a obra será realizada, por exemplo, em casos em que há bastante umidade, como em regiões litorâneas, é preciso especificar a espécie correta da madeira.

A estrutura de madeira oferece liberdade maior para projetar grandes vãos com peças muito esbeltas, formas diversas e beleza incomparável
Daniel Salvatore

“Existem algumas madeiras que são mais fracas para serem usadas em áreas externas. Exemplificando, não se pode usar espécie de baixa densidade para a construção de um deck, sendo que nesse caso o mais correto é optar pela espécie Itaúba ou Cumaru – madeiras nobres com características naturais que propiciam grande durabilidade mesmo quando usadas em ambientes externos, não necessitando de tratamento químico”, detalha Zanchet, que complementa: “Madeiras que ficam em contato com o solo, mesmo sendo a espécie mais adequada, com o tempo começam a apodrecer. Quando o material não está em contato com o terreno, exige apenas manutenção básica, como lixamento ou verniz. Usado de maneira correta e a espécie adequada, o material exigirá pouca ou nenhuma intervenção”.

As espécies mais indicadas para cada situação foram definidas através do tempo, com seu uso na construção civil. “O IPT tem grande banco de dados com informações sobre cada espécie nativa brasileira, a recomendação de seu uso, testes de apodrecimento e de resistências mecânicas”, ressalta Zanchet.

A MADEIRA E A ARQUITETURA

A opção pela madeira não é somente uma questão estética, como explica Salvatore. De acordo com o engenheiro, o material apresenta outros benefícios, como a velocidade na execução da montagem (uma casa de 200 m² pode ser montada em duas semanas), precisão (todas as peças são usinadas na fábrica com precisão milimétrica) e preço competitivo quando comparado a outros tipos de material. “Há ainda a durabilidade, liberdade de formas, beleza e, ao contrário do que se pensa, segurança em caso de incêndio. Embora seja um material combustível, as estruturas de madeira têm um desempenho muito melhor do que os outros elementos porque resistem mais tempo ao fogo”, destaca.

Quando o material não está em contato com o terreno exige apenas manutenção básica, como lixamento ou verniz. Usado de maneira correta e a espécie adequada, o material exigirá pouca ou nenhuma intervenção
Luiz Zanchet

Vantagem também é o bem-estar proporcionado aos ocupantes da edificação. “Em alguns países, foram realizadas pesquisas em que algumas pessoas ocupavam uma residência totalmente fabricada de produtos sintéticos e outras ficavam em uma casa de madeira. O estudo constatou que, por ser um produto natural, a madeira gera sensação de conforto maior para os moradores e inclusive benefícios à saúde”, comenta Zanchet, que afirma ser possível montar toda a estrutura de uma residência com madeiras, com a solução conhecida como woodframe, tornando a estrutura mais leve e ecológica devido ao menor gasto energético na matéria-prima. “Vivemos em uma cultura que associou durante muito tempo o uso da madeira a construções muito simples ou sofisticadas. Essa percepção vem mudando ano a ano, acompanhando a tendência mundial de emprego cada vez maior da madeira”, completa Salvatore.

Confira alguns projetos com estrutura de madeira na Galeria da Arquitetura.

OPÇÃO ECOLÓGICA

Em florestas onde ocorre a extração da madeira nativa, o Ibama regulamenta o manejo florestal sustentável, processo em que exige um levantamento e identificação de cada árvore individualmente. “Esse sistema somente acelera um processo natural, liberando o crescimento das árvores menores e gerando uma atividade econômica, limpa e sustentável para a floresta”, diz Zanchet.

O Ibama também emite documento nomeado de DOF – Documento de Origem Florestal – que indica que a madeira foi rastreada até chegar ao local de obras. “O conceito de madeira certificada complementa o da madeira legal. O material legal é aquele regulamentado por órgãos competentes dentro sistema do manejo florestal sustentável. Já sobre a certificação, existem diversos certificados, entre eles o Certificado Madeira Legal, que valida a origem das espécies comercializadas”, finaliza Zanchet.

Colaboraram para esta matéria

Daniel Salvatore – Formado em engenharia civil pela FEI, já atuou como gerente Operacional na Central Nacional de Energia Eólica. Tem experiência em obras, fabricação de estruturas de madeira e projeto de estruturas. Atualmente, é sócio diretor na Ita Construtora.
Luiz Zanchet – Sócio diretor da Zanchet Madeiras
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro

Receba gratuitamente os Boletins e
Informativos do Portal AECweb.

+55 (11) 3879-7777

Fale conosco