• Busque fornecedores, produtos e matérias

Produto indisponível

O produto que você buscou se encontra indisponível no momento.

> > > > Como se prevenir contra oscilações do fornecimento de energia

Como se prevenir contra oscilações do fornecimento de energia

Artigo de Manoel Luiz Simões Gameiro, diretor geral da Trane Brasil

Desde a Usina Hidrelétrica de Itaipu, a maior do mundo, até as recentes grandes descobertas de petróleo e a ampla utilização de biocombustíveis, o Brasil se posicionou como potência mundial no campo da energia. Ainda assim, o colossal blecaute de novembro de 2009, que afetou 60 milhões de pessoas, foi um lembrete enfático de que nenhum sistema está imune a uma falta ocasional de energia.

O consumo de energia elétrica no Brasil aumentou aproximadamente 53% desde 1995, ultrapassando todos os aumentos da capacidade geradora das concessionárias de energia elétrica do país. Se regiões vulneráveis do Brasil enfrentam temperaturas excepcionalmente altas por um período de tempo prolongado, há o risco de ocorrer blecautes e oscilações de potência – estas muito mais danosas -- com as consequentes interrupções locais no fornecimento de energia, que podem custar bilhões de reais à economia do país.

A oscilação de potência é mais perigosa para os equipamentos eletroeletrônicos do que um blecaute, uma vez que durante um blecaute a energia simplesmente acaba, enquanto que no curso de uma oscilação os aparelhos continuam recebendo energia, mas a níveis reduzidos, e passam a funcionar mal ao invés de desligar.

As oscilações de potência ocorrem quando a energia elétrica das concessionárias é reduzida, em geral no fim da tarde de um dia quente de verão ou durante tempestades. Podem ser planejados ou não.

Leia também: Erro na compra de fios e cabos elétricos pode ser fatal

Nas oscilações de potência planejadas, uma concessionária reduz o consumo de energia temporariamente em horários de pico de demanda. Estas flutuações não costumam ser prejudiciais, tendo em vista que a maior parte das tecnologias e dos equipamentos existentes é projetada para lidar com este tipo de redução.

Já as oscilações de potência não planejadas são mais complexas porque, de repente, a voltagem cai muito. Os aparelhos tentam funcionar normalmente, mas não conseguem, e podem sofrer danos.

Durante as Oscilações de Potência

Quando uma flutuação de potência acontecer – usualmente é percebida porque as luzes ficam fracas ou piscam –, entre em contato com a concessionária para comunicar o incidente.

Em seguida, desligue as luzes e todos os aparelhos, exceto os que forem absolutamente necessários. Deixe uma luz ligada para poder saber quando o fornecimento de energia foi normalizado. Desligue computadores que não estão usando no-breaks e adie para depois da oscilação no fornecimento de energia os trabalhos que dependem da eletricidade. Desconecte os aparelhos da tomada elétrica para ajudar a protegê-los contra reduções ou picos de energia que podem ocorrer após a flutuação de potência. Desligue aparelhos de ar condicionado, a não ser que eles sejam indispensáveis por motivo de saúde. Se possível, desligue o disjuntor para interromper a condução de eletricidade.

Após as Oscilações de Potência

É importante continuar a conservar energia depois de uma flutuação de potência, pois pode haver novas reduções de voltagem. É recomendável que as fontes de eletricidade sejam religadas uma de cada vez com intervalos de alguns minutos entre elas. Nunca ligue todas as fontes de eletricidade dentro de um período de apenas 15 minutos.

Redução do Risco

Para reduzir o risco de danos aos equipamentos e às operações, é importante buscar meios de monitorar estes equipamentos e utilizá-los com segurança antes e depois de uma oscilação de potência.

A implementação de sistemas de automação ajuda a monitorar a voltagem e o consumo de energia e reiniciar os equipamentos sistematicamente para minimizar os danos que eles podem sofrer se todos voltarem a funcionar de repente a pleno vapor.

Se sua empresa é alvo frequente de oscilações ou blecautes, ou abriga operações críticas, considere ter um sistema de backup de energia elétrica. As soluções de monitoração remota podem identificar continuamente os pontos críticos em um sistema, o desempenho do edifício, a utilização de energia e os serviços de relatório. Também indicam qual equipamento pode ser utilizado de melhor forma, ou necessita de manutenção devido a falhas mecânicas ou a condições elétricas. Procure o suporte de empresas especializadas no assunto para descobrir e adotar a solução mais adequada às necessidades da sua empresa.

As oscilações de potência podem durar algumas horas e voltar a acontecer nas semanas ou nos meses seguintes. Estar preparado para reagir e implementar sistemas de redução de risco contribui para salvar um equipamento, economizar dinheiro e manter as operações da empresa.

Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.
Manoel GameiroArticulistaManoel Gameiro

PERFIL

Manoel Luiz Simões Gameiro é diretor geral da Trane Brasil. Gameiro é presidente do Comitê LEED e vice-presidente do GBC Brasil, vice-presidente de Eficiência Energética da ABRAVA, membro do Comitê Técnico do Procel Edifica, membro da ASHRAE desde 1989 e atual diretor de Programas do capítulo brasileiro da ASHRAE. Gameiro é engenheiro mecânico com especialização em refrigeração e ar condicionado pela Faculdade de Engenharia industrial (FEI) e possui MBA pela Business School São Paulo (BSP).

ARTIGOS DESTE AUTOR

    Mais artigos deste autor

    Complete seu cadastro