Seta Direita

Busca por Fornecedor ou ProdutoUtilize a barra de busca para procurar
o fornecedor ou produto que você deseja!

> > > Conheça as regras para fixar cargas em drywall

Conheça as regras para fixar cargas em drywall

As paredes têm capacidade para qualquer peso, mas é preciso conhecer as técnicas e os materiais de fixação

Redação AECweb / e-Construmarket

Aparentemente frágeis por sua leveza – afinal, elas pesam cerca de 20 kg por m², contra os 180 kg da alvenaria –, as paredes de drywall suportam pesos elevados. É essencial, porém, conhecer o sistema, as técnicas e os materiais adequados para a fixação dos objetos, dos mais leves até armários, cofres e redes de descanso que, por norma técnica, carregam até 200 kg. “Essas paredes são constituídas por guias de aço fixadas no piso e na laje, onde se encaixam os montantes verticais, distanciados a cada 40 ou 60 cm, ou de acordo com o projeto”, esclarece Carlos Roberto de Luca, gerente Técnico da Associação Brasileira do Drywall.

cargas-no-drywall
Perfuração de alvenaria de tijolos por detrás do drywall (German S/ Shutterstock.com)

A estrutura da parede de gesso acartonado pode ser ancorada inclusive num forro fixo de drywall, preferencialmente fazendo coincidir os perfis da parede com os do teto. “Mas, se não for possível, a fixação pode ser feita com as buchas apropriadas, diretamente na chapa de gesso para drywall, que tem elevada resistência ao cisalhamento”, orienta o especialista. Depois do fechamento com uma ou duas chapas de drywall de cada lado parafusadas na estrutura, basta tratar as juntas com massa e fita próprias e, por último, pintar. Nesse momento, as paredes estão prontas para receber elementos de decoração ou mobiliário suspenso.

O procedimento [para fixar elementos leves] é utilizar bucha rosqueável, de plástico ou zamac, parecida com um grande parafuso, com cerca de 3 cm de comprimento... É específica para drywall e muito fácil de aplicar, dispensando furadeira
Carlos Roberto de Luca

ELEMENTOS LEVES

A fixação dependerá do peso, sendo que há procedimentos diversos para objetos mais leves ou mais pesados. Entre os mais leves estão os quadros, espelhos e aparelhos de TV, mesmo os maiores, fixados rente à parede. “O procedimento é utilizar bucha rosqueável, de plástico ou zamac, parecida com um grande parafuso, com cerca de 3 cm de comprimento. Ela é vendida nas lojas de materiais de construção. É específica para este material e muito fácil de aplicar, dispensando furadeira”, ensina Luca.

Com uma chave de fenda, faz-se um furo na chapa. Depois de encaixada, é só torcer a bucha no sentido horário, perfurando a chapa. Em seguida, é introduzido um parafuso comum. Cada bucha suporta o peso de 15 kg por ponto de fixação. Assim, para um quadro de 30 kg, serão necessários dois pontos na parte superior da peça, de maneira a distribuir o peso. “De nada adianta criar dois pontos muito próximos, pois a chapa não vai aguentar. A distância entre os pontos deve ser de, no mínimo, 40 cm”, observa.

ELEMENTOS PESADOS

Prateleiras (mesmo quando abrigam pequenos objetos), TVs com braços articulados e armários de cozinha, por exemplo, impõem esforço de arrancamento à parede. A indicação, nesses casos, é a bucha basculante, que, depois de penetrar no material e girar, fica presa atrás da chapa. “Essa bucha aguenta até 10 kg por ponto, ou 20 kg quando se trata de dupla chapa de drywall. Nas peças de maior largura, é fundamental respeitar o espaçamento de, no mínimo, 40 cm”, lembra Luca.

[A bucha basculante] aguenta até 10 kg por ponto, ou 20 kg quando se trata de dupla chapa de drywall. Nas peças de maior largura, é fundamental respeitar o espaçamento de, no mínimo, 40 cm
Carlos Roberto de Luca

Outra opção é fixar diretamente nos perfis metálicos da estrutura da parede, que têm a vantagem de suportar até 40 kg por ponto. Para introduzir a bucha basculante no metal, é preciso utilizar a furadeira com broca de meia polegada. Já para identificar na parede pronta onde estão os perfis, os profissionais utilizam um aparelho localizador de montante metálico. “O instalador de cozinha planejada costuma já ter esse recurso entre suas ferramentas. Mas o usuário, não. Uma opção interessante é lançar mão de ímãs mais fortes para encontrar o perfil”, indica o gerente.

REFORÇOS

O uso desse recurso para fixação de um armário de 1m de largura, que vai guardar grande peso, dependerá apenas de três pontos de fixação na estrutura, um a cada 40 cm, sendo um no meio e os outros dois nas extremidades. Porém, se o layout de instalação ou os pontos disponíveis nos armários são incompatíveis com a localização dos perfis da estrutura, a solução é a criação de reforços – metálicos ou de madeira – na face interna da parede. O mesmo vale para a fixação das bancadas de granito da cozinha.

Em geral, a construtora providencia reforços durante a obra nos pontos de instalação de elementos de maior peso, como os armários e pia da cozinha. “Mas, caso não existam nos locais desejados, o proprietário pode abrir uma ‘janelinha’, instalar o reforço, fazer o tratamento de junta e, ao final, pintar a parede. Aí ele poderá pendurar 40 kg por ponto”, descreve Luca. Trata-se de uma operação simples e limpa, diferente dos ajustes em paredes de alvenaria, que exigem mais trabalho.

Fixação corretaAs informações sobre a localização dos perfis e dos eventuais reforços constam do manual de uso do imóvel que a construtora entrega ao comprador. E devem ser seguidas à risca. “Se alguém que desconhece esses cuidados usar uma bucha comum, própria para alvenaria, e pendurar elementos um pouco mais pesados, ela provavelmente vai se soltar”, alerta.

Colaboração técnica

Carlos Roberto de Luca – Químico industrial formado pela Escola Oswaldo Cruz de São Paulo (1966) com mestrado em Habitação pelo IPT – Instituto de Pesquisas Tecnológicas de São Paulo (2002). Especialista em drywall com 44 anos de experiência no setor de construção civil. É gerente técnico da Drywall - Associação Brasileira do Drywall e gerente do Programa Setorial da Qualidade ligado ao PBQP-H.
Gostou deste conteúdo? Cadastre-se para receber gratuitamente nossos boletins.

Complete seu cadastro