Conheça as 50 maiores construtoras da América Latina

Empresas brasileiras que atuam nos segmentos de infraestrutura e de habitação têm se destacado na lista. Confira!

Publicado em: 08/01/2024Atualizado em: 09/01/2024

Texto: Juliana Nakamura

Foto: Adobe Stock

Foto: Adobe Stock

A construção é uma atividade vital para o desenvolvimento econômico dos países, responsável pela geração de riquezas e empregos. No Brasil, grandes construtoras têm se destacado em comparação a outros players internacionais, seja por seu desempenho financeiro, seja por sua capacidade de expansão. É isso o que indica o Ranking CLA 50 2022, elaborado pela Construção Latino-Americana. O estudo lista as 50 maiores construtoras da região. Ele também mostra o desempenho desse grupo de gigantes ano a ano.

Em 2022, foi registrado aumento de 20% nas receitas totais das top 50, marcando uma alta significativa após anos de flutuações. Este crescimento comprova que a indústria está se recuperando, após anos de estagnação.

Qual é a maior construtora da América Latina?

Como em anos anteriores, a liderança no Ranking CLA 50 é da Sigdo Koppers, que registou um crescimento de 27,4% em suas receitas, aproximando-se dos 4 mil milhões de dólares. Fundada em 1960, a empresa tem operação em cinco continentes e é um dos principais grupos empresariais chilenos, com forte atuação nos setores de mineração e industrial.

Em segundo lugar está o grupo espanhol Sacyr, que tem obras em 20 países e tem atuação focada em infraestrutura. Com presença nos principais rankings ESG globais, o grupo tem como estratégia o investimento pesado em inovação e em sustentabilidade.

Como o Brasil se posiciona no ranking das maiores construtoras?

Embora não esteja entre as cinco primeiras colocações, o Brasil conseguiu colocar vinte empresas listadas entre as 50 maiores construtoras da América Latina.

Quando feito o recorte entre os países, o Brasil fica em segundo lugar, atrás apenas do Chile. Vale lembrar que antes da pandemia, o país liderava esse ranking justamente por contar com várias construtoras bem posicionadas.

Entre as companhias brasileiras, chama a atenção o desempenho da MRV Engenharia, ocupando o sexto lugar. Com presença em 160 cidades brasileiras e atuação focada em habitações para a classe média e média baixa, a MRV é a líder entre as construtoras focadas no segmento imobiliário.

Outro destaque é a OEC Engenharia, que no último ranking, ficou entre as dez maiores. Subsidiária integral da Novonor (ex-Odebrecht), a OEC presta serviços nos segmentos de construção civil pesada e construção, montagem e manutenção de empreendimentos industriais há 80 anos. A empresa, sediada no Brasil, atende prioritariamente a quatro mercados: Brasil, Angola, Peru e Estados Unidos. Em 2022, a OEC registrou um faturamento 65% superior em relação ao ciclo anterior, com receita de R$ 4,6 bilhões.

Leia também:
Compatibilização de Projetos na Construção Civil
Redução de Custos na Construção Civil

Há de se destacar, ainda, a Construtora Barbosa Mello na posição 31. A empresa iniciou sua trajetória no final dos anos 1950, atuando em obras rodoviárias. Depois disso, ampliou sua área de atuação para os segmentos de energia, mineração, edificações, saneamento, além de logística e transporte. Outras construtoras brasileiras que constam no ranking são: Andrade Gutierrez, Tenda, Even, Direcional, Construcap, U&M Mineração, Mendes Junior, Tegra, Método Potencial, Gafisa, Racional, Álya (ex Queiroz Galvão), Pacaembu, MPD, Trisul, ECB e Agis (ex Construtora Ferreira Guedes).

Banner sobre oito passos para aumentar a eficiência em suas obras.

Como é feito o ranking CLA 50?

A pesquisa elaborada pela Latin American Construction (CLA) adota como referência a receita bruta de vendas em dólares norte-americanos das companhias.

As informações foram obtidas de diversas fontes, a partir da resposta de algumas empresas a uma pesquisa elaborada pela CLA, complementada com dados públicos disponíveis em bolsas de valores e em declarações de empresas auditadas.

Ranking Intec

No Brasil, o principal ranking de construtoras é o realizado anualmente pela Intec Brasil. O trabalho considera apenas as construtoras que atuam no segmento imobiliário e toma como base a área construída no ano anterior.

A última lista das maiores foi divulgada no início de 2023. Segundo ela, as cinco maiores construtoras brasileiras são, nessa ordem: Direcional Engenharia, Pacaembu Construtora, Construtora JL, Plaenge e MPD.

Desempenho das construtoras por país

Gráfico que informa os países com mais construtoras com bom desempenho.

Empresa
País
Receitas 2022 (US$ milhões)
1. Sidgo Koppers
Chile
3.946,5
2. Sacyr
Espanha
2.450,0
3. Carso Infraestructura y Construcción
México
1.890,6
4. Mota-Engil E&C
Portugal
1.601,1
5. Techint Ingeniería y Construcción
Itália
1.350,0
6. MRV Engenharia
Brasil
1.311,7
7. AENZA
Peru
1.153,1
8. Salfacorp
Chile
949,9
9. OEC
Brasil
924,5
10. Besalco
Chile
898,9
11. Andrade Gutierrez
Brasil
688,1
12. México Proyectos y Desarrollos
México
664,1
13. Echeverría Izquierdo
Chile
621,8
14. Construtora Tenda
Brasil
470,2
15. Even Construtora E Incorporadora
Brasil
457,5

16. Cosapi

Peru
442,1
17. Direcional Engenharia
Brasil
426,9
18. Fcc
Espanha
410,8
19. Constructora Meco
Costa Rica
382,4

20. Consorcio Ara 

México
338,8
21. Arendal
México
319,0
22. Ingevec
Chile
311,8
23. ConstrucapBrasil
300,7
24. Grupo Flesan
Chile
300,0
25. U&M Mineração e Construção
Brasil
294,8
26. Mendes Júnior Engenharia
Brasil
285,2
27. Tegra Incorporadora
Brasil
276,0
28. San Martín Contratistas Generales
Peru
272,3
29. Socovesa  
Chile
267,2
30. Método Potencial Engenharia
Brasil
250,0
31. Construtora Barbosa Mello
Brasil
245,2
32. Constructora Conconcreto
Colômbia
236,9
33. GMD
México
235,7
34. Gafisa
Brasil
224,2
35. Grupo Acs
Espanha
222,1
36. Construcciones El Condor
Colômbia
206,0
37. Racional Engenharia
Brasil
199,2
38. Icafal
Chile
197,0
39. Jjc Contratistas Generales
Peru
190,6
40. Álya Construtora (Ex Construtora Queiroz Galvão)
Brasil
173,8
41. Pacaembu Construtora
Brasil
169,7
42. Comsa Corporación
Espanha
156,8
43. MPD Engenharia
Brasil
150,4
44. TrisulBrasil
150,1
45. José Cartellone Construcciones Civiles

Argentina

140,0
46. Odinsa
Colômbia
121,1
47. Empresa Construtora Brasil (Ecbsa)
Brasil
121,1
48. Agis (Ex Construtora Ferreira Guedes)
Brasil
116,9

49. Mincivil 

Colômbia
113,3
50. Inarco
Chile
109,3