Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Aplicações do PVC em construções hospitalares

Também presente no segmento hospitalar, o PVC atende às exigentes necessidades técnicas e sanitárias<br>

Publicado em: 11/09/2008

Texto: Redação AECweb


Se há tempos atrás o uso do PVC na construção era praticamente limitado aos tubos e conexões, hoje em dia as coisas mudaram.  Antes escondido nas paredes, o PVC vem ocupando novos espaços de diversas formas: portas, janelas, esquadrias, divisórias, perfis, revestimentos, pisos, forros, papéis de parede, sidings, decks, lambris, entre outros materiais usados na construção e na decoração.

No Brasil, o material se tornou uma das melhores opções para projetos residenciais, comerciais e industriais. Os motivos são as vantagens que o PVC oferece em relação a outros materiais. Mais leves, duráveis, resistentes, fáceis de instalar, limpar e, em alguns casos, não necessitam de quase nenhuma manutenção. O PVC também possui um preço competitivo, fator que aliado as outras vantagens, colabora na escolha de arquitetos, engenheiros e projetistas.

Com esses aspectos favoráveis, o PVC chegou também ao ambiente hospitalar, segmento o qual fazem parte as clínicas médicas, salas de preparação de medicamentos, áreas de proteção, armazenagem, salas de fisioterapia, curativos, quartos, prontuários, enfermarias, corredores, salas de visita, além de clínicas de estéticas e odontológicas. Esses estabelecimentos estão classificados segundo a Portaria n° 930,1992 podendo ser áreas críticas, semi-críticas e não críticas.

Órgãos reguladores nacionais e internacionais aprovam projetos, procedimentos e, sobretudo, os materiais. Os fatores mais relevantes para essa aprovação são: segurança, atoxicidade, inocuidade, assepsia, longa vida útil, efeito antiderrapante e, sobretudo, custo-acessível. Os produtos em PVC preenchem todas essas características além de isolamento térmico e acústico, estabilidade térmica, alta produtividade e 100% de reciclabilidade.

Principais aplicações do PVC:

Pisos Vinílicos: Apresentados sob a forma de placas e mantas, os Pisos Vinílicos atendem às exigências técnicas graças a sua lavabilidade, assepsia, resistência, conforto térmico e acústico, não inflamabilidade, facilidade de instalação, variedade de padrões e cores, e resistência a alto tráfico. A lavabilidade do piso de PVC, por exemplo, assegura assepsia ao ambiente, adequando-se a corredores, quartos, salas de cirurgia, centros de medicamentos, salas de enfermarias, além de clínicas de repouso.

Esquadrias: Com beleza e acabamento diferenciado, quando instalado vidros duplos, as Esquadrias de PVC proporcionam um perfeito isolamento térmico e acústico. Esse conforto é fundamental, pois protege os pacientes contra efeitos sonoros e temperaturas desagradáveis dos ambientes externos.

Forros de PVC: Os forros de PVC, por sua vez, são indicados para áreas não-críticas e semicríticas de instalações internas de hospitais, conforme a classificação da Resolução RDC 50/2002 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Os protetores de parede, corrimões, rodapés, eletrodutos, divisórias, recobrimento de fios e cabos elétricos são acessórios que proporcionam boa iluminação, beleza, segurança e conforto para os usuários e para o ambiente.