Como calcular a quantidade de telhas para o telhado

Fórmula envolve a área a ser coberta e o fator de correção, baseado na inclinação. Especialistas recomendam comprar mais peças do que o necessário, considerando que elas podem quebrar

Publicado em: 26/06/2018Atualizado em: 14/02/2024

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Cobertura de uma casa revestida com telhas de cerâmica

Durante um projeto, a quantidade de materiais que precisa ser comprada é de extrema importância para, entre outros motivos, manter o orçamento dentro do previsto. Com o telhado não é diferente. Diversos fatores influenciam no cálculo para definir a quantidade necessária de telhas. Os tipos de telhado e telha escolhidos, por exemplo, interferem no cálculo, mas não no método utilizado.

No passo a passo abaixo, entenda como não errar no cálculo da quantidade de telhas para o telhado.

Leia também:

Como calcular madeiramento de telhado de fibrocimento?
ABNT NBR 15210 | Norma de telha de fibrocimento sem amianto será revisada
Telha de fibrocimento reduz a condutividade térmica e oferece conforto

Cálculo da área do telhado

Primeiramente, é preciso calcular a área total do telhado. Para isso, deve-se utilizar a planta baixa a fim de considerar toda a extensão do telhado, incluindo os beirais (se o telhado for embutido, deve-se considerar apenas a área entre as platibandas). “Basicamente, é a projeção horizontal da área que será coberta pelo telhado”, diz o engenheiro civil Henrique Ferreira do Prado, da empresa Inventor Engenharia.

Fator de correção

“O fator de correção depende da inclinação do telhado”, explica Prado. Após a determinação da área, é preciso definir a inclinação do telhado de acordo com as informações fornecidas pelo fabricante das telhas, que normalmente sugere a inclinação mínima e máxima.

Com a inclinação do telhado, é preciso encontrar o fator de correção, que é calculado dividindo 1 pelo cosseno do ângulo de inclinação. “Exemplo: um telhado com inclinação de 30% tem como arco tangente da inclinação 30% (0,3), ou seja, o ângulo da inclinação é de 16,7°. Então deve-se dividir 1 pelo cos (16,7°) = 1,044”, exemplifica Prado.

Para facilitar a execução do cálculo e garantir que ele seja feito corretamente, o engenheiro civil Caio Pereira, fundador do site Escola Engenharia, recomenda a utilização da tabela de correção, que fornece os valores com base nas inclinações mais comumente utilizadas.

Inclinação (%) = tangenteGrausRadFator: 1/cos(x)
0%001,000
5%2,860,0499161,001
10%5,710,0996581,005
15%8,530,1488771,011
20%11,310,1973971,020
25%14,040,2450441,031
30%16,700,291471,044
35%19,290,3366741,059
40%21,800,3804821,077
45%24,230,4228931,097
50%26,570,4637341,118
55%28,810,5028291,141
60%30,960,5403541,166
65%33,020,5763081,193
70%34,990,6106911,221
75%36,870,6435031,250
80%38,660,6747441,281
85%40,360,7044151,312
90%41,990,7328641,345
95%43,530,7597421,379
100%450,7853981,414

Multiplicando a área do telhado, em m², pelo fator de correção, chega-se à área (m²) que será coberta pelas telhas (crédito tabela: Caio Pereira).

Quantas telhas por metro quadrado

Multiplicando a área do telhado pelo fator de correção, você encontrará a metragem total que será coberta. Resta, agora, calcular quantas telhas por metro quadrado serão necessárias. “Cada fabricante fornece um consumo médio de telhas por m² de telhado de acordo com o tipo de produto que será utilizado. Para estimar a quantidade de telhas necessária, deve-se dividir a área inclinada pelo consumo médio do tipo de telha escolhido”, explica Pereira.

Por exemplo, se um fabricante como a Eternit informar que o rendimento da telha é de 15/m², deve-se pegar o valor total da área e multiplicar por 15 para saber quantas peças adquirir. Assim, se a área total for de 150 m², e na embalagem estiver informado que o rendimento é de 15/m², deverão ser compradas 2.250 telhas.

Além disso, recomenda-se comprar material excedente para futuras reposições e também para o caso de imprevistos. “É ideal comprar 5% a mais de telhas, pois podem ocorrer quebras durante o transporte, na entrega do material e na execução do telhado. Desse modo, se evitam atraso no cronograma e gastos além dos previstos”, finaliza Pereira.

Ou seja, nesse caso hipotético de quantas telhas Eternit por metro quadrado seriam necessárias, a resposta é 15 mais os 5% para suprir eventuais quebras (totalizando em cerca de 16 telhas por metro quadrado).

Inclinação das telhas

A inclinação, relacionada à velocidade de escoamento no telhado, evita a penetração de água no interior da edificação. Além disso, segundo a NBR 15.575 – Norma de Desempenho, ela também deve garantir que as telhas não deslizem. Se a inclinação máxima for excedida, deve-se definir meios de fixação e dispositivos de segurança.

Colaboração técnica

Caio Pereira
Caio Pereira  – Engenheiro civil formado pela Escola de Engenharia Kennedy e especialista em gerenciamento de obras e desempenho na construção civil. É o fundador do site Escola Engenharia e compartilha informações e conhecimento para estudantes da área e pessoas interessadas no assunto desde 2010.
Henrique Ferreira do Prado
Henrique Ferreira do Prado  – Engenheiro civil com graduação sanduíche pelas Universidade Federal de Goiás (UFG), em Goiânia (GO), e Leeds Beckett University, na Inglaterra (conclusão em 2016). Realizou módulos do mestrado com foco em Infraestrutura em Engenharia Civil (MSC Civil Engineering). Atualmente atua como Engenheiro Civil na Inventor Engenharia.