Como QR codes aceleram a transformação digital dos canteiros?

Tecnologia permite ao pessoal de obra visualizar plantas atualizadas por meio da leitura de códigos via smartphones

Publicado em: 27/05/2021Atualizado em: 11/06/2021

Texto: Juliana Nakamura

QR Code
A tecnologia pode ser usada na gestão da informação de projetos na obra (Foto: Jeppe Gustafsson/Shutterstock)

Canteiros de obras são locais tradicionalmente associados à improvisação, falta de planejamento e a soluções artesanais pouco aderentes à digitalização. Mas essa realidade está mudando. Gradativamente construtoras e incorporadoras brasileiras começam a descobrir o valor de soluções que há muito tempo são aproveitadas por outras indústrias, como os leitores de QR Code.

Considerado uma evolução do código de barras, o QR Code (do inglês Quick Response Code) foi desenvolvido no Japão, nos anos 1990, em uma empresa do grupo Toyota, para rastrear as peças produzidas pela companhia. Trata-se de um código de barras bidimensional com capacidade de armazenar dados e que é facilmente escaneado por câmeras de smartphones.

ATUALIZAÇÃO REMOTA DE PROJETOS

Na construção civil, a principal aplicação dessa tecnologia é na gestão da informação de projetos na obra. Os QR Codes viabilizam a geração de etiquetas rastreáveis de partes do projeto, por exemplo, de um pavimento ou de uma disciplina específica (estrutura, alvenaria etc.). Uma vez impressos, os códigos são colados em pontos estratégicos da obra, permitindo que qualquer usuário autorizado possa escaneá-lo de seu smartphone ou tablet. A partir daí, basta visualizar e consultar todos os arquivos referentes àquele pavimento/disciplina através de um aplicativo.

A ideia não é apenas converter o projeto em um código, mas direcionar cada informação gerada para o local onde ela será consumida na obra, contribuindo para a tomada de decisão e trazendo mais dinamismo ao canteiro
Diego Mendes

A depender do software utilizado, é possível enviar dúvidas do ponto de leitura direto para os projetistas no escritório. “A ideia não é apenas converter o projeto em um código, mas direcionar cada informação gerada para o local onde ela será consumida na obra, contribuindo para a tomada de decisão e trazendo mais dinamismo ao canteiro”, explica o engenheiro Diego Mendes, diretor de operações da Trutec.

“As maiores vantagens proporcionadas pelos QR Codes estão relacionadas à eficiência em compartilhar projetos sempre atualizados e a uma equipe integrada, o que nos proporciona ganho de produtividade e redução de retrabalho”, comenta o engenheiro Clovis Sant'anna, diretor técnico de obras na construtora e incorporadora RNI. Ele conta que identificações nos halls dos pavimentos ou nas quadras, no caso de obras horizontais, permitem uma infinidade de monitoramentos e controles através de dispositivos móveis.

MAIS PRODUTIVIDADE E MENOS ERRO

O acesso fácil e rápido às versões atualizadas dos projetos é um ponto crítico para quem atua em um canteiro de obras. Primeiramente porque isso é chave para evitar erros de execução e retrabalhos.

Além disso, gerenciar a distribuição das inúmeras revisões de projetos que ocorrem no decorrer das obras requer um enorme esforço gerencial. “Os projetos têm início em um computador, com desenhos digitais. Depois são encaminhados para uma gráfica que imprime um monte de papel para ser distribuído na obra. É preciso, ainda, designar um profissional que ficará percorrendo o canteiro atrás dessas folhas para substituí-las sempre que há atualizações. Isso já não faz o menor sentido”, salienta Mendes.

Baixe a um modelo de FVS para aperfeiçoar os processos de sua obra.

Além da gestão de revisões, os QR Codes podem ser muito úteis, também, para transmitir instruções sobre a execução de determinado serviço, permitindo ao usuário, por exemplo, ver pequenos vídeos.

Os clientes podem visualizar projetos e documentos de sua unidade através de smartphones de forma rápida, segura e com menos impactos ambientais
Clovis Sant'anna

Outras aplicações, cada vez mais recorrentes, são em ações de marketing. A tecnologia permite que o comprador de um imóvel na planta possa visualizar o andamento da obra. Nesses casos, a construtora disponibiliza um código por meio do qual se tem acesso a imagens filmadas por drones. “Os clientes podem visualizar projetos e documentos de sua unidade através de smartphones de forma rápida, segura e com menos impactos ambientais”, explica Sant'anna.

CANTEIRO DE OBRAS DIGITAL

Há uma oferta cada vez mais ampla de soluções e dispositivos para tornar as atividades nos canteiros mais digitais. Por outro lado, ainda é um desafio enorme incorporar esse arsenal tecnológico nas rotinas das obras. A experiência do usuário final e a integração entre as ferramentas são aspectos que merecem a atenção de desenvolvedores de tecnologias e gestores.

Outro cuidado importante antes de introduzir uma novidade tecnológica é fazer um mapeamento prévio sobre as necessidades de cada construtora. “Para sermos efetivos, também não podemos prescindir do envolvimento, capacitação e engajamento de todos os colaboradores”, conclui Clovis Sant'anna, da RNI.

Leia também: 

Como QR codes são usados na gestão de facilities

Colaboração técnica

 
Clovis Sant'anna — Engenheiro civil e industrial, possui MBA em gestão estratégica e econômica de projetos. É diretor técnico de obras da construtora e incorporadora RNI.
 
Diego Mendes — Engenheiro civil e analista de sistemas com MBA em economia e gestão empresarial, é diretor de Operações da Trutec.