Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Conheça cinco soluções para a execução de fachadas industrializadas

Diferentes tecnologias oferecem alternativa mais racional e ágil à execução convencional com revestimento argamassado. Saiba mais:

Publicado em: 14/10/2021Atualizado em: 30/10/2023

Texto: Juliana Nakamura

fachadas industrializadas
Os painéis arquitetônicos são economicamente mais competitivos em edificações com grandes dimensões e/ou alturas (Foto:Nagel Photography/Shutterstock)

Nos canteiros de obras, a execução de fachadas é uma das etapas mais críticas para os construtores, seja pela intensa demanda de mão de obra, seja pela suscetibilidade a manifestações patológicas. Por isso mesmo, é crescente a busca por soluções industrializadas, que promovam mais agilidade e confiabilidade à produção da envoltória dos edifícios.

A industrialização de fachadas tem vários benefícios, mas os principais ganhos são a redução de pessoal em canteiro, a montagem rápida e limpa, além da eliminação de gargalos/caminhos críticos na obra
Luciana Alves de Oliveira

“A industrialização de fachadas tem vários benefícios, mas os principais ganhos são a redução de pessoal em canteiro, a montagem rápida e limpa, além da eliminação de gargalos/caminhos críticos na obra”, comenta a pesquisadora Luciana Alves de Oliveira, do Centro Tecnológico do Ambiente Construído do IPT (Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo).

Em comparação aos métodos convencionais, como a alvenaria revestida por argamassa, os painéis pré-fabricados podem reduzir em até 80% o tempo de execução. Outras vantagens associadas são o maior controle nos processos de fabricação e a maior assertividade no atendimento ao cronograma da obra.

PAINÉIS ARQUITETÔNICOS PARA FACHADAS

Segundo Oliveira, diante de diferentes alternativas para a construção de fachadas industrializadas, é importante adotar alguns critérios técnicos ao comparar as soluções. “Independente da tecnologia, devem ser exigidos requisitos de desempenho estrutural, segurança ao fogo, estanqueidade à água, isolamento acústico, durabilidade e manutenibilidade. Além disso, caso o edifício seja residencial, as exigências mínimas constam da ABNT NBR 15.575-4: Edificações Habitacionais: Desempenho”, destaca a pesquisadora.

Listamos a seguir algumas tecnologias que podem elevar o grau de industrialização das fachadas. Confira:

1- Painel de concreto reforçado com fibras — Os painéis arquitetônicos são um sistema construtivo utilizado no Brasil pelo menos desde os anos 2000, especialmente em edifícios comerciais, residenciais e shoppings. Oferecidos em uma ampla diversidade de desenhos, cores, texturas e dimensões, eles chegam à obra prontos para serem instalados por insertes metálicos. De modo geral, as fachadas com painéis pré-fabricados são economicamente mais competitivas em edificações com grandes dimensões e/ou alturas, especialmente quando a execução das vedações costuma fazer parte do caminho critico da obra.

2- Sistema de fachadas leves — A tecnologia empregada tanto na construção de edifícios altos, quanto em obras horizontais, baseia-se na instalação de estruturas de steel frame sobre as quais são inseridas chapas cimentícias ou de gesso reforçado com fibra de vidro. O acabamento na face interna é feito com drywall. O conjunto é complementado por outros produtos, como lã mineral, membrana hidrófuga e tratamento de juntas. Produtividade e controle de qualidade são algumas características desta solução, que já é utilizada por construtoras como Gafisa e Trisul em obras de edifícios residenciais.

3- Fachada ventilada de porcelanato — Indicada para a construção de empreendimentos de diferentes tipologias, bem como para retrofits, esta solução tem como principal atributo o efeito chaminé criado pelo distanciamento do revestimento com a estrutura, melhorando o conforto térmico dentro da edificação. As fachadas ventiladas podem ser compostas por painéis de concreto, placas metálicas ou porcelanato. Essa última solução vem sendo bastante explorada pelos arquitetos em função da possibilidade cromática oferecida. Construtoras como Even e Porte vêm utilizando essa tecnologia visando agilidade de execução, redução de manifestações patológicas e facilidade de manutenção.

4 - Painéis termoisolantes — De uso consagrado em empreendimentos industriais e de varejo, os painéis termoisolantes também podem agregar racionalidade às obras residenciais e comerciais, especialmente com o desenvolvimento de produtos capazes de atender a padrões arquitetônicos mais elevados. Produzidos com material isolante (lã de rocha, PUR ou PIR) revestido por chapas de aço, os painéis diminuem as trocas térmicas entre ambientes, aumentando a eficiência energética e o conforto ambiental na edificação.

5- Fachada unitizada — Uma alternativa de industrialização para edifícios residenciais e comerciais são os painéis unitizados. Içados ao local de instalação com guindaste-aranha, eles resultam em ganho de produtividade e racionalização porque são produzidos em fábrica, incluindo a montagem dos perfis, a colagem dos vidros e toda a vedação. Segundo dados de fabricantes, é possível instalar cerca de 200 m² deste tipo de fachada por dia, dependendo do tamanho dos painéis e da configuração do projeto.

Leia também:

Como a industrialização pode ser introduzida nos canteiros de obras?
Painéis metálicos são versáteis e funcionais para fechamento de fachadas

Colaboração técnica

 
Luciana Alves de Oliveira — Engenheira civil com mestrado e doutorado pela EPUSP. É pesquisadora no Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e coordenadora da disciplina de vedação verticais do mestrado profissional da mesma instituição.