Construção rodoviária é o foco principal da Volvo CE

A empresa sueca investiu forte neste segmento em 2014 e divulga o lançamento de equipamentos que serão expostos na próxima Brasil Road Expo

Publicado em: 26/03/2014

Texto: Redação PE

O setor rodoviário brasileiro é um dos mais ativos na movimentação da economia do país. Hoje, 70% do que é transportado no Brasil é por meio de rodovias. Visando à manutenção da atividade desse segmento e à contribuição para a melhoria da infraestrutura nas estradas, a Volvo Construction Equipment Latin America realizou investimentos para a oferta de novos equipamentos para esse nicho de mercado.

Foram lançados duas vibroacabadoras, um compactador de asfalto, um compactador pneumático e uma renovada linha de motoniveladoras operadas por joystick. “Estas máquinas complementam nosso portfólio voltado para a construção rodoviária, aumentando as soluções para as necessidades dos clientes em todas as etapas desse tipo de obra”, diz Afrânio Chueire, presidente da Volvo CE – LA. Os produtos foram apresentados oficialmente na sede principal da empresa, em Curitiba-PR, nesta segunda-feira.

De acordo com Afrânio, eles estarão disponíveis no mercado a partir de abril, já durante a feira Brasil Road Expo 2014, que acontecerá em São Paulo-SP. No Brasil e nos demais países latino-americanos, a Volvo produz carregadeiras, escavadeiras, motoniveladoras, retroescavadeiras, minicarregadeiras, rolos compactadores e caminhões articulados.

Considerando todas as categorias de máquinas, a empresa comercializou um total de 3.751 unidades em 2013, 11% a menos que as 4.244 registradas no exercício anterior. As exportações para os demais países da América Latina atingiram 1.097 unidades no período. O Brasil representou 71% das vendas no continente, com 2.654 equipamentos comercializados em 2013, e continuou a ser o grande mercado da Volvo na América Latina. Confira os lançamentos de 2014:

Novas vibroacabadoras

As vibroacabadoras sobre esteiras ABG5820 e ABG2820 são o resultado de mais de seis décadas de experiência na indústria de construção de estradas. O primeiro modelo é ideal para projetos com largura de pavimentação entre 2,5 e 5 metros, podendo chegar a 8 metros. Já a ABG2820 é dirigida principalmente para projetos com largura de pavimentação entre 1,5 e 4 metros. As máquinas atendem desde as mais simples até as mais rigorosas normas de pavimentação. São várias as aplicações: rodoviária e urbana; pátios e estacionamentos; portos e aeroportos; projetos especiais.

As duas vibroacabadoras contam com um sistema de tração hidrostático controlado eletronicamente. O engenheiro de vendas para equipamentos de construção rodoviária da Volvo CE – LA, André Puquevicz, observa que esse recurso permite um perfeito acabamento superficial, sem defeitos nem ondulações. De acordo com a empresa, a operação desses equipamentos será intuitiva e simples, o que permitirá uma rápida familiarização com eles. A unidade eletrônica de controle das máquinas é o EPM II (Electronic Paver Management), que está instalado num braço telescópico no centro da estação do operador e pode ser ajustado de maneira a atender a toda a amplitude da estação de trabalho.

Os painéis de controle da mesa possuem os mesmos controles das funções existentes no EPM II, o que possibilita a integração dos modos operacionais. “Quando necessário, o operador pode mudar do assento esquerdo para o direito – ou vice-versa – e reposicionar a unidade EPM II sem esforço e em poucos segundos”, diz Babliton Cardoso, gerente de equipamentos rodoviários da Volvo CE – LA.

A estação do operador é composta das escalas dos cilindros de controle da espessura da camada, do fluxo de material no silo, da mesa alisadora e dos distribuidores helicoidais, o que lhe permite antecipar as ações e os ajustes necessários para assegurar uma aplicação contínua e de acordo com as especificações do projeto.

Compactadores

A gama de produtos Volvo voltados para a construção rodoviária está completa com o lançamento do compactador de asfalto DD38HF, de 3.800 quilos, para ser utilizado em projetos de compactação menores, e do compactador pneumático Volvo PT220, de 24 toneladas, ideal para a conclusão das etapas de construção de pavimentos flexíveis.

O DD38HF possui um sistema automático vibratório, que evita a vibração com o equipamento parado, o que provocaria danos à camada de asfalto. “O compactador DD38HF de duplo tandem é uma máquina que sempre obtém um desempenho uniforme e preciso”, declara Babliton Cardoso, gerente de equipamentos rodoviários da Volvo CE LA. Essa máquina tem também rolamentos livres de manutenção no sistema vibratório. Eles são lubrificados com graxa à base de lítio para suportar temperaturas e velocidades de rotação mais altas.

Já uma característica importante do compactador pneumático PT220 é a sobreposição dos pneus para uma cobertura completa. “É uma máquina muito versátil, pois pode ser usada em diferentes tipos de solo, desde os granulares até os argilosos”, acrescenta o gerente. “Esse produto tem uma série de vantagens: proporciona grande visibilidade para o operador, alta produtividade na operação e pode ser utilizado tanto em obras rodoviárias como em trabalhos urbanos”, completa.

Centro de treinamento

Além dos lançamentos, a fabricante inaugurou o Road Institute Latin America, uma iniciativa que tem como objetivo aumentar os conhecimentos sobre a utilização de equipamentos de construção rodoviária, bem como disseminar boas práticas durante a execução de obras. O instituto promoverá, na fábrica da Volvo em Curitiba-PR, tanto cursos teórico-práticos orientados àqueles que trabalham com execução de obras rodoviárias, como seminários direcionados àqueles que planejam, coordenam e executam esse tipo de obra.

São várias pistas preparadas para treinar os participantes a ajustar, operar e controlar as manobras típicas de equipamentos como motoniveladoras, vibroacabadoras e compactadores. As pistas foram construídas para simular operações reais realizadas em construção de estradas, como pavimentação em curvas com superelevação, transições, e utilização de sensores de nivelamento.