Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Cresce o uso de escavadeira e retroescavadeira no agronegócio

Utilização dessas e outras máquinas de construção da linha amarela na agricultura abre perspectivas para as empresas expandirem o uso de seus produtos

Publicado em: 29/04/2016Atualizado em: 04/10/2019

Texto: Redação PE

Redação PE

Único setor com Produto Interno Bruto (PIB) positivo em 2015, o agronegócio sinaliza bom desempenho também para 2016. De acordo com a Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja/ MT), haverá um possível aumento em decorrência do crescimento desses commodities na safra 2015/ 2016. Para isso, fazendas de grãos e segmentos da pecuária precisam utilizar tecnologias adaptadas às rotinas de trabalho, com infraestrutura que dê sustentação de desenvolvimento e escoamento da produção.

Na abertura da 23ª Agrishow, realizada de 25 a 29 de abril em Ribeirão Preto, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, comentou sobre as perspectivas do setor agrícola no estado. “Estamos passando por uma grave recessão e o agronegócio está conseguindo segurar o emprego”, afirma. Para o ministro da Defesa, Aldo Rebelo, agricultura e pecuária contribuem para gerar um setor mais dinâmico de empregos. “Nesses dias difíceis, são esses setores quem respondem e carregam nas costas o Brasil e fazem com que o agronegócio seja o único segmento, além do aeroviário com superávit”, diz.

Isso significa que enquanto as vendas da linha amarela para o setor da construção estão baixas, o agronegócio é cada vez mais atraente. Nesse aspecto, entram máquinas como retroescavadeiras, pás carregadeiras, escavadeiras, equipamentos compactos e manipuladores telescópicos para cumprirem um papel crucial em uma série de atividades, que vão desde o deslocamento de materiais até a manutenção das estradas de acesso à lavoura e escoamento da produção.

Linha agrícola e florestal

A XCMG lançou na Agrishow a linha agrícola e florestal, composta por equipamentos modernos e de alta qualidade. De acordo com a fabricante, a estrutura e funcionalidades dessas máquinas proporcionam eficiência, segurança e produtividade durante a operação, adaptando-se facilmente a terrenos irregulares. A linha tem design à prova de detritos advindos da operação florestal, o que aumenta sua vida útil e confiabilidade. Na colheita florestal, áreas de processamento, agricultura, logística ou outras indústrias, esses produtos florestais cumprem requisitos de confiabilidade, eficiência e versatilidade.

Potência aliada à simplicidade

A SDLG e seu distribuidor Tracbraz mostraram os produtos focados no agronegócio. De acordo com o fabricante, são equipamentos versáteis, potentes e de simples manutenção e estão sendo cada vez mais utilizados em tarefas direcionadas para a agricultura e outras atividades correlatas. As empresas apresentaram no estande as carregadeiras LG918, LG933 e LG936, que também operam com garfo e são úteis em diferentes tarefas na propriedade rural, e a escavadeira LG6150. A carregadeira LG918 é equipada com uma caçamba de 1,0 metro cúbico e capacidade de carga de 1,8 toneladas. De porte um pouco maior, a carregadeira LG933 é utilizada para carregar big bags, as sacarias de alta resistência empregadas para levar fertilizantes e outros produtos do campo.

Condições especiais

A Scania promoveu na feira condições especiais da sua linha 2016 e de alguns serviços (programas de manutenção, lubrificantes, reforma de motores e reparos de unidades injetoras). A fabricante expôs quatro caminhões da gama 2016, além de soluções de serviços para a cadeia da cana e grãos, como o off-road G 440 6x4, os rodoviários Streamline Highline R 480 6x4 e Streamline Highline R 620 e o semipesado P 310 8x2. No estande também foi apresentado um motor industrial DC13 74A, para diversos tipos de aplicações severas, especialmente nos setores agrícola (colhedoras, bombas de irrigação e tratores), industrial e de construção, em equipamentos originais ou repotenciamento.

Nova retroescavadeira

A JCB exibiu na Agrishow a recém-lançada retroescavadeira JCB 3CX, máquina desenvolvida como parte de um projeto global, em que o Brasil foi escolhido como um dos mercados prioritários, e que tem como foco o crescimento da atuação da empresa no país. Além da 3CX, os visitantes puderam conhecer o portfólio de máquinas da marca, composto por uma gama de produtos que prestam suporte à cadeia produtiva agrícola, gerando eficiência e baixo custo operacional aos produtores rurais.

Linha amarela na lavoura

A Case Construction Equipment mostrou as máquinas mais utilizadas no agronegócio, como o trator de esteiras 1150L, a retroescavadeira 580N, a motoniveladora 865B, a escavadeira hidráulica CX220C e a pá carregadeira 721E versão canavieira. De acordo com a Case, o trator de esteiras faz limpeza de terrenos e a preparação do solo para o plantio, com a vantagem das esteiras terem maior aderência ao solo em terrenos mais instáveis, como regiões úmidas, que podem levar o equipamento a derrapar. Já a retroescavadeira 580 modelo CK foi o primeiro modelo a chegar ao Brasil, importada por agricultores do Rio Grande do Sul para trabalhar na cultura de arroz irrigado. É utilizada no agronegócio, para carregamentos em geral, preparo de solo, curva-de-nível, entre outras aplicações.

Tecnologias FleetForce e FleetGrade

A New Holland Construction apresentou na Agrishow 2016 as pás-carregadeiras 12D e W130, retroescavadeira B90B, tratores, telehandlers, entre outras máquinas. Mas as tecnologias como o FleetForce, sistema de telemetria, e o FleetGrade, que garantem total controle e produtividade nos trabalhos, chamaram a atenção. Esses instrumentos visam acompanhar em tempo real a eficiência dos equipamentos, identificar melhorias de operação e reduzir os custos devido à maior precisão dos trabalhos. Essas retroescavadeiras, por exemplo, podem ser usadas em diversas aplicações ligadas ao agronegócio, como nas culturas de soja, milho, arroz, trigo, cana-de-açúcar, e na pecuária.

Entenda a aplicação dos equipamentos de construção na lavoura:

- Escavadeiras hidráulicas: utilizadas nas usinas canivieiras para a formação de curvas de nível, preparo de solo e limpeza de rios e mananciais;

- Pás-carregadeiras: aplicadas principalmente no transporte de bagacinho – pó extraído da moedura da cana destinado à geração de energia;

- Retroescavadeiras: têm elevada importância para trabalhar na manutenção de estradas e no dia a dia das fazendas;

- Manipuladores telescópicos: aplicados em várias situações: no campo para carregamento de big bags de adubo, gesso, calcário e fardos de palhas geradoras de energia (biomassa), sementes a granel ou em pallets, dentro de usinas de cana de açucar e alcool para carregamento e armazenagem de big bags de açúcar e fertilizantes. Na pecuária de corte ou leiteita, atuam no carregamento de silagem (alimento do gado), ração, fardos de feno, etc;

- Minicarregadeiras: ideais para trabalho em fazendas e granjas, tanto para limpeza ou manipular materiais (ração, fardos, sementes, etc) em pequenos locais onde máquinas maiores não conseguem entrar.

 

Colaboraram para esta matéria

Agrishow 2016 (organização)

Case Construction Equipment

JCB

New Holland Construction

Scania

SDLG

XCMG