Cresce o uso de industrializados de concreto

Uso desses métodos construtivos alcançou a execução de moradias populares.

Publicado em: 29/06/2011

Texto: Redação AECweb



Entrevista: Ricardo Moschetti.

Cresce o uso de industrializados de concreto

Redação AECweb

Os sistemas industrializados de concreto, como o pré-moldado, o pré-fabricado e o concreto usinado moldado in loco, ganham espaço nos canteiros por racionalizam recursos humanos e assegurarem maior produtividade na execução da obra. O engenheiro Ricardo Moschetti, gerente regional da ABCP – Associação Brasileira de Cimento Portland -, em entrevista ao AECweb, lembra que o uso desses métodos construtivos deixaram de ser privilégio dos edifícios comerciais e alcançaram a execução de moradias populares. “É muito vantajoso para obras que exigem escala, o que se aplica ao setor de moradias de interesse social”, reforça Moschetti.

AECweb - Com a expansão da construção civil nos últimos anos, cresceu o emprego dos sistemas industrializados de concreto?
Ricardo Moschetti - Sim. Os métodos construtivos industrializados têm se popularizado junto às construtoras, por antecipar o retorno do investimento, cumprir prazos rígidos, cada vez mais estreitos, racionalizar o uso da mão de obra, inibir incorreções na compra de materiais e permitir um canteiro livre de resíduos.

AECweb - O uso desses sistemas em obras de infraestrutura ou de grandes edifícios comerciais/corporativos é mais comum do que no setor habitacional, ou isso está mudando com o Minha Casa, Minha Vida?
Moschetti - O uso de sistemas industrializados é muito vantajoso para obras que exigem escala, o que se aplica ao setor de moradias de interesse social. Em 2001, lançamos o projeto Casa 1.0®, em analogia ao carro 1.0. Hoje, cerca de 40 mil unidades habitacionais são exemplos de moradia de qualidade, de custo acessível. Programas como o Minha Casa, Minha Vida reforçam nossas expectativas quanto ao aumento da demanda de métodos industrializados também nesse setor, ao passo que ampliam a procura pelas construtoras por alternativas que requeiram sistemas competitivos com qualidade.

Cresce o uso de industrializados de concreto

AECweb - Onde o método tem aplicação ideal?
Moschetti - Os sistemas podem ser aplicados em todos os tipos de projetos, como prédios multipavimentos, residências, galpões industriais, shoppings, escolas, hospitais, túneis, pontes, presídios, silos, cisternas, entre outros.

AECweb - Quais as restrições no uso de cada um deles?
Moschetti - Não existem restrições. Os métodos construtivos industrializados podem ser aplicados em praticamente qualquer tipo de construção, sendo possível também integrá-los à construção convencional.

AECweb - Qual o custo em relação aos sistemas convencionais produzidos no canteiro?
Moschetti - Os sistemas oferecem um excelente custo benefício e suas vantagens vão muito além do próprio custo, já que a tecnologia evita incorreções na execução do projeto e desperdício de material, é mais correta ecologicamente, além de ser sinônima de segurança e qualidade.

AECweb - Quando e como devem ser utilizados os sistemas mistos?
Moschetti - Sempre que a construção apresentar características diferentes nas suas partes, pode-se optar por sistemas mistos. O cálculo deve ser feito em conjunto, respeitando as características físico-mecânicas de cada material.

AECweb - Parede de concreto em fôrma de PVC é um sistema já aceito pelo mercado? Há cases?
Moschetti - Sim, temos o exemplo de São Luiz do Paraitinga. A cidade, que fica a 178 Km da capital paulista, foi arrasada por uma enchente em 2010. Com o uso do sistema de Concreto PVC – sistema de paredes monolíticas formado por perfis leves de PVC – foi possível construir 150 casas em menos de seis meses, favorecendo famílias desabrigadas. O sistema permite um encaixe simples e prático dos módulos, que são preenchidos com concreto e aço estrutural. Em outras palavras, os painéis atuam como uma fôrma, confinando o concreto que constitui a edificação.

Cresce o uso de industrializados de concreto

AECweb - Para as construtoras habituadas a produzir concreto no canteiro, quais as dificuldades técnicas na especificação do pré-fabricado?
Moschetti - Não se pode dizer que existam dificuldades técnicas ou de qualquer outra natureza por parte das construtoras que optam pelo pré-moldado ao invés do pré-fabricado. A demanda de mercado abrange as duas soluções construtivas e o método escolhido é determinado na negociação.  Em ambas as situações haverá necessidade da presença de um tecnologista de concreto.

AECweb - Quais os erros mais comuns na especificação dos sistemas industrializados de concreto?
Moschetti - Os cuidados começam por um bom projeto, bem coordenado e com especificações de acordo com as normas. O controle de qualidade de materiais e de processo também são importantes para o desempenho do sistema.

Redação AECweb