Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Dicas para especificar a coifa ideal para a sua cozinha

A escolha da coifa deve ser realizada a partir do projeto da cozinha, considerando o tamanho do ambiente, o sistema utilizado – exaustão ou depuração – e a vazão

Publicado em: 13/01/2015Atualizado em: 19/02/2020

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

coifa

A coifa pode funcionar de duas maneiras: como exaustor ou depurador. “Como exaustor, a fumaça da cozinha é eliminada por meio de uma saída, a tubulação para o ambiente externo. Esta opção é a mais funcional, já que além da coifa absorver a gordura nos filtros, a cozinha fica livre do ar quente, da fumaça e do cheiro. Quanto ao depurador, ele é utilizado quando não há a possibilidade de jogar o ar para fora do ambiente. Sua função é a absorção da gordura. Há, ainda, a questão estética: atualmente as coifas primam por um design sofisticado e moderno”, afirma Alexandre Serai, diretor Comercial da Tuboar Coifas.

Com a coifa, a fumaça da cozinha é eliminada por meio de uma saída, a tubulação para o ambiente externo. Quanto ao depurador, ele é utilizado quando não há a possibilidade de jogar o ar para fora da cozinha. Sua função é somente a absorção da gordura
Alexandre Serai 

A escolha da coifa deve ser realizada a partir do projeto da cozinha, levando em consideração o tamanho do ambiente, se é integrado à sala, o estilo e as cores dos armários, se a bancada será em ilha ou na parede e qual será o sistema utilizado – exaustão ou depuração. É importante observar também a vazão da coifa, ou seja, o volume de ar ‘sujo’ que o equipamento consegue retirar do ambiente durante um determinado período de tempo. A unidade para vazão das coifas é m³/h. “Além da vazão, é importante checar a qualidade do material e suporte técnico. São desenvolvidos também projetos sob medida, em que o equipamento se adapta à necessidade do cliente”, comenta Serai.

O ideal é que no projeto de arquitetura seja contemplada a instalação da coifa e dos dutos exaustores, se for esse o caso, além do ponto elétrico. “Mas vale a pena reformar a cozinha para o melhor funcionamento do equipamento. Para que ele possa ser utilizado no modo exaustão, com maior eficiência, a saída de ar pode ser feita diretamente na parede, no teto ou por meio de uma tubulação bem dimensionada”, afirma o diretor.

cozinha-residencial

Segundo ele, a distância ideal entre a coifa e a superfície do fogão deve ser de 80 cm. “Existem coifas residenciais, industriais e de churrasqueira que podem ser adaptadas em fogões de ilha ou de parede. Os acabamentos disponíveis no mercado são em aço inox escovado, esmaltadas, em vidro temperado e aço inox. Os tamanhos partem de 59 cm, porém, é possível executar um projeto dimensionando a coifa de acordo com a necessidade, como nos casos em que o fogão está agregado à chapa e ao grill”.

A coifa deve seguir o estilo da decoração da cozinha e das cores dos armários. “São diversos modelos que podem variar de acordo com a necessidade do projeto e o gosto do consumidor, com opções desde as clássicas e tradicionais às modernas e sofisticadas”, diz Serai. Para a instalação é fundamental o uso de mão de obra especializada. “Recomenda-se a escolha de empresas com equipe própria e muito bem treinada, para que seja feita a instalação dos equipamentos de acordo com o projeto desenvolvido”, alerta.

Os tamanhos partem de 59 cm, porém é possível executar um projeto dimensionando a coifa de acordo com a necessidade, como nos casos em que o fogão está agregado à chapa e ao grill
Alexandre Serai

LIMPEZA E MANUTENÇÃO

A coifa deve ser limpa, frequentemente, conforme o uso. “Os filtros precisam ser lavados, deixando-os de molho em água morna com detergente líquido, ou em lava-louças sem uso de detergente, somente no ciclo com água quente. A coifa em aço inox deve ser limpa no mesmo sentido do escovado com sabão, detergente ou limpa inox. E nunca utilizar palhas de aço ou esponjas que, provavelmente, riscarão o inox. Após a limpeza, aplicar silicone líquido – o mesmo utilizado em painéis de automóveis –, ou brilho inox, eliminando assim possíveis manchas e restaurando o brilho do aço. E para finalizar, passar uma flanela limpa, para o inox readquirir seu aspecto original. A coifa esmaltada deve ser limpa com um pano umedecido com sabão de coco ou similar neutro”, explica o diretor.

COIFAS INDUSTRIAIS

A coifa em aço inox deve ser limpa no mesmo sentido do escovado com sabão, detergente ou limpa inox. E nunca utilizar palhas de aço ou esponjas que, provavelmente, riscarão o inox
Alexandre Serai

Cozinhas industriais em empresas, restaurantes, hotéis e escolas exigem coifas com maior potência. “O equipamento deve ter uma exaustão bem dimensionada, para atender a uma demanda maior. Algumas empresas desenvolvem soluções e projetos personalizados”, diz Serai, acrescentando que os modelos são desenhados sob medida, porém com poucas variações estéticas, já que o mais importante é a eficiência do produto.

“A limpeza externa e interna da coifa industrial deve ser feita diariamente após o uso, com água morna e detergente, para evitar o acúmulo de gordura. A recomendação é a mesma das coifas residenciais: não utilizar palhas de aço ou o lado áspero das esponjas, para não riscar o inox. Sugerimos também a limpeza diária dos filtros, para que não fiquem saturados de gordura, dificultando a faxina posterior, além de comprometer o bom funcionamento do equipamento”, conclui.

Colaborou para esta matéria

Alexandre Serai – 49 anos. É diretor Comercial da Tuboar Coifas há 26 anos.