Forros de PVC: conheça vantagens e saiba escolher o modelo ideal

Disponível em dois modelos, o forro de PVC pode ser utilizado em projetos que desejam um visual mais simples e que não necessitem de grande isolamento termoacústico.

Publicado em: 11/04/2018Atualizado em: 18/10/2022

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Com baixo custo, os forros de PVC são ideais para ambientes com estética simples (créditos: shutterstock.com/hxdbzxy e shutterstock.com/BennTheBeats)

Na fase de acabamento de uma obra, uma das muitas dúvidas que surgem é referente ao tipo de forro a ser utilizado. Além do gesso e da madeira, um material bastante empregado é o PVC (Policloreto de Polivinila), que pode ser usado de duas formas: modular e réguas.

O forro de PVC apresenta um visual clean e simples. Tem diversas opções de cores e pode ser aplicado em ambientes residenciais, comerciais, corporativos e industriais. Ele também tem manutenção simples, bastando limpar com água e sabão. Contudo, se for necessário realizar algum reparo, a peça toda (módulo ou régua) deverá ser trocada.

Os forros modulares permitem manutenção da parte superior, por exemplo, em locais onde existem instalações elétricas e hidráulicas
Mariana Crego

Com preço médio que varia entre R$ 15 a R$ 30 reais por m², o forro de PVC tem um custo-benefício bastante razoável. Além disso, não propaga chama e é considerado um material leve, o que facilita a instalação. “Por ser leve, é bastante utilizado em reformas residenciais com trocas de forros pois sua instalação não ocasiona danos e/ou sobrecargas aos telhados já existentes”, explica Mariana Crego, arquiteta titular do Studio Mariana Crego.

Embora simples, a instalação deve ser feita com muito cuidado, pois a aplicação incorreta pode ocasionar a formação de uma “barriga” no forro, o que pode acabar prejudicando a estética. Mas o principal ponto negativo dessa solução é em relação ao isolamento termoacústico, que é praticamente inexistente. “Para essa função, deve-se instalar uma manta térmica junto ao forro”, recomenda Davinson Roberto Guelfi Junior, especificador técnico da RV Plastic.

Confira os produtos disponíveis no Portal AECweb
Veja fornecedores de forro de PVC no Portal AECweb

MODULAR

Ao adquirir os forros, é importante observar se o produto possui um selo de qualidade que assegura que ele foi fabricado de acordo com as normas técnicas vigentes
Mariana Crego

Ideal para ambientes comerciais e industriais, o forro de PVC modular geralmente apresenta formatos quadrados e suporta temperaturas de até 45 °C. Encaixado em uma estrutura de perfil aparente, pode ser facilmente removido e reaplicado. Suas principais características são a praticidade e a facilidade de limpeza. “Os forros modulares permitem manutenção da parte superior, por exemplo, em locais onde existem instalações elétricas e hidráulicas”, afirma Crego.

Confira também:

Acessórios para forro

Forros acústicos

Forros Termo acústicos

RÉGUAS

Utilizado mais como elemento decorativo, o modelo em réguas é ideal para ambientes residenciais. Disponível em várias tonalidades, inclusive com estampas semelhantes à madeira, é versátil e garante fácil adaptação a qualquer ambiente. Sua aplicação é feita através de um encaixe macho-fêmea e, quando comparado aos modulares, apresenta custo mais baixo. Porém, se for necessário acessar a parte superior do forro, a dificuldade será maior.

“Ao adquirir os forros, é importante observar se o produto possui um selo de qualidade que assegura que ele foi fabricado de acordo com as normas técnicas vigentes”, alerta Crego.

NORMA TÉCNICA

A norma técnica vigente para os forros de PVC é a ABNT NBR 14285:2014 - Perfis de PVC rígido para forros, que está dividida em 3 partes:

• NBR 14285-1: Requisitos de desempenho e de durabilidade
• NBR 14285-2: Métodos de ensaio
• NBR 14285-3: Procedimentos para estocagem, manuseio, instalação e operação, para forros de PVC

Leia também:

Escolha do forro deve seguir o conceito do projeto
Forros de PVC: saiba instalar

Colaboração técnica

Mariana Crego  – Formada em Arquitetura e Urbanismo pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) com Pós-Graduação em Urbanismo na Escola da Cidade e tendo cursos adicionais, como design náutico na FAAP e Arte e Arquitetura na FUA (Florence University of the Arts), Mariana Crego fundou o Studio Mariana Crego, com sede em São Paulo e na cidade paulista de Santos. A arquiteta de 25 anos participou por duas vezes da Casa Cor São Paulo, principal mostra de arquitetura, design de interiores e paisagismo das Américas.
Davinson Roberto Guelfi Junior  – Especialista técnico da RV Plastic.