Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Forros metálicos oferecem bom desempenho acústico a aeroportos e indústrias

Ao especificá-los projetista deve considerar características mecânicas da laje de sustentação e estar atento à modulação para evitar cortes na instalação

Publicado em: 15/02/2013Atualizado em: 22/10/2021

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

(Foto: Ritikorn Chaikut/Shutterstock)

Aeroportos e indústrias costumam ter demandas bastante específicas quanto a materiais arquitetônicos. No caso de forros, os metálicos são uma opção que responde bem a requisitos de durabilidade e praticidade comumente exigidos em projetos para esses espaços. Há alguns anos o Brasil conta com vários fabricantes de forros metálicos, facilitando a especificação e uso do produto.

A definição do modelo de forro metálico mais indicado depende do projeto e das necessidades particulares da edificação, afirma o engenheiro Paschoal Guglielmi, diretor Comercial da Owa. “De modo geral, indústrias ou edifícios que recebem grande fluxo de pessoas devem priorizar produtos de fácil manuseio para que os acessos de manutenção sejam muito rápidos”, indica o engenheiro.

Em aeroportos, informa Mario Orlando Santos, da fabricante Refax, os modelos mais utilizados nas áreas de circulação e halls são os baffles, as colmeias e os forros lineares, em função do melhor desempenho acústico e forte apelo decorativo. Nas áreas administrativas, aparecem com frequência modelos modulates, como o Clip-in e o Tegular, pois facilitam o acesso sobre o forro. “Em indústrias, os modelos lineares são muito aplicados em setores que requerem estanqueidade e higienização, e os modelos modulares nas áreas administrativas”, detalha.

Com relação à matéria-prima, é importante ter em mente que o alumínio é o que apresenta maior resistência à oxidação, sendo por isso o mais indicado para projetos em regiões próximas ao mar. O profissional da Refax explica que o aço zincado e o aluzinc também têm boa resistência, porém, esta é prejudicada quando as chapas são cortadas ou perfuradas, porque a camada de revestimento é rompida gerando pontos de oxidação.

Conheça os tipos mais indicados para aeroportos e indústrias

BAFLLE - Composto por painéis verticais, que são unidos por meio de junta de intersecção. A fixação é feita por meio de porta-painéis. Para melhor desempenho acústico, os painéis podem ser perfurados e ganhar materiais absorventes.

Aeroporto Internacional Galeão - Rio de Janeiro-RJ (Foto: Divulgação Remaster)

COLMEIA - Composto por grelhas quadriculadas, que são apoiadas sobre perfis padrão T invertido. Os fabricantes oferecem diferentes modelos, com formatos e design variados. Uma das vantagens é a fácil remoção das grelhas para acesso aos subsistemas e a possibilidade de agregar isolantes.

Forro Colmeia (Foto: Divulgação Refax)

LINEAR - As lâminas retangulares, com cantos curvos ou retos, são dispostas lado a lado e encaixadas no porta-painel por meio de diferentes sistemas, dependendo do fabricante e do modelo do forro. O aspecto retilíneo é um dos principais atributos. Os painéis podem ser lisos ou perfurados e, neste caso, receber elementos termoacústicos.

TEGULAR - De aspecto modular, o sistema é formado por bandejas com acabamento tegular que se apoiam sobre a estrutura do perfil padrão T, criando um rebaixo em torno destas. Para acesso aos subsistemas, basta suspender e mover as bandejas. Painéis perfurados também podem receber absorventes acústicos.

Forro Tegular aplicado em área administrativa (Foto: Divulgação Remaster)

CLIP-IN - As bandejas quadradas têm bordas com chanfros, permitindo que sejam clicadas ao perfil. Como a estrutura de sustentação não fica aparente (junta seca), o visual é contínuo e reticulado. Desempenho acústico ampliado com a perfuração dos painéis e aplicação de componentes absorventes.

Commodity e Especiais

Basicamente, os forros metálicos são compostos por painéis e chapas fabricadas em alumínio, aço ou aluzinc. Para maior resistência, as superfícies recebem tratamentos especiais, como pintura eletrostática a pó. As opções são múltiplas: há forros lisos, verticais, em colmeia, em grelhas, entre outros. Segundo o sócio-diretor da Remaster Tecnologia, Vinicius Jubilut, pode-se dividir os produtos oferecidos no mercado brasileiro em duas categorias. Os tipos commodity, que são aqueles com dimensões e formatos definidos pelos fabricantes, enquanto os especiais são customizados para atender especificações de determinado projeto. Essa versatilidade é um dos pontos fortes do produto, em comparação com forros minerais ou de gesso acartonado, por exemplo. Além de formas variadas, os forros metálicos são oferecidos em diversas cores. Do ponto de vista técnico, o principal atributo, considera Vinicius Jubilut, é a resistência mecânica, que está relacionada à matéria-prima metálica. A característica garante longa vida útil ao produto, apesar dos constantes monte-e-desmonte a que é submetido pelas equipes de manutenção quando vão acessar os subsistemas (elétrico, iluminação etc.) instalados acima do forro.

Forro especial (Foto: Divulgação Remaster)

EspecificaÇÃo criteriosa

O projetista deve estar atento, principalmente, à modulação do forro metálico, de forma a evitar cortes no momento da instalação. A orientação é de Paschoal Guglielmi, da Owa. “O bom projeto deve prever que as placas não precisem de cortes para adaptá-las à dimensão do teto.” O profissional indica também atenção às características mecânicas da laje de sustentação e à necessidade de absorção acústica.

A compatibilização do material com instalações de iluminação, ar-condicionado, cabeamento, sprinkles, entre outras, é favorecida pelo fato de que a maior parte dos forros metálicos (em especial, os modulares) é fabricada para se integrar facilmente a esses subsistemas. Porém, é sempre importante considerar antecipadamente as interfaces.

Desempenho acÚstico 

O melhor desempenho acústico dos forros metálicos é alcançado pela microperfuração das placas e pela aplicação de materiais absorventes acústicos aos elementos do forro, como mantas de lã de rocha ou vidro, ou ainda placas de fibra mineral. “O metal perfurado permite que a manta exerça função acústica, mas não contribui diretamente para a absorção”, explica Paschoal.

Vantagens

Algumas das características dos forros metálicos que estão alinhadas às necessidades dos projetos de indústrias e aeroportos:

• Como as placas metálicas são de material resistente e robusto, podem ser manipuladas constantemente;
• Os modelos modulares facilitam o acesso sobre forro para manutenção de instalações;
• Podem ser lavados e repintados sem perda de características técnicas;
• Não permitem a proliferação de fungos ou ácaros, característica importante quando se considera áreas industriais com requisitos de higiene;
• De acordo com as necessidades específicas de desempenho acústico, podem receber outros materiais complementares, como lãs minerais;
• Mercado oferece grande variedade de formas e cores, permitindo adaptação às necessidades específicas de cada projeto;
• Tem alta resistência à umidade;
• São incombustíveis.