Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Inovação leva a execução de fachadas a novos patamares

Com elementos industrializados, sistema de fachadas leves reduz custos e prazos de execução, além de diminuir desperdícios e a ocorrência de patologia

Publicado em: 09/02/2022Atualizado em: 22/02/2022

Texto: Juliana Nakamura

Execução do sistema industrializado de fachada
A execução do sistema industrializado leve tem menor demanda por mão de obra (Foto: Divulgação/Saint-Gobain)

O movimento de inovação, acompanhado da maior demanda por soluções que ofereçam desempenho, sustentabilidade e produtividade, tem gerado transformações na indústria da construção. Uma das mais notáveis é o desenvolvimento dos sistemas leves e industrializados para a execução de fachadas de edifícios verticais e horizontais. Já presente em obras de grandes players do setor, essa tecnologia é composta por perfis estruturais de aço leve, elementos de isolamento térmico e acústico, placas de fechamento (cimentícias e/ou de drywall) e materiais complementares – sistema validado e fornecido integralmente pela Saint-Gobain no Brasil.

GANHOS EM SÉRIE

Tradicionalmente, a execução de fachadas é uma etapa crítica para os construtores por ser intensiva em mão de obra, exigir muito esforço gerencial, além de ser bastante suscetível a manifestações patológicas que culminam em despesas inesperadas e desgastes com os clientes.

Com o sistema industrializado leve, além do maior controle sobre o desempenho, o construtor pode reduzir o custo de fundação e de estruturas, além de diminuir drasticamente o consumo de água e a geração de resíduos no canteiro
Nelson Zanocelo Junior

“Com o sistema industrializado leve, além do maior controle sobre o desempenho, o construtor pode reduzir o custo de fundação e de estruturas, além de diminuir drasticamente o consumo de água e a geração de resíduos no canteiro”, pontua Nelson Zanocelo Junior, diretor da Unidade de Negócios Fachadas na Saint-Gobain. “Para completar, a execução é mais rápida, com menor demanda de mão de obra. Isso proporciona diversos ganhos indiretos, como o recebimento antecipado do investimento, menos tempo com canteiro de obras ativo, liberação antecipada dos acabamentos internos, redução de riscos etc.”, continua o executivo. O sistema de fachadas leves viabiliza uma ampla variedade de tipologias, permitindo compor paredes para atender às mais diferentes solicitações testadas e aprovadas com base nos valores estabelecidos pela ABNT NBR 15.575 — Edificações Habitacionais: Desempenho.

Um estudo conduzido pela Saint-Gobain comparou o cronograma de execução e os custos de um mesmo empreendimento realizado com fechamento externo de blocos cerâmicos e com as fachadas leves. “O trabalho concluiu que o sistema industrializado pode reduzir em 30% o custo de fundação e estrutura, diminuir em 33% os gastos com a geração de resíduos e abreviar em 15% o prazo de conclusão da obra”, adiciona Guilherme Oliveira, chefe de produtos na Saint-Gobain.