Obra pronta? Veja o que deve ser feito na hora da limpeza

Não é só construir ou reformar. É preciso selecionar empresas especializadas numa boa faxina para conservar limpo tudo o que foi construído

Publicado em: 30/09/2014Atualizado em: 15/06/2021

Texto: Redação PE

Cuidar da limpeza de cada detalhe é uma das principais preocupações ao término de uma obra, já que sempre sobram resíduos de massas e tintas decorrentes da grande quantidade de sujeira e entulhos. Por isso é fundamental escolher empresas especializadas para cuidar da limpeza.
No Brasil, existem diversas empresas que realizam serviço de limpeza de obras, umas mais conhecidas, outras que começam a emergir. Todas, porém, empenhadas em fornecer o melhor resultado final.

Há 26 anos, a empresa paulistana MCA fornece equipamentos de limpeza para empresas, construtoras e condomínios habitados. Os principais equipamentos negociados são enceradeiras, lavadoras de piso, lavadoras de alta pressão, além de varredoras e aspiradores, sendo todas elas de diferentes preços e tamanhos. Dessas, a varredoura é a mais cara, com valor de até 2.100 reais dependendo do porte. Ela é usada com bastante frequência em garagens de prédios e andar térreo de edifícios, onde há um acúmulo maior de poeira.

Antonio Augusto, diretor comercial da MCA Limpeza, afirma que esse mercado está em evolução constante: “O setor busca a cada dia mais alternativas. Hoje em dia com a falta de água na capital, um bom equipamento é a lavadora automática, pois ela lava e seca ao mesmo tempo, com pouco volume de água. Hoje com 70 litros, a automática faz até 300 metros quadrados. O preço varia de 8 a 40 mil reais“, completa Antonio.

Leia também: O que é manutenção predial e quais os principais serviços? Entenda

Faxinas para todos os tipos de obras

A Líder Limpeza realiza faxinas em obras para atender a todos os tipos de público. A companhia trabalha em pós-obra, limpeza em eventos, pré-mudança e limpezas especiais. Valdenice Marçal, sócia–proprietária da empresa, explica um pouco sobre o trabalho:

“No nosso serviço não cobramos por metro quadrado. Antes de tudo, é feita uma avaliação no local. Ela é sem custo algum para o cliente. Assim, o técnico vai me dizer tudo que tem no imóvel, de acordo com o revestimento”, informa.

Os principais produtos usados são: enceradeira industrial, máquina de lavar de alta pressão, lâmina importada para limpeza de vidros. Porém, a maioria dos produtos é de origem nacional. O mais caro usado em limpeza de pós-obra é a lavadora automática de pisos da marca Alfa Tennant, com valor entre 6 a 7 mil reais. E a importância de bons materiais é imprescindível, relata Valdenice.

“Por muitas companhias utilizarem equipamentos mais baratos e errados para determinada situação, surgem problemas de piso riscado e manchado, além de manchas em azulejos, criando assim um problema para o consumidor. Muitas, inclusive, atrasam a entrega, deixando quem contratou o serviço na mão”.

A Faleiros Construtora e Incorporadora, que atua na construção de imóveis residenciais na Grande São Paulo, diz que o trabalho completo leva geralmente de dois a três meses para se fazer uma limpeza geral em uma obra de 400 unidades, mas que algumas vezes o serviço atrasou, de acordo com Claudinei Faleiros, um dos sócios da empresa:

“A faxina é sempre feita de acordo com a nossa necessidade em determinada obra. Mas sempre tem contratempo, acabam atrasando, surgem dificuldades. Dependendo do local, a mão de obra é mais complicada. Existem regiões em que é mais difícil encontrar esses profissionais”.

Construtoras preferem empresas especializadas em limpeza

Apesar de existirem alguns contratempos, as construtoras escolhem contratar empresas do mercado, economizando tempo e dinheiro. A Faleiros Construtora e Incorporadora negocia apenas com firmas especializadas em seus empreendimentos, como garante Claudinei.

“Normalmente temos algumas prestadoras de serviços da Faleiros para limpeza pós-obras. Na realidade, somos acostumados a trabalhar com empresas terceirizadas, a gente aproveita na limpeza também”.

O sócio afirma ainda que adquirir um serviço de faxina é a melhor forma. “Nossos clientes ficam satisfeitos, acredito que as empresas estão atendendo nossas necessidades”, arremata.
Outro exemplo é a Haruo Ishikawa Engenharia, que constrói imóveis residenciais e comerciais em São Paulo.

“A qualidade das máquinas utilizadas pelas empresas especializadas são muito melhores do que se fizermos o serviço por nossa conta. Além disso, eles usam material certo para cada tipo de piso, azulejo, com máquinas bem mais potentes”, explica Cícero Santos, do departamento de suprimentos da empresa. Segundo ele, todas as empresas de limpeza contratadas pela Ishikawa cumpriram o prazo estabelecido para terminar o serviço.

 

Colaboraram para esta matéria

Valdenice Marçal – sócia-proprietária da Líder Limpeza
Claudinei Faleiros – sócio da Faleiros Construtora e Incorporadora
Antonio Augusto – diretor comercial da MCA Limpeza
Cícero Santos – departamento de suprimentos da Haruo Ishikawa Engenharia