Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Por que usar lã de vidro para isolamento térmico e acústico?

Ela cria uma barreira de calor que reduz a radiação que penetra em ambientes e sistemas, dissipando esse calor por entre as tramas. Já o som reverberado entra nas tramas da lã de vidro e se dissipa naturalmente

Publicado em: 27/06/2023Atualizado em: 21/07/2023

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

foto de uma pessoa segurando uma espátula e uma tabua com argamassa líquida em cima
(Foto: Shutterstock)

A lã de vidro é um isolante térmico e acústico, conhecida pelo uso em sistemas de drywall, light steel frame ou fachadas leves. Está presente na cobertura dos galpões do segmento de obras comerciais e de logística e, ainda, em outros mercados como o do agronegócio compondo a cobertura de aviários, e da indústria, nos forros como isolante em automóveis e eletrodomésticos.

Veja também: Negociação e compras para construção civil

O que é a lã de vidro?

“A lã de vidro é um produto composto essencialmente por vidro e areia que, combinados com outras matérias-primas em alta temperatura, resultam em filamentos que formam a lã”, explica o engenheiro Guilherme Oliveira Pinto, chefe de produtos da linha de Fachadas e Construção Industrializada na Saint-Gobain Produtos para Construção.

Como é fabricada a lã de vidro?

A mistura dos compostos é aquecida em forno. Os elementos são fundidos e transformam-se em materiais no estado líquido. Este líquido é processado por centrífugas que o transformam em filamentos de lã. “Para ficar fácil de imaginar, é um processo que lembra a produção de um algodão doce”, compara.

Por fim, esses filamentos são aglomerados por uma resina para formação de feltros, mantas e painéis, podendo ter ou não revestimento fixado a suas faces. Essas últimas características são definidas levando em consideração o produto final que a lã de vidro irá gerar e qual será sua aplicação.

Como a lã de vidro atua no isolamento térmico e acústico?

A lã de vidro cria uma barreira de calor que atua na redução da radiação que penetra em ambientes e sistemas, dissipando esse calor por entre as tramas da lã. Com isso, se reduz os gastos de energia necessários para controlar a temperatura dos ambientes, tanto em clima quente como frio.

“Quanto à acústica, o som reverberado em ambientes entra nas tramas da lã de vidro e se dissipa naturalmente, reduzindo ecos e tornando mais confortáveis os ambientes com alto fluxo de vozes e barulhos”, explica.

Como especificar lã de vidro?

A especificação da lã de vidro está relacionada ao seu uso, ou seja, local onde o material será instalado e, também, a parâmetros técnicos esperados.

Para o uso mais conhecido do produto na construção a seco, o de recheio das paredes internas e fachadas, é fundamental especificar a espessura do material. Essa definição está diretamente ligada ao desempenho térmico e acústico do conjunto da vedação. “Além disso, a espessura deve ser compatível com a largura da parede, de maneira que seu interior fique completamente recheado”, ensina Oliveira Pinto.

Como a lã de vidro é instalada?

A lã de vidro pode ser encontrada em rolos ou painéis. Em qualquer uma dessas configurações, o produto proporciona facilidade de transporte, leveza e rapidez de montagem. De forma geral e na sua configuração mais comum que é o rolo, a lã é desenrolada e posicionada no local de aplicação final: muito simples de ser instalada seja em novas obras ou mesmo em reformas. Dispensa o uso de ferramentas para instalação, basta cortar e aplicar.

Vantagens e desvantagens da lã de vidro

O fato de ser incombustível, não derreter, não emitir gás tóxico e não gotejar torna a lã de vidro reconhecida no mercado como uma solução extremamente segura. “É um produto inerte que não possui qualquer tipo de contraindicação, seja no momento da instalação ou durante sua vida útil”, informa. A lã de vidro é um produto certificado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e European Certification Board for Mineral Wool Products (Euceb). Ele destaca o atributo sustentável do material, produzido pela Isover, com 80% de vidro reciclável.

Colaboração técnica

Guilherme Oliveira Pinto  – Engenheiro civil pela Universidade Federal de Minas Gerais, é chefe de produtos da linha de Fachadas e Construção Industrializada na Saint-Gobain Produtos para Construção.