Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Saiba como evitar interrupções na concretagem

Confira as principais recomendações para evitar problemas causados pela descontinuidade do fornecimento de concreto

Publicado em: 16/12/2019Atualizado em: 09/03/2021

Texto: Juliana Nakamura

concretagem
Deve-se evitar interrupções não planejadas na concretagem (foto: Nopphinan / shutterstock)

Um dos momentos mais delicados na execução de estruturas moldadas in loco, o lançamento do concreto deve ser precedido de um planejamento rigoroso, capaz de garantir previsibilidade a esta etapa. Quando isso não acontece, a concretagem fica sujeita a interrupções, algo que deve ser evitado, sempre que possível.

"Muitas concretagens são interrompidas por diversas falhas, da logística das concreteiras, de problemas no planejamento da obra, além de fatores não previsíveis", diz Mauro Santos, gestor da Fit Concreto. “Os esforços da estrutura pronta podem gerar manifestações patológicas na peça estrutural em virtude da descontinuidade”, explica Paulo Beghelli Caracik, consultor em estruturas de concreto e diretor da PBC Engenharia. Segundo ele, quando uma concretagem é interrompida, independente do motivo, a preocupação está em que posição e como o fornecimento de concreto na peça em questão foi paralisado.

Leia também:
Conheça 5 problemas gerenciais com os quais os engenheiros devem lidar nas obras
Por que digitalizar o gerenciamento de obras? Confira quatro motivos

Muitas concretagens são interrompidas por diversas falhas, da logística das concreteiras, de problemas no planejamento da obra, além de fatores não previsíveis
Mauro Santos

Por isso, o ideal é evitar interrupções não planejadas na concretagem. Mas nem sempre isso é possível. Há casos em que essas paralisações são inevitáveis. Nesta hora, o melhor a se fazer é dar atenção à metodologia de continuação da concretagem. Quando o lançamento é interrompido, formam-se juntas de concretagem que devem ser tratadas para garantir a ligação do concreto endurecido com o novo. “Esse tratamento pode se dar pela exposição do agregado ou pela utilização de adesivos estruturais”, explica Paulo Caracik.

Concreto bombeável dosado em central

Concreto convencional dosado em central

Serviço de bombeamento de concreto

COMO EVITAR INTERRUPÇÕES NA CONCRETAGEM?

Há uma série de estratégias para minimizar a probabilidade de ocorrência de interrupções não programadas. Todas elas dependem de planejamento.

Com relação aos fenômenos da natureza, um problema comum em algumas regiões do Brasil são as pancadas de chuvas de verão no fim do dia. “Nesses casos, a solução é programar a concretagem logo no início da manhã e prever seu término até o meio da tarde”, comenta Paulo Caracik. Ele lembra que caso o volume de concreto faltante a ser aplicado seja muito grande, a finalização da concretagem pode ser postergada para o dia seguinte. Para isso, no entanto, deve-se programar uma junta de interrupção.

Interrupções de concretagem podem ser motivadas, também, por falhas no fornecimento de concreto, defeitos em equipamentos, aberturas de formas, falta de energia elétrica etc. Para evitar transtornos decorrentes destes imprevistos, a dica é antecipar-se aos problemas. Neste sentido, algumas boas práticas são:

• Planejar cuidadosamente o lançamento do concreto;
• Garantir quantidade adequada de caminhões betoneira adequados na linha de abastecimento;
• Investir na manutenção periódica dos equipamentos, sobretudo vibradores de imersão. Quando possível, é recomendável dispor de equipamentos reservas. Os vibradores também devem ser previamente testados;
• Para evitar desabastecimento por falta de energia elétrica, vale contar com gerador em obra.

O QUE FAZER QUANDO É PRECISO INTERROMPER A CONCRETAGEM?

De acordo com o consultor da PBC Engenharia, sempre que ocorre uma interrupção, o projetista estrutural responsável deve ser avisado para que possa orientar a equipe no canteiro sobre cuidados especiais a serem realizados nas peças estruturais em questão. “É fundamental pensar na maneira adequada que a estrutura deve estar para receber o novo concreto após a interrupção”, alerta Caracik.

É fundamental pensar na maneira adequada que a estrutura deve estar para receber o novo concreto após a interrupção
Paulo Beghelli Caracik

Outra orientação importante é escolher de forma estratégica o local para interromper a concretagem. Preferencialmente, as juntas devem estar localizadas em seções pouco solicitadas para não influenciar no comportamento da estrutura. “Levando essa junta para a região de esforços menores, geramos menor probabilidade de manifestações patológicas", diz Caracik. Em vigas convencionais, por exemplo, a paralisação deve ocorrer no terço do vão, justamente onde os esforços cortantes são os menores.

Leia também: Plano de concretagem deve contar com minucioso estudo logístico

Colaboração técnica

engenheiro civil paulo beghelli caracik
Paulo Beghelli Caracik – Engenheiro civil pela Escola de Engenharia Mauá, pós-graduado pela Fundação Armando Álvares Penteado (FAAP). É diretor da PBC Engenharia, empresa de consultoria em estruturas de concreto convencional, nervuradas, planas, protendidas, alvenaria estrutural e paredes de concreto.
Mauro C. Santos – Engenheiro civil pela Faculdade de Engenharia de Sorocaba. É pós-graduado em gestão de marketing e gestor da FIT Concreto.