Tinta epóxi para piso: aprenda a escolher e aplicar

A tinta epóxi para piso é oferecida em várias cores, tem fácil aplicação e a capacidade de impermeabilizar o substrato

Publicado em: 16/08/2022Atualizado em: 28/02/2024

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Tinta epóxi para piso sendo aplicadaA tinta epóxi para piso pode ser usada em áreas internas e externas (Foto: Doralin Samuel Tunas/Shutterstock)

A tinta epóxi para piso tem fácil aplicação, aspecto brilhante e diferentes tipos de acabamento. Tudo isso sem deixar de lado a beleza e a uniformidade. Seu uso é corriqueiro em ambientes residenciais e comerciais, além disso também pode ser aproveitada em paredes.

O que é tinta epóxi?

A tinta epóxi é um acabamento de alta qualidade que tem ótima aderência às variadas superfícies. Pode ser aplicada em piso de concreto, proporcionando elevada resistência e impermeabilidade. E, também, sobre revestimento de madeira, azulejos, cerâmicas em áreas internas e externas, e em parede de alvenaria.

Comparada a outras pinturas, a tinta epóxi para piso possui maior dureza e resistência à abrasão. “Em relação às opções acrílica ou PVA, a tinta epóxi garante melhor performance em aspectos como resistência à umidade, produtos químicos e facilidade de limpeza”, diz Ricardo Martins de Sá, instrutor de formação profissional na área de pintura na Escola Senai Orlando Laviero Ferraiuolo.

Clique aqui, siga o canal do Portal AECweb no WhatsApp e receba os melhores conteúdos sobre construção civil no seu celular.

Como aplicar tinta epóxi?

A tinta epóxi é aplicada em três demãos para a obtenção de excelente cobertura e maior vida útil. A primeira camada não cobre com uniformidade, podendo aparecer falhas, o que é corrigido pela segunda demão. Já a terceira camada cumpre a função de nivelar a superfície, assegurar cobertura total e melhor proteção do piso.

“O tempo de cura depende da tecnologia de cada fabricante. Porém, é possível afirmar que depois de sete dias a tinta epóxi está curada”, informa Martins. A aplicação da tinta epóxi se assemelha à das demais que utilizam solvente, sendo que o especialista alerta que é preciso cuidado no manuseio das ferramentas e sua limpeza.

O serviço pode ser feito com rolo, com aplicador que possui aparência de um rodo ou uma desempenadeira de aço grande fixada em um cabo extensor. E mais: alguns tipos de aplicação da tinta epóxi podem ser feitas de maneira mecanizada utilizando o airless.

Tinta epóxi para piso azulA tinta epóxi para piso proporciona elevada resistência (Foto: ANUCHA PALAMA/Shutterstock)

Confira algumas dicas para aplicar a tinta epóxi:

  • A superfície deve estar limpa, seca, descontaminada, corrigidas as trincas e rachaduras e livre de pó de lixamento;
  • É interessante evitar a aplicação quando a temperatura for menor que 10 °C e maior que 35 °C, principalmente nas áreas externas com vento forte ou sinais de uma garoa;
  • Alguns fabricantes desenvolveram um fundo a ser aplicado antes da tinta epóxi;
  • De maneira geral, é preciso seguir as recomendações impressas na embalagem, por conta das variações de tecnologia de cada marca;
  • Alguns produtos são apresentados com aspecto de tinta, ou seja, com consistência mais liquida. Já aqueles mais pastosos, da linha industrial, devem ser aplicados com uma desempenadeira especial;
  • O ideal é aplicar, no mínimo, duas demãos, para garantir uma camada protetora, respeitando o tempo de cura, de maneira que a segunda camada não entre em reação com a anterior.

Apenas a linha industrial da tinta epóxi exige mão de obra especializada. Já o produto base água é mais fácil de aplicar. “Porém, um profissional que trabalhe constantemente com esse tipo de tinta ou revestimento obterá melhores resultados, inclusive porque utilizam acessórios especiais”, fala. O aplicador deve usar os EPIs próprios da atividade.

Veja também

5 tipos de tinta para parede
Patologias da pintura: saiba evitá-las
Tintas: Compare e compre com o melhor preço

Tinta epóxi para piso: cores

A tinta epóxi para piso é disponibilizada, geralmente, nas cores:

  • Acinzentada
  • Branca
  • Concreto
  • Preto
  • Amarelo
  • Azul
  • Verde

Tinta epóxi: vantagens e desvantagens

A principal vantagem da tinta epóxi para piso é a sua resistência. “Atualmente, alguns fabricantes já possuem esse tipo de tinta com a diluição em água, que pode ser aplicada em paredes”, informa. Por outro lado, as desvantagens do produto são o cheiro intenso e a ausência do sistema tintométrico, portanto, as cores são mais limitadas.

“A tinta de tons mais claros solúvel em solvente fica levemente amarelada ao longo do tempo, devido aos raios ultravioleta”, comenta Martins. Os cuidados para manter a pintura começam com a limpeza antes que o piso fique encardido, com gordura incrustada na tinta.

Além disso, apesar de resistente à abrasão, trata-se de uma tinta, portanto, é preciso evitar o uso de ferramentas abrasivas. “Elas podem causar riscos pela repetição da ação para retirar a sujeira incrustada ou a perda do brilho”, adverte o especialista.

Lavar a superfície com água, sabão e vassoura de pelo sedoso é o suficiente para manter o visual da tinta epóxi para piso. É possível, também, usar outros produtos próprios para limpeza, desde que não submetido a esfregamento muito repetitivo.

“Mesmo que a tinta epóxi para piso tenha maior resistência, trata-se de uma película que se forma na superfície. Não é um revestimento cerâmico. Portanto, não se deve esperar que ela se comporte como tal”, alerta o instrutor do Senai.

Rolo para aplicação da tinta epóxi para pisoA tinta epóxi para piso pode ser aplicada com rolo (Foto: Doralin Samuel Tunas/Shutterstock)

Diferença entre tinta epóxi para piso e revestimento epóxi?

Tinta epóxi para piso e revestimento epóxi, embora tenham, ambos, resina em sua formulação, são dois produtos distintos. O revestimento epóxi é amplamente adotado em indústrias, mas também em outros segmentos. “Resulta de uma composição química que precisa ser acrescentada à resina epóxi, como um agente catalizador ou endurecedor, proporcionando acabamento autonivelante e enrijecido sobre o piso”, explica Martins.

Comparado com a tinta epóxi, o tempo de cura do revestimento é mais demorado e sua aplicação é somente para piso. Tem aspecto final liso e brilhante. De acordo com o especialista, tanto a tinta quanto o revestimento epóxi suportam fluxo intenso de pessoas e maquinário.

Colaboração técnica

Ricardo Martins de Sá – Formado em cursos de efeitos decorativos na Escola de Pesquisa e Divulgação da Arte (EPDA), Academia Brasileira de Artes (ABRA), Oficina Paulista de Artes (OPA), Instituto Paulista de Restauro/Casa do Restaurador e no Centro de Pinturas Especiais. Atua na especialidade desde 1996. É instrutor de formação profissional na área de pintura na Escola Senai Orlando Laviero Ferraiuolo, desde 2006, onde é membro expert da pintura decorativa na Worldskills International.