Banner AECweb
menu-iconPortal AECweb

Tipos de fundação: conheça quais são e quando usá-los

Escolher entre os diferentes tipos de fundação envolve a análise de fatores como o estudo das características do solo e as cargas da edificação que será construída

Publicado em: 06/03/2023Atualizado em: 17/03/2023

Texto: Redação AECweb/e-Construmarket

Um dos tipos de fundação em execução
(Foto: LALS STOCK/Shutterstock)

Responsável por transferir o peso e a carga da estrutura da edificação para o solo, a fundação é um elemento crucial na construção civil. Portanto, é necessário a realização de estudos prévios que indiquem quais os tipos de fundação mais adequados para cada situação. Essa análise envolve, entre diferentes fatores, questões como:

• A verificação das características do terreno;
• As condições climáticas do local onde a obra acontecerá;
• A proximidade de edifícios vizinhos;
• As cargas do empreendimento que será executado;
• E o nível do lençol freático.

Com base nessas informações, é possível selecionar entre a fundação profunda (estacas, tubulões e caixões) ou a fundação rasa (sapata, viga baldrame, radier e bloco de fundação). Todas são regulamentadas pela ABNT NBR 6122 – Projeto e Execução de Fundações — norma revisada em 2019 com a incorporação de diversas complementações. Confira, na tabela abaixo, para quais situações cada tipo é mais indicado.

Quando usar cada um dos tipos de fundação?

Tipos de fundação
Tipo de solo
Porte da obra
Estaca broca
Firme
Sobrados e prédios baixos
Estaca Strauss
Pouco firme
Prédios baixos
Estaca pré-moldada
Pouco firme e com água
Prédios altos, pontes e viadutos
Estaca Franki
Pouco firme
Prédios altos, pontes e viadutos
Tubulão céu aberto
Com lençol freático profundo
Prédios altos, pontes e viadutos
Tubulão ar-comprimido
Com lençol freático raso
Prédios altos, pontes e viadutos
Sapata
Pouco firme / firme e seco
Edifícios térreos / sobrados
Viga baldrame
Firme e seco
Edifícios térreos
Radier
Solo pouco firme ou firme
Edifícios térreos ou sobrados

Como diferenciar os tipos de fundação?

Os tipos de fundação são classificados em dois grupos: profundas e rasas. A fundação profunda chega aos níveis mais baixos do subsolo — sendo, assim, ideal para obras em terrenos moles (bastante comuns em áreas litorâneas). Já a fundação rasa não demanda grandes escavações e a sua base deve estar escorada em camadas de solo com a resistência adequada. Normalmente, é utilizada em empreendimentos com cargas mais leves.

Mais do que gerar economia na execução da obra, acertar na escolha é garantir a estabilidade e a segurança do empreendimento por muitos anos.