554 famílias de casa nova em SP

Texto: Redação AECweb

Imóveis construídos pelo estado e prefeituras são destinados à população de menor renda, que ganha entre um e três salários mínimos

09 de junho de 2011 - O governador Geraldo Alckmin entregou 324 casas em Catanduva, na Região de São José do Rio Preto e mais 230 em Potirendaba ontem. Os imóveis foram construídos pela Compa¬nhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) com itens no padrão green building (construção verde).

"Entregamos aqui casas com aquecedor solar, jardim, forro, muito bem feitas. E ainda sobraram R$ 2,5 milhões que nós vamos investir aqui mesmo, no muro de arrimo e na creche. Aqui já tem posto de saúde, então vai ficar um bairro muito bonito, muito bacana para a população".

Os 324 imóveis de Catanduva têm dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro, distribuídos em 43,18 m² de área construída. A CDHU investiu R$ 12,3 milhões nessa etapa do empreendimento. Ao todo, o conjunto possui 643 moradias, das quais 319 unidades foram entregues ao longo do ano passado.

As casas têm ainda pé-direito ampliado de 2,4 para 2,6 metros, que tornam o ambiente mais arejado, piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos na cozinha e no banheiro, laje ou forro de PVC, que permitem o controle térmico, e cobertura em estrutura metálica, mais segura. Na área externa, as unidades têm muro divisório, calçadas na frente das casas com passeio público, pavimentação e paisagismo. Todos os imóveis terão sistema de placas solares para aquecimento da água dos chuveiros e das torneiras.

O conjunto habitacional foi viabilizado pelo Programa Parceria com os Municípios. A CDHU repassou os recursos para a Prefeitura local que doou o ter¬reno e administrou as obras.

"Quero destacar o fato de que este é o único programa que quem ganha um salário mínimo pode ter casa própria. Isso porque tem subsídio esta¬dual por ser voltado para famílias de menor renda. Quem ganha um, dois, três, quatro, cinco salários pode ter acesso à casa própria porque a prestação não passa de 15% da renda da família. Então no caso de um salário, são R$ 81 por prestação", lembrou Alckmin.

Os novos mutuários terão prazo de até 25 anos para quitar o financiamento. As prestações serão subsidiadas pelo estado e calculadas de acordo com a renda familiar. Quem ganha até três salários vai desembolsar 15% dos rendimentos. Em Catanduva, 98% das famílias que vão receber as chaves dos imóveis estão nessa faixa.

Fonte: Jornal do Commercio