A 27 meses da Copa, Brasil ainda tem obras paradas

Texto: Redação AECweb

Nos aeroportos, apenas quatro cidades-sede têm obras nos terminais

27 de março de 2012 - A 27 meses do início da Copa do Mundo de 2014, a preparação brasileira para a competição ainda enfrenta problemas. Obras com conclusão prevista até o Mundial, principalmente nas áreas de mobilidade urbana e aeroportos, sequer começaram.

Nos 12 estádios do Mundial, a situação é um pouco melhor: apenas as reformas do Beira-Rio, em Porto Alegre, estão paradas, mas serão reiniciadas em 1º de abril. A data foi marcada após a assinatura de contrato entre a Andrade Gutierrez e o clube Internacional, em 19 de março. As intervenções na Arena da Baixada, estádio que enfrentava problemas até o final do ano passado, foram finalmente retomadas.

Nos aeroportos, apenas quatro cidades-sede têm obras nos terminais: Rio (Galeão), São Paulo (Cumbica), Belo Horizonte (Confins) e Manaus (Eduardo Gomes). Os aeroportos de Campinas (Viracopos) e Porto Alegre (Salgado Filho) são os mais atrasados. Nos dois casos, não há sequer projeto.

Na área de mobilidade urbana, os atrasos persistem nas cidades de São Paulo (monotrilho Morumbi-Congonhas), Cuiabá (VLT), Salvador (metrô), Porto Alegre (BRT), Fortaleza (VLT), Brasília (VLT) e Manaus (monotrilho e BRT), que têm processos emperrados por problemas técnicos ou decisões judiciais.

Fonte: Sinaenco